Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Influência dos Elementos Meteorológicos na Evapotranspiração de Referência Estimada Utilizando-se o Irrigâmetro no Município de Guanambi-BA

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984/reveng.v23n3p251-260

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Cristiano Tagliaferre1, Alessandro de Paula2, Felizardo A. Rocha3, William V. Campos4 & Diogo U. Guimarães5

 

Resumo: Existem poucos estudos sobre o comportamento e as interações dos elementos meteorológicos sobre a evaporação ou a evapotranspiração que ocorrem em evaporímetros como do Irrigâmetro. Sendo assim, objetivou-se com esse estudo analisar os efeitos das interações dos elementos meteorológicos, temperatura máxima e mínima do ar, umidade relativa do ar, velocidade do vento e radiação solar, na evapotranspiração de referência estimada utilizando-se o Irrigâmetro, operando em diferentes alturas do nível de água no evaporatório. O estudo foi conduzido na área experimental do Instituto Federal da Bahia, localizado no município de Guanambi-BA. O experimento foi montado em delineamento inteiramente casualizado com sete tratamentos e três repetições. Os tratamentos consistiram de Irrigâmetros equipados individualmente com evaporatórios operando com níveis de água de 1 a 7 cm, tomados a partir de um nível de referência próprio do aparelho, totalizando 21 Irrigâmetros. Para avaliar os efeitos direto e indireto de cada variável meteorológica sobre a evapotranspiração de referência estimada pelo Irrigâmetro, utilizou-se a análise de trilha, que correlaciona a evapotranspiração, variável dependente, com os elementos meteorológicos, variáveis independentes. Em todos os níveis de água estudado o elemento meteorológico que apresentou maior correlação com a estimativa da evapotranspiração de referência foi a umidade relativa do ar, a radiação solar e a velocidade do vento, com valores iguais a 0,58; 0,53 e 0,49, respectivamente.

Palavras-chave: Manejo da irrigação, coeficientes do irrigâmetro, análise de trilha.

 

Abstract: There are few studies on the behavior and interactions of meteorological elements on evaporation or evapotranspiration occurring in evaporimeters as the Irrigameter. Therefore, the aim of this study to analyze the effects of the interactions of weather elements, maximum temperature and minimum air, relative humidity, wind speed and solar radiation, the estimated reference evapotranspiration using the Irrigameter, operating in different heights of water level in evaporator. The study was conducted in the experimental area of the Federal Institute of Bahia, located in the municipality of Guanambi-BA. The experiment was a completely randomized design with seven treatments and three repetitions. The treatments were individually equipped with Irrigameters operating with equal water levels in the evaporators from 1 to 7cm, taken from a the reference level of the device, totaling 21 Irrigameters. To assess the direct and indirect effects of each meteorological variable on the reference evapotranspiration estimated by Irrigameter, the path analysis was used which correlates evapotranspiration, the dependent variable, with meteorological elements, the independent variables. In all water levels studied the meteorological elements that best correlated with the estimated reference evapotranspiration were relative humidity, solar radiation and wind speed, with values equal to 0.58, 0.53 and 0.49, respectively.

Key words: Irrigation management, Irrigameter coefficients, path analysis.

 

1 Engenheiro Agrônomo, Professor Titular da UESB/Vitória da Conquista-BA, E-mail:tagliaferre@yahoo.com.br
2 Engenheiro Florestal, Professor Adjunto da UESB/Vitória da Conquista-BA
3 Engenheiro Agrícola, Professor IFBA/Vitória da Conquista-BA
4 Mestrando em Meteorologia da UFV/Viçosa-MG
5 Estudante do curso de Agronomia da UESB/Vitória da Conquista-BA.

 

Literatura Citada

AMORIM, M.C. Avaliação da eficácia do lisímetro de lençol freático constante, do tanque classe “A” e do modelo de Penman-Monteith (FAO) para estimativa da evapotranspiração de referência (ET0). 1998. 56 f. Dissertação (Mestrado em Meteorologia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

ANDRADE, E.M. de; SILVEIRA, S.S.; AZEVEDO, B.M. de. Investigação da estrutura multivariada da evapotranspiração na região centro sul do Ceará pela análise de componentes principais. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, Porto Alegre, v.8, n.1, p.39-44, 2003.

CAIXETA, S.P. Efeitos de elementos meteorológicos na evapotranspiração estimada pelo Irrigâmetro nas condições climáticas da zona da mata mineira. 2009. 51f. Dissertação (Mestrado em Meteorologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

CHANG, J. Climate and Agriculture. Chicago: Aldine Publishing, 1971. 296p.

CRUZ, C.D.; REGAZZI, A.J. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético. 2. ed. Viçosa, MG: UFV, 1997. 390p.

DOORENBOS, J.; PRUITT, J.O. Crop water requeriment. Rome: FAO, 1977. 144p. (FAOIrrigation and Drainage Paper, 24).

GENES. Programa para análise e processamento de dados baseado em modelos de genética e estatística experimental. Versão 2007.0.0: Fundação Arthur Bernardes-UFV: Viçosa, 2007.

HOUNAM, C.E. Comparison between pan and lake evaporation. Geneva: World Meteorological Organization, 1973. 52p. (Tech. Note, 126; WMO, 354).

MEDEIROS, A.T. Estimativa da evapotranspiração de referência a partir da equação de Penman-Monteith, de medidas lisimétricas e de equações empíricas, em Paraipaba, CE. 2002. 103f. Tese (Doutorado em Agronomia) – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, SP.

OLIVEIRA, E.M. de; OLIVEIRA, R.A. de; SEDIYAMA, G.C.; CECON, P.R.; DRUMOND, L.C.D. Análise do coeficiente e o desempenho do Irrigâmetro e a influência dos elementos do clima na estimativa da evapotranspiração. Revista Engenharia na Agricultura, Viçosa, v.19, n.4, p.348-360, 2011.

OLIVEIRA, E.M. de; OLIVEIRA, R.A. de; BAPTESTINI, J.C.M. Ajuste do Irrigâmetro para estimar a evapotranspiração da cultura, por meio da variação da área do evaporatório. In: SIMPÓSIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 12, Viçosa, MG, 2007a Anais... Viçosa, MG: UFV, 2007a. 1 CDROM.

OLIVEIRA, E.M. de; OLIVEIRA, R.A. de; BAPTESTINI, J.C.M. Ajuste do Irrigâmetro para estimar a evapotranspiração da cultura nos seus diversos estádios de desenvolvimento. In: CONGRESSO NACIONAL DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 36, Bonito, MS, 2007 Anais... Bonito, MS: SBEA, 2007b. 1 CD-ROM.

OLIVEIRA, R.A.; TAGLIAFERRE, C.; SEDIYAMA, G.C.; MATERAN, F.J.V.; CECON, P.R. Desempenho do Irrigâmetro na estimativa da evapotranspiração de referência. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.12, n.2, p.166-173, 2008. doi

PENMAN, H.I. Evaporation: an introductory survey. Netherlands. Journal of Agricultural Science, Cambridge, v.4, p.9-29, 1956.

SILVEIRA, S.S.; ANDRADE, E.M. de. Análise de componentes principais na investigação de estrutura multivariada da evapotranspiração. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.22, n.2, p.173-177, 2002.

TAGLIAFERRE, C.; SANTOS NETO, I.J. dos; COTRIM, C.E.; ROCHA, F. A.; SANTOS, L.C. Desempenho do Irrigâmetro e de métodos de estimativa da evapotranspiração de referência para o município de Guanambi-BA. Revista Engenharia na Agricultura, Viçosa, v.20, n.6, p.544-553, 2012.

TAGLIAFERRE, C.; SANTOS, L. da C.; SANTOS NETO, I.J. dos; SANTOS, T.J.; ROCHA, F.A.; GUIMARÃES, D.U. Estimativa da evapotranspiração de referência com uso do Irrigâmetro em Vitória da Conquista-BA. Revista Irriga, v. 17, p.28-38, 2012. doi

TAGLIAFERRE, C.; SANTOS, L. da C.; SANTOS NETO, I.J. dos ; SANTOS, T.J.; ROCHA, F.A.; SILVA, C.S. Ajuste e aplicação do Irrigâmetro no manejo da água de irrigação. Revista Irriga, UNESP, v.19, p.61-72, 2014.

VALERO, J.A. de J.; MAÑAS, F.J.M. de S.O. El calculo y la estimacion de la evapotranspiracion. In: MAÑAS, F.J. M. de S.O.; VALERO, J.A. de J. Agronomia del riego. Madrid: Mundi-Prensa, 1993. p. 373-446.

VILLA NOVA, N.A. Principais métodos de estimativa de aplicação de água de irrigação. Piracicaba: Departamento de Física e Meteorologia, ESALQ/USP, 1987. 22p.

WRIGTH, S. Correlation and causation. Journal of Agricultural Research, Washington, v.20, 1921.