Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Influência do Perfil Empreendedor na Gestão de Uma Instituição de Ensino

DOI: http://dx.doi.org/10.17800/2238-8893/aos.v2n2p7-18

http://www.unama.br/seer/index.php/aos/index 

downloadpdf

Cristiana F. Muylder1, Jefferson L. La Falce2 & Adriene M. Pires3

 

Resumo: Este artigo trabalhou o conceito de perfil de um empreendedor e relacionou-o ao sucesso de um empreendimento por meio de um da análise das características empreendedoras descritas por McClelland (1972). A empresa pesquisada foi o Instituto Praetorium e o foco foi analisar as ações que proporcionaram a sobrevivência e crescimento nos 14 anos de sua existência. A metodologia de caráter descritivo foi realidade por meio de uma entrevista com roteiro semi-estruturado. A análise de discurso permitiu verificar a teoria proposta por McClelland (1972). Os resultados apontaram para uma relação entre o perfil e características empreendedoras do empreendedor Dr. Nelson, sujeito da pesquisa, com o sucesso da organização. Por meio de seu relato, pôde-se relacionar as características comportamentais de um empreendedor de sucesso com suas ações, que podem ter contribuído para a sobrevivência do Instituto por 14 anos. Percebe-se que o estudo do perfil pode caracterizar, neste caso, uma empresa de sucesso influenciado pelo seu empreendedor. Apesar de reconhecer as limitações do estudo e da escolha metodológica, verifica-se que a partir dos resultados, pode-se indicar novas pesquisas e questionamentos no sentido de estudar a relação entre sucesso empresarial e perfil empreendedor.

Palavras-chave: Empreendedorismo. Perfil Empreendedor. Casos de Sucesso e Inovação

 

Abstract: This article worked on the concept of entrepreneur profile and was related to the success of an enterprise through a analyzing characteristics described by entrepreneurs McClelland (1972). The company researched was the Praetorium Institute and the focus was to analyze the actions which have brought survival and growth in the 14 years of its existence . The methodology was descriptive reality through an interview with semi-structured . The t technical Discourse analysis verified the theory proposed by McClelland (1972 ) . The results indicated a relationship between the profile and entrepreneurial characteristics of the entrepreneur Dr. Nelson , research subject , with the success of the organization . Through his story we could relate the behavioral characteristics of a successful entrepreneur with his actions that may have contributed to the survival of the Institute for 14 years . It can be seen that the study of the profile can be characterized in this case , a successful business entrepreneur influenced by his . While recognizing the limitations of the study and methodological choice , it appears from the results that can be stated new research and questioning in order to study the relationship between business success and entrepreneurial .

Key words: Entrepreneurship. Entrepreneur Profile. Case Studies and Innovation

 

1 Profa. Dra. Universidade FUMEC/MG – PDMA e PMSIGC – Doutora e Mestre em Economia Aplicada UFV. cristiana.muylder@fumec.br
2 Prof. Universidade FUMEC e Centro Universitário UNA/MG - Doutorando em Administração pela Universidade FUMEC/MG e Mestre em Administração pela Faculdade Novos Horizontes. jefferson.la.falce@gmail.com
3 Profa. Estácio de Sá/MG – Mestre em Administração pela Faculdade Novos Horizontes. adriane_pires@hotmail.com

 

Literatura Citada

ADAM, J. M.; REVAZ, F. A análise da narrativa. Lisboa: Gradiva, 1997.

ALBERTI, V. História oral: a experiência do CPDOC. Rio de Janeiro: Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, 1989.

ALVAREZ, Sharon A., BARNEY, Jay B. How Do Entrepreneurs Organize Firms Under Conditions of Uncertainty. Jounal of Management. v. 31, p. 776, 2005. http://dx.doi.org/10.1177/0149206305279486

CASSON, M.; YEUNG, B.; BASU, A.; WADESON, NIGEL The Oxford Handbook of Entrepreneurship. London: Oxford University Press, 2006.

CIELO, I. D. Perfil do pequeno empreendedor: uma investigação das características empreendedoras nas empresas de pequena dimensão. 1992. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Florianópolis, 2001.

DEGEN, R. J. O empreendedor: fundamentos da iniciativa empresarial. São Paulo:McGraw-Hill,1989.

DEGEN, R. J. O empreendedor: empreender como opção de carreira. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

DOLABELA, F. O segredo de Luisa. Rio de Janeiro: Sextante, 2008.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Inovação e espírito empreendedor: prática e princípios. Trad. Carlos Malferrari. São Paulo: Pioneira, 2002.

FILION, L. J. Empreendedorismo: empreendedores e proprietários-gerentes de pequenos negócios. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 5-28, abr./jun. 1999a.

FONTENELLE, Caio Julio de Souza ; HOELTGEBAUM, M. A influência do perfil empreendedor dos franqueados no desempenho organizacional. Revista de Negócios, Blumenau, v. 14, n.4, p. 1-25, 2006.

HISRICH, Robert D.; PETERS, Michael P.; SHEPERD, Dean A. Empreendedorismo.7.ed. Tradução Tereza F.Souza. Porto Alegre: Bookman, 2009.

LANDES, D. S.; MOKYR, J.; BAUMOL, W. J. A origem das corporações: uma visão histórica do empreendedorismo da Mesopotâmia aos dias atuais. Rio de Janeiro: Campus, 2010.

McCLELLAND, D. C. The achieving society. Van Nostrand: Princeton, 1961. http://dx.doi.org/10.1037/14359-000

McCLELLAND, D. C. A sociedade competitiva: realização e progresso social. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1972.

RICKETTS, M. Theories of entrepreneurship: Historical development and critical assessment. In: CASSON, M.; YEUNG, B.; BASU, A.; WADESON, NIGEL The Oxford Handbook of Entrepreneurship. London: Oxford University Press, 2006. p. 33-58.

SEBRAE. Manual empreetec: manual do instrutor. Brasília: Sebrae, 2009.

SEBRAE. Relatório GEM 2008. Brasília: Sebrae, 2008.

SCHUMPETER, J. A teoria do desenvolvimento econômico. São Paulo: Abril, 1985.

SCHUMPETER, J. A. A teoria do desenvolvimento econômico. 3. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

SOUZA, P., MULLA, Z. R. Can an entrepreneurial personality compensate for a boring job? The influence of proactive personality and job characteristics on employee engagement levels. Journal of Entrepreneurship, v. 20, p.207-226, 2011. http://dx.doi.org/10.1177/097135571102000203

TEIXEIRA, R. M.; DUCCI, N. P. C.; SARRASSINI, N. S.; MUNHÊ, V. P. C.; DUCCI, L. Z. Empreendedorismo jovem e a influência da família: a história de vida de uma empreendedora de sucesso. REGE São Paulo, v. 18, n.1, p3-18, jan./mar. 2011. http://dx.doi.org/10.5700/rege411

VERGARA, S. C. Métodos de pesquisa em administração. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

WALKER, J. K., JEGER, M., KOPESCKI, D.. The Role of Perceived Abilities, Subjective Norm and Intentions in Entrepreneurial Activity. The Journal of Entrepreneurship. v. 22, p. 181-202, 2013. http://dx.doi.org/10.1177/0971355713490621

Citado por

Sem citações recebidas.