Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Mobilidade Urbana e Desigualdade Social: Um Estudo dos Deslocamentos na Cidade de Santarém-PA

DOI: http://dx.doi.org/10.17800/2238-8893/aos.v1n2p79-91

http://www.unama.br/seer/index.php/aos/index 

downloadpdf

Brissa M. Oliveira1, Sérgio C. Gomes2, Maisa S. Tobias3, Eugênia R. Cabral4, Felipe Oliveira5 & Adalrileno L. Duarte6

 

Resumo: O presente trabalho se propõe a analisar a relação entre a condição socioeconômica da população e os tipos de deslocamentos que as pessoas realizam no espaço urbano da cidade de Santarém para atingir o centro urbano. Os dados utilizados para subsidiar as análises foram obtidos a partir de pesquisa amostral junto aos indivíduos que se encontravam realizando o deslocamento no sentido bairro-centro da cidade. A desigualdade social foi representada pela renda nominal do entrevistado. As variáveis escolhidas para representar a mobilidade dos residentes na cidade de Santarém foram: modo de descolamento, motivo da viagem, frequência de deslocamento e duração da viagem, todas classificadas como qualitativas nominais. O método estatístico utilizado para medir o grau de associação ou relação entre as variáveis nominais foi o Coeficiente de Contingência C. O nível de significância estatística α estabelecido foi de 5,0% e a estatística do teste o Qui-Quadrado. Os resultados da pesquisa mostram haver evidência estatística, em nível de significância de 5%, da relação entre a variável faixa de renda, representativa da desigualdade, e a mobilidade, representada pelas variáveis, modo do deslocamento, o motivo e a frequência.

Palavras-chave: Deslocamentos. Transportes. Espaço Urbano. Desigualdade social

 

Abstract: This study aims to analyze the relationship between socioeconomic status of the population and the types of movements that people perform in the urban city of Santarém to reach the urban center. The data used to support the analyzes were obtained from the sample survey among individuals who were performing the shift towards neighborhood downtown. Social inequality was represented by the nominal income of the respondent. The variables chosen to represent the mobility of residents in the city of Santarém were: mode of dislocation, reason for travel, frequency of movement, and length of the trip, all classified as nominal qualitatives. The statistical method www.unama. used to measure the degree of association or relationship among nominal variables was the Contingency Coefficient C. The significance level α was set at 5.0% and the statistics test was that of the Qui-square. The survey results show that there is statistical evidence, at a significance level of 5%, for the relationship between the variable range of income, representative of inequality; and mobility, represented by such variables as mode of travel, its reason and its frequency.

Key words: Dislocations. Transportation. Urban Space. Social Inequality.

 

1 Mestranda do programa de Pós Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade da Amazônia - Unama. brissa_oliveira@hotmail.com
2 Professor-Pesquisador do Mestrado em Administração da Universidade da Amazônia – Unama. scgomes03@uol.com.br
3 Professora-Pesquisadora do Mestrado em Desenvolvimento Meio Ambiente Urbano da Universidade da Amazônia – Unama. Professora Associada do curso de Engenharia Civil da Universidade Federal do Pará - UFPA. maisa@ufpa.br
4 Pesquisador da do Mestrado em Administração da Universidade da Amazônia – Unama. eugeniacabral@unama.br
5 Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas Estatísticas e Computacionais (GEPEC). feliperamosoliveira@hotmail.com
6 Graduando em Engenharia Civil pela Faculdade Ideal (FACI). rileno87@hotmail.com

 

Literatura Citada

AMOUZOU, Koffi Djima. Transporte na cidade: uma análise socioeconômica do conceito de deslocamento urbano e dos impactos dos meios de transporte público urbano. São Paulo, 2001. Disponível em:<http://www.aedb.br/seget/artigos/68_transporte%20nacidade%20SPS.PDF>. Acesso em:15 nov.2006.

ANGOTTI, Tom. Apocalyptic anti-urbanism: Mike Davis and his planet of slums. International Journal of Urban and Regional Research, v.30, n.4, p.961–967, dez. 2006. http://dx.doi.org/10.1111/j.1468-2427.2006.00705.x

ASSOCIAÇAO NACIONAL DOS TRANSPORTES PÚBLICOS. Transporte Humano: cidades com qualidade. São Paulo, 1997.

ASSOCIAÇAO NACIONAL DOS TRANSPORTES PÚBLICOS. O transporte urbano do século XXI. Revista dos Transportes Públicos, ano 24, n. 96, p. 95-122, 2002.

BOURDIEU, P. Espaço social e espaço simbólico. In: ______. Razões práticas sobre a teoria da ação. São Paulo: Papirus, 1992.

FRANÇOIS, Lapoix. Serviços de proteção social pública e à exclusão social. Desenvolvimento de iniciativas para apoiar o consumidor na União Europeia. Dublim: Fundação para a Melhoria das Condições de Vida e de Trabalho,1991.

GRÜNFELD, J. Chaning travel time in the Netherlands 1975-2000. 2006. Paper apresentado ao 28th IATUR CONFERENCE, Copenhagen, 2006.

HARVEY, David. A justiça social e a cidade. São Paulo: Hucitec, 1980.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico 2010. Resultados do Universo - Características da População e dos Domicílios. Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br/cd/cd2010universo.asp?o=7&i=P. Acesso em: 10 dez. 2012.

INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DO PARÁ. Síntese econômica, social e ambiental do estado do Pará. Belém, 2011.

INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DO PARÁ. Produto Interno Bruto dos Municípios do Estado do Pará. Belém, 2012.

INSTITUTO SOCIOAMBIENTAL. Site oficial. Disponível em: <http://www.socioambiental.org>. Acesso em: 14 dez. 2012.

LEÃO, Natália. Desigualdade social e acesso à saúde no Brasil. 2011. 60f. Monografia (Graduação em Ciências Sociais) – Departamento de Ciências Sociais – Instituto de Ciências Humanas, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2011.

MEDEIROS, M.; DINIZ, D.; SQUINCA, F. Uma análise do benefício de prestação continuada: transferência de renda para a população com deficiência no Brasil. Brasília: Ipea, 2006. (Texto para discussão, 1184).

MONT’ALVÃO NETO, Arnaldo Lôpo. Deslocamentos urbanos e desigualdades sociais: um estudo do movimento diário da população de Belo Horizonte. 2009. 134f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade

Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

MONTEIRO, Jorge Vianna. Economia & Política: instituições de estabilização econômica no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, 1997.

PEREIRA, José Carlos M. Importância e significado das cidades médias na Amazônia: uma abordagem a partir de Santarém (PA). 2004. 127f. Dissertação (Mestrado em Planejamento do Desenvolvimento) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2004.

PEREIRA, S. R. Mobilidade espacial e acessibilidade à cidade. OKARA: Geografia em debate, João Pessoa, v.1, n.1, p. 43-76, 2007.

PIRES, F. Laurian. Deficiência e Mobilidade: uma análise da legislação brasileira sobre gratuidade no transporte público. Revista Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 8, n. 2, p.392, jul./dez. 2009.

SANTARÉM. Prefeitura Municipal. Plano de desenvolvimento urbano. Santarém, PA, 2006.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Edusp, 2006.

SARAVIA, Enrique. Transporte urbano como política socioeconômica: uma perspectiva latinoamericana. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v.31, n.6, p. 67-83, nov./dez. 1997.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. Tradução de Laura Teixeira Mota. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

TAGORE, M.R; SIKDAR, P. K. A new accessibility measure accounting mobility parameters. In: WORD CONFERENCE ON TRANSPORT RESEARCH, 7, 1995, Sidney. Anais.... Sidney, Autralia: The University of New South Wales, 1995.

TOBIAS, M. S. G. Modelo de planejamento integrado da organização espacial, do desenvolvimento regional e dos transportes para uma região em expansão de fronteiras: o caso da região oeste do Pará. 2000. 264f. Tese (Doutorado) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

URRY, John. Travelling times. European Journal of Communication, v.21, n.3, p.357-372, set. 2006. http://dx.doi.org/10.1177/0267323106066655

VASCONCELOS, Eduardo Alcântara. Transporte urbano, espaço e equidade: análise das políticas públicas. 3. ed. São Paulo: Annablume, 2001.

VASCONCELOS, Eduardo Alcântara. A cidade e o transporte. In: ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE TRANSPORTES PÚBLICOS - ANTP. Documentos Setoriais ANTP: o transporte clandestino no Brasil, São Paulo, n. 1, p.9-21, jun. 2001a.

VASCONCELOS, Eduardo Alcântara. Transporte urbano, espaço e equidade: análise das políticas públicas. 3. ed. São Paulo: Annablume, 1996.

Citado por

Sem citações recebidas.