Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Influência do Treinamento Proprioceptivo Sobre o Equilíbrio Postural e Qualidade de Vida: Relato de Caso

DOI: http://dx.doi.org/10.15601/1983-7631/rt.v2n3p74-82

http://www3.izabelahendrix.edu.br/ojs/index.php/tec 

downloadpdf

Juliana B. E. Costa1 & Sandro G. Hespanha2

 

Resumo: No Brasil atual, nos deparamos com o aumento da população de idosos. Este aumento vem acompanhado das alterações naturais do processo do envelhecimento, que predispõem a diminuição da capacidade de discriminação sômato sensorial. Esta predisposição leva a uma maior tendência à instabilidade de equilíbrio. Isso pode acarretar problemas, como as quedas, diminuindo a independência funcional e a qualidade de vida do idoso. Este relato de caso se propôs a verificar a influência de um programa de doze semanas de treinamento proprioceptivo sobre o equilíbrio postural e a qualidade de vida de um indivíduo idoso, através da Escala de Equilíbrio de Berg e do Questionário SF-36, respectivamente. Concluiu-se, através das escalas de avaliação, que o programa de treinamento proprioceptivo aplicado promoveu mudanças nos padrões de equilíbrio e qualidade de vida de um indivíduo idoso.

 

Abstract: In Brazil today, we are faced with increasing population of elderly. This increase is accompanied by changes of the natural process of aging that predispose to reduced capacity of discrimination somatic sensorial. This bias leads to a greater tendency to instability of balance. This can cause problems such as falls, reducing the functional independence and quality of life of the elderly. This case report is proposed to verify the influence of a program of twelve weeks of proprioceptive training on postural balance and quality of life of an elderly person, by the Berg Balance Scale and the SF-36, respectively. It was through the scales of assessment, the proprioceptive training program applied promoted changes in patterns of balance and quality of life of an elderly person.

 

1 Fisioterapeuta graduada pelo Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix Pós-graduada em Fisiologia e Cinesiologia do Exercício pela Universidade Veiga de Almeida. Pós-graduanda em Fisioterapia Em Ortopedia e Traumatologia pela Universidade Veiga de Almeida
2 Fisioterapeuta graduado pelo Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix Pós-graduado em Fisiologia e Cinesiologia do Exercício pela Universidade Veiga de Almeida. Pós-graduando em Fisioterapia Em Ortopedia e Traumatologia pela Universidade Veiga de Almeida

 

Literatura Citada

CHAIMOWICS, F. A saúde dos idosos brasileiros às vésperas do século XXI: problemas, projeções e alternativas. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 184-200, 1997.

ATTORE, A. Hidroterapia para Gestantes através do fluir básico do método Watsu. Trabalho de Conclusão de Curso com exigência para Graduação em Fisioterapia da Universidade Bandeirante de São Paulo, agosto/2002.

CAROMANO, F.A; NOWOTNY, J.P. Princípios físicos que fundamentam a Hidroterapia. Fisioterapia Brasil, 2002; vol.3, n.6, p.394-402, nov/dez.

CHARMAN, T; CASS, H. et al. Regression in individuals with Rett Syndrome. 2002. Pág. 281-283. Disponível em: http://elsevier.com/locate/braindev.

GUYTON, A.C. Tratado da Fisiologia Médica.1986. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

BUENO, J.M. Psicomotricidade Teoria & Prática: estimulação, educação e reeducação psicomotora com atividades aquáticas. 1998. São Paulo: Lovise.

MAGILL, R.A. Aprendizagem Motora: conceitos e aplicações. São Paulo: Edgard Blücher Editora, 2000.p. 36-89.

ELLIOT, B; MESTER, J. Treinamento no Esporte: aplicando Ciência no Esporte. São Paulo: Phorte Editora, 2000.

MLLOMONTEIRO, C. B.; NUNES, L. T.; et al. Síndrome de Rett: Desenvolvimento de um sistema de classificação e graduação do comportamento motor. Caderno de Pós Graduação em Distúrbios do Desenvolvimento, n. 1, vol 1, pág. 63-78, 2001.

AQUINO C F, VIANA S O, FONSECA S T, BRICIO R S, VAZ D V. Mecanismos neuromusculares de controle da estabilidade articular. Rev. Bras. Ciên. e Mov. 2004; 12:35-42.

RWER S L, ROSSI A G, SIMON L F. Equilíbrio no Idoso. Rev. Bras. Otorrinolaringol. 2005; 3(71):298-303.

PEREIRA, S. R. M., BUKSMAN, S., PERRACINI, M.P.Y.L., BARRETO, K.M.L., LEITE, V.M.M. Projeto Diretrizes: quedas em Idosos. Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 2001.

WINTER, D.A. Human balance and posture control during standing and walking. Gait and Posture, v. 3, p. 193-214, 1995.

CALKINS, E.; FORD, A. B., KATZ, P. R. Geriatria Prática. 2 ed., Rio de Janeiro – RJ, Revinter, 1992.

SAMULSKI, D. & LUSTOSA, L. A Importância da atividade física para a saúde e a qualidade de vida. Artus – Revista de Educação Física e Desporto. 1996, 1 (17):60-70.

DIAS DA SILVA, M. A. Exercício e qualidade de vida. In: O Exercício – Preparação fisiológica, avaliação médica, aspectos especiais e preventivos. São Paulo, Atheneu, 1999, p. 262-66.

MIYAMOTO S T, LOMBARDI JR. I., BERG K O, RAMOS LR, NATOUR J. Brazilian version of the Berg balance scale. Brazilian Journal of medical an biological research, 2004, 37:1411-1421.

CICONELLI R M; FERRAZ M B; SANTOS W; MEINÃO I; QUARESMA M R. Tradução para a língua portuguesa e validação do questionário genérico de avaliação de qualidade de vida SF-36 (Brasil SF-36). Rev. Bras. Reumatol; 39(3):143-50, maio-jun. 1999.

ANDREWS, J; HARRELON, G; WILK, K. Reabilitação física das lesões desportivas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

GUACHARD G C, JEANDEL C, TESSIER A, PERRIN P P. Beneficial effect of proprioceptive physical activies on balance control in elderly human subjects. Neurosci Lett 1999; 273:81-84.

BROGAN D R. Rehabilitation services needs: Physician’s perceptions and referrals. Arch Phys Med Rehabil. 1981; 62:215.

CARVALHO, F E T & PAPALÉO, N M Geriatria: fundamentos, clínica e terapêutica. 1 ed, São Paulo – SP, Atheneu, 1995.

CAROMANO, F. A.; KERBAUY, R. R. Efeitos do treinamento e da manutenção da prática de atividade física em quatro idosos sedentários saudáveis. Revista de Fisioterapia da Universidade de São Paulo, v. 8, n. 2, p. 72-80, ago./dez. 2001.

DESCHENES, M. R. Effects of aging on muscle fibre type and size. Sports Medicine, v. 34, n. 12, p. 809-824, 2004. 25. DAVINI, R.; NUNES, C. V. Alterações no sistema neuromuscular decorrentes do en¬velhecimento e o papel do exercício físico na manutenção da força muscular em indivíduos idosos. Revista Brasileira de Fisioterapia, v. 7, n. 3, p. 201-207, 2003.

KAUFFMAN, T. L. Manual de reabilita¬ção geriátrica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.

BARELA J. A. Estratégias de controle em movimentos complexos: ciclo percepção-ação no controle postural. Rev. paul. Educ. Fís. 2000; supl. 3: 79-88.

BARNETT A, SMITH B, LORD SR, WILLIANS M, BAUMAND A. Community-based group exercise improves balance and reduces falls in at risk older people: a randomized controlled trial. Age and Ageing 2003; 32: 407-14.

NITZ JC, CHOY NL. The efficacy of a specific balance-strategy training programme for preventing falls among older people: a pilot randomized controlled trial. Age and Ageing 2004; 33: 52-8.

XU D, HONG Y, LI J, CHAN K. Effect of tai chi exercise on proprioception of ankle and knee joints in old people. Br J Sports Med 2004; 38: 50-4.

TINETTI, M.E.; SPEECHLEY, M.; GINTER, S.F. Risk fators for falls among elderly persons living in the community. New England Journal of Medicine, Waltham, v.319, n.26, p.1701-1707, 1988.

FERRAZ, M. A.; BARELA, J. A.; PELLEGRINI, A. M. Acoplamento sensório-motor no controle postural de indivíduos idosos fisicamente ativos e sedentários. Motriz, Rio Claro, v.7, n.2, p.99- 105, 2001.

HU MH, WOOLLACOTT MH. Multisensory training of standing balance in older adults: Postural stability and one-leg stance balance. J Gerontol 1994;49:M52-M61.

ROGERS ME, FERNANDEZ JE, BOHLKEN RM. Training to reduce postural sway and increase functional reach in the elderly. J Occup Rehab 2001;11(4):291-298.

MARIN-NETO, J.A. et al. Atividades físicas: “remédio” cientificamente comprovado? A Terceira Idade. 1995; 10 (6): 34-43.