Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Papel do Enfermeiro na Assistência ao Paciente Oncológico

DOI: http://dx.doi.org/10.15601/1983-7631/rt.v2n3p95-104

http://www3.izabelahendrix.edu.br/ojs/index.php/tec 

downloadpdf

Nilda A. M. Amâncio1 & Leonor N. M. Campos2

 

Resumo: Este é um estudo de revisão sistemática que aborda a oncologia. Qual o papel do enfermeiro na assistência ao paciente oncológico foi o problema estudado. Os objetivos foram: verificar em artigos científicos recentes os desafios do enfermeiro na assistência ao paciente oncológico, buscando a melhoria na qualidade do atendimento e identificar se o enfermeiro proporciona conforto para o paciente e a família dando apoio psicosocial; identificar como o enfermeiro cuida do paciente com dor crônica; verificar se o enfermeiro informa o paciente oncológico sobre o prognóstico fora de possibilidade terapêutica. A metodologia utilizada para o estudo foi o de pesquisa de revisão sistemática. Foram utilizados artigos de periódicos das seguintes bases eletrônicas: SCIELO(Scientific Eletronic Library), LILACS(Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), MEDLINE(Literatura Internacional em Ciências da Saúde), publicados no período de 1991 a 2008, em idioma português, espanhol e inglês. Na apresentação e discussão dos resultados constatamos que o conhecimento em oncologia é escasso. Falta este conteúdo na grade curricular da graduação.

Palavras-chave: enfermeiro; assistência; paciente oncológico

 

Abstract: This study is a systematic review of oncology. The role played by nurses in cancer-patient assistance was studied. The purposes of our study were: verifying, in scientific papers, the challenges faced by nurses when assisting cancer patients, searching for improvement of quality assistance and identifying whether nurses provide comfort for the patients and their families giving psychosocial support; identifying how nurses care for patients with chronic pain; verifying whether nurses inform cancer patients about a prognosis with no therapeutic possibility. The methodology employed for this study was the systematic review. The scientific papers used in this study came from the following electronic sources: SCIELO (Scientific Eletronic Library), LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde) (Latin American and Caribbean Health Sciences Literature), MEDLINE (Medical Literature Analysis and Retrieval System Online) published from 1991 to 2008 in Portuguese, Spanish and English. In the presentation and in the discussion of results we have verified that the knowledge about oncology is scarce. This content is missing from undergraduate curriculum.

Keywords: nurse; assistance; cancer patient

 

1 Acadêmica do 8° período do Curso de Enfermagem do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix
2 Mestre em Psicologia pela UFSC e professora Assistente do curso de Enfermagem do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix. Professora de Sociologia Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho CENEC/UNIUBE

 

Literatura Citada

ADES T. GREENE. Principles of Oncology nursing.In: Holleb AI, Fink DJ, Murphy GP, organizadores. American Cancer Society of Clinical Oncology. Atlanta (GEO):American Cancer Society; 1991. p.587-93.

AILINGER, R.L. Contributions of qualitative research to evidence-base practice in nursing. Rev Latino-am. Enfermagem, 2003. mai-jun; 11(30):275-9.

ALMEIDA, M.C.P. de; RODRIGUÊS R.A.P; FUREGATO A.R.F; SCOCHI C.G.S. A pós-graduação na Escola de enfermagem de Ribeirão Preto-USP: evolução histórica e sua contribuição para o desenvolvimento da enfermagem. Rev. Latino-am. Enfermagem 2002 mai-jun; 10(3): 276-87.

BENOLIEL, J.Q. Multiple meaning of pain and complexities of pain management. Nurs Clin North Am 1995 December; 30(4):583-96.

BOEMER, M.R; SAMPAIO M.A. O exercício da enfermagem em sua dimensão bioética Rev Latino am. Enfermagem 1997; 5(2):33-8.

BURNS, N; GROVE, S.K. The practice of nursing research: coduct, critique and utilization. 4°ed. Philadelphia: W B Saunders; 2001.

CAMARGO, T.C. O ex-sistir feminino enfrentando a quimioterapia para o câncer de mama: um estudo de enfermagem na ótica de Martin Heidegger. [tese]. Rio de janeiro (RJ): Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ; 2000.

ELLIS, J.R; HARTLEY, C.L. Enfermagem contemporânea 5°ed. Porto Alegre, Artmed, 1998.

FLEURY, M.T.L. Estratégias empresariais e formação de competências. São Paulo. Atlas, 2000.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER (INCA). O alívio da dor do câncer. Rio de janeiro. 2° ed. 1997. Disponível em: http://www.inca.gov.br. Acessado em 04/11/2008.

JOHANSSON, F.G; DICKSON, J.M.F.The importance of nursing research design and methods in cancer pain management. Nurs Clin North Am. 1995. December; 30(4):597-607.

YARBRO, C.H. The Oncology Nurse. In: De Vita VT Jr, Hellman NS, Rosenberg AS, organizadores. Principles and Practice of Oncology. Philadelphia (PEN): JB. Lippincott; 1997.p.2917-23.

MANCIA, J.R; RAMOS, F.R.S. Pontos críticos na produção científica de enfermagem. REBEn. Rev Bras Enfermagem. 2002. mar-abr; 55(2):163-8.

OLIVEIRA, A.C; FORTES, P.A. de C. O direito á informação e a manifestação da autonomia de idosos hospitalizados. Rev Esc Enfermagem. USP. 1999. 33(1):59-65.

PESSINI, L; BARCHIFONTAINE, C. de P. Problemas atuais de Bioética. 4° ed. São Paulo. Loyola, 1997.

PIMENTA, C.A.M; KOIZUMI, M.S; TEIXEIRA, M.J. Dor no doente com câncer: características e controle.Rev Bras Cancerol 1997. jan/fev/mar; 43(1):21-44.

RODRIGUES, I.G; ZAGO, M.M.F. Enfermagem em cuidados paliativos. O mundo da saúde. São Paulo, ano 27,n.1, v.27, p. 89-92, jan/mar, 2003.

RODRIGUES, R.M; BAGNATO, M.H.S. Pesquisa em enfermagem no Brasil: problematizando a produção de conhecimentos. Rev Bras Enfermagem. 2003 nov-dez; 56(6) :646-50.

ROJO, A.P; CELLIS, J.J; RESTREPO, J.P; CANO, E.V; RAMÌREZ L.M.C. Primer acercamiento al paciente com cáncer: nuestra experiencia en el cuidado como estudiantes de enfermería. Invest Educ Enferm. 2005. september; 23(3): 148-52.

SMELTZER, S.C; BARE, B; BRUNER & SUDDARTH. Tratado de enfermagem médico-cirúrgico. 9° ed. Rio de Janeiro. Guanabara Koogam. 2002.

TEIXEIRA, M.J; SHIBATA, M.K; PIMENTA, C.A.M; CORRÊA, C.F. Dor no Brasil: estado atual e perspectivas. São Paulo. Limay. 1995.