Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Infecção Hospitalar – IH - Causas Múltiplas e Fatores de Risco Associados a Microrganismos de Veiculação Hídrica

DOI: http://dx.doi.org/10.15601/1983-7631/rt.v1n1p54-60

http://www3.izabelahendrix.edu.br/ojs/index.php/tec 

downloadpdf

Ricardo S. Dias1, Débora N. Santos2, Thaysa M. G. Fernandes3 & Jorge G. G. Ferreira4

 

Resumo: As Infecções Hospitalares (IH) atualmente têm despertado grande interesse no meio científico e seu controle tem sido um desafio para os profissionais da área da saúde tanto no setor público quanto no privado. A sua ocorrência resulta no elevado índice de morbimortalidade dos pacientes acometidos. Também contribuem de forma expressiva com aumento do período de internação além da conseqüente elevação das despesas decorrentes do tratamento. São enfermidades de causas múltiplas relacionadas a fatores intrínsecos e extrínsecos, inerentes ao paciente e ao ambiente no qual está inserido. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a água como fator de risco associado à disseminação de agentes de agravo à saúde, em especial de microrganismos emergentes e reemergentes, patógenos e oportunistas no ambiente hospitalar.

Palavras-chave: infecção hospitalar; água; microrganismos emergentes e reemergentes.

 

Abstract: Hospital infections (HI) has called the attention of Health Services due to the high level of morbid-mortality related mainly to the diseases caused by emergent and re-emergent microorganisms, pathogens and opportunists and little attention has been given to the microbiological quality of the water used in this location. The objective of this work was to characterize the water as risk factor associated to the dissemination of pathogens, especially in the hospital environment. For this purpose a retrospective study was realized through a brief literature revision approaching concepts, historical facts and etiological agents that marked the HI episodes registered, besides the multiple causes and occurrence risk factors associated to microorganisms of hydric propagation. Between the measures that could contribute in an effective way with the patients health safety is the development of capitation, storage and distribution control programs, besides periodical monitoring of it microbiological quality.

Keywords: hospital infections; water; emergent and re-emergent microorganisms

 

1 Mestre em Ciência de Alimentos, Doutor em Ciências Biológicas
2 Mestre em Bioquímica e Imunologia e Doutora em Biologia Molecular
3 Bióloga, graduanda em Enfermagem, Bolsista de Iniciação Científica
4 Graduando em Biomedicina, Bolsista de Iniciação Científica

 

Literatura Citada

BADARÓ FILHO, V.C.; RESCHKE, C.R.; HÖNER, R. Perfil epidemiológico das infecções na unidade de terapia intensiva infantil do Hospital de Caridade e Benficência de Cachoeira do Sul. Revista Brasileira de Análises Clínicas. RS, Brasil, v.38, n.4, p.267-270, 2006.

BENJAMIN DK Jr, et al. Bacteremia, central catheters, and neonates: when to pull the live. Pedriatrics; v. 107, p.1272-6, 2001.

CÉLINE, L.F. Vida e obra de Semmelweis. Companhia das Letras, São Paulo 1998.

CLESCERI, L. S.; GREENBERG, A. E.; EATON, A. D. Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater. 20. ed. American Water Works Association (AWWA), 1999.

DONOWITZ, L.G. Hospital acquired infection in the pediatric patient. Baltimore: Williams and Wilkins, 1988.

FONTANA, R.T. As IH e a evolução histórica das infecções. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 59, n°5, p. 703-706, 2006.

GUILARDE, A.O.; TUCHI, M.D.; MARTELLI, C.M.T.; et al. Bacteremias em pacientes internados em hospital universitário. Revista da associação Médica Brasileira, v. 53, n.1, p.34-38, 2007.

GUINTA, A.P.N.; LACERDA, R.A. inspeção dos programas de controle de IH dos Serviços de Saúde pela Vigilância Sanitária: diagnóstico de situação. Revista da Escola de Enfermagem –USP- v.40, n.1, p. 64-70, 2006.

HINRICHSEN, S.L. Micobacteria de crescimento rápido – MRC. Prática Hospitalar, ano IX, n.53, p.106-111, 2007.

KAISERMANN, M.C.; et al. Empiema pleural causado por Edwardsiella tarda. Pulmão RJ, v.13, n.3. p.200- 2002, jul-ago-set- 2004.

KUNZLE, S.R.M.; et al. Auxiliares e técnicos de enfermagem e controle de IH em centro cirúrgico: mitos e verdades. Revista da Escola de Enfermagem, USP, v. 40, n.2, p.214-220, 2006.

LA FORCE, F.M. The control of infections in hospitals: Prevention and control of nosocomial infections. 3. ed. Baltimore: Williams & Wilkins, p. 1750 -1950, 1997.

MAGRAM, A.J.; et al. Guidline for prevention of surgical site infection. Infect Control Hosp. Epidemiol, v.20, n.4, p. 250-278, 1999.

PISANI, B. et al. Surto de bacteremia por Pseudomonas aeruginosa na umidade de hemodiálise de um hospital de Campinas, São Paulo, Brasil. Revista do Instituto Adolfo Lutz, v.59, n.1/2, p.51-56, 2000.

PORTARIA MS n°2616, de 12 de maio de 1998. Organização e implementação de programas de controle de IH. Brasil, Ministério da Saúde. Disponível em: <http://www.ccih.med.br/ portaria 2616. html>. Acesso em: 05/06/2008.

PORTARIA MS n.º518, de 25 de março de 2004. Controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Brasil, Ministério da Saúde, 2005.

RESOLUÇÃO RDC nº 154, de 15 de junho de 2004. Estabelece o Regulamento Técnico para o funcionamento dos Serviços de Diálise. Disponível em: <http://e- legis.anvisa.gov.br/leisref/public/showAct.php?id=22875&word>. Acesso em: 05/06/2008.

RODRIGUES, A.U. Evaluacion de La actidhospitalario. antibacteriana “in vitro” de desinfectantes y antisépticos de uso hospitalario. (Tesis de Maestria) - Facultad de Biologia, Universidad de La Habana. Ciudad de La Habana, 1998.

TURINI, R.N.T. Percepção das enfermeiras sobre fatores de risco para IH. Revista da Escola de Enfermagem, USP, v.2, p. 174-184, 2000.