Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Determinants of Voluntary Disclosure: A Study in the Brazilian Banking Sector

DOI: http://dx.doi.org/10.18028/2238-5320/rgfc.v5n2p23-37

http://www.revistas.uneb.br/index.php/financ/index 

downloadpdf

Lianny M. Forte1, João B. Santos Neto2, Fábio C. Nobre3, Liana H. N. Nobre4 & Dimas B. Queiroz5

  

Abstract: Disclosure theory assumes the wide availability of information to users, increasing the level of corporate transparency and reducing information asymmetry common to the business environment. This research aims to investigate the factors influencing the level of voluntary disclosure by companies in the Brazilian banking sector. Corporate reputation (REP), firm size (TAM), performance (DES), and internationalization (ADR) were the variables used as factors influencing the level of disclosure. The sample was composed of the 100 largest Brazilian banks in relation to total assets in 2012. The methodology technique used multiple linear regression. The evidence revealed that the corporate reputation and the size of the companies had a significant and positive relationship with the level of voluntary disclosure. In this sense, the larger the company and higher the standard of corporate reputation, the higher the level of corporate disclosure. Performance and internationalization were not statistically significant. 

Key words: Voluntary Disclosure; Disclosure Theory; Banking Sector

 

Resumo: A Teoria da Divulgação pressupõe a ampla disponibilidade de informações aos usuários, aumentando o nível de transparência corporativa e reduzindo a assimetria informacional comum ao ambiente empresarial. Essa pesquisa tem por objetivo averiguar os fatores que influenciam o nível de disclosure voluntário das empresas do setor bancário brasileiro. Reputação corporativa (REPT), tamanho da empresa (TAM), desempenho (DESP) e internacionalização (ADR) foram as variáveis utilizadas como fatores capazes de influenciar o nível de disclosure. A amostra foi composta pelos 100 maiores bancos brasileiros em relação ao seu ativo total no ano de 2012. Como metodologia, utilizou-se a técnica de regressão linear múltipla. As evidências revelaram que a reputação corporativa e o tamanho das empresas apresentaram uma relação significativa e positiva com o nível de disclosure voluntário. Nesse sentido, quanto maior a empresa e melhor nível de reputação corporativa, maior é o nível de evidenciação corporativa. Desempenho e internacionalização não apresentaram significância estatística.

Palavras-chave: Disclosure Voluntário; Teoria da divulgação; Setor Bancário.

 

1 Graduada em Administração (UnP) Professora da Universidade Potiguar (UnP) Endereço: Rua João da Escóssia, 1561 – Nova Betânia 59.607-330 – Mossoró/RN, Brasil Email: liannymf19@gmail.com
2 Graduado em Administração (Unp) Endereço: Rua João da Escóssia, 1561 – Nova Betânia 59.607-330 – Mossoró/RN, Brasil Email: jnetosal@uol.com.br
3 Doutorando em Administração (UNIMEP) Professor Assistente da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) Endereço: Av. Francisco Mota, 572- Costa e Silva 59.625-900 – Mossoró/RN, Brasil Email: fabio.nobre@ufersa.edu.br
4 Doutoranda em Administração (PUC-PR) Professora Assistente da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) Endereço: Av. Francisco Mota, 572- Costa e Silva 59.625-900 – Mossoró/RN, Brasil Email: liananobre@ufersa.edu.br
5 Doutorando em Contabilidade (UnB) Professor Assistente da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) Endereço: Av. Francisco Mota, 572- Costa e Silva 59.625-900 – Mossoró/RN, Brasil Email: dimasqueiroz@ufersa.edu.br

 

Literatura Citada

BRASIL, Presidência da República. Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Dispõe sobre as Sociedades por Ações. Diário Oficial da União, Brasília, 17 dez. 1976. Seção 1, p. 1.

BARAKO, Dulacha G. Determinants of voluntary disclosures in Kenyan companies annual reports. African Journal of Business Management. v. 1, p. 113-128, 2007.

BUSHMAN, Robert M.; PIOTROSKI, Joseph D.; SMITH, Abbie J. What determine corporate transparency? Journal of Accounting Research. v. 42, n. 2, p. 207-252, 2004.

CASTRO, Diogo Junqueira. Em busca da “reputação corporativa”: perspectivas conceituais e metodológicas. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO – SEMEAD, 7, 2009, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA-USP, 2009.

CRUZ, Cássia Vanessa Olak Alves; LIMA, Gerlando Augusto Sampaio Franco de. Reputação corporativa e nível de disclosure das empresas de capital aberto no Brasil. Revista Universo Contábil. v. 6, n.1, p. 85-101, 2010.

DYE, Ronald. An evaluation of „essays on disclosure‟ and the disclosure literature in accounting. Journal of Accounting and Economics. v. 32, p. 181-235, 2001

ENG, L. L.; MAK, Y. T. Corporate governance and voluntary disclosure. Journal of Accounting and Public Policy. v. 22, p. 325-345, 2003.

FERNANDES, Sheila Mendes. A influência do disclosure ambiental no custo de capital de terceiros das empresas brasileiras listadas na BM&FBovespa. In: VIII Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia-SEGeT, 2011, Resende. Anais... Resende: AEDB, 2011.

GHASEMPOUR, Abdolreza; YUSOF, Mohd Atef bin Md. The Effect of Fundamental Determinants on Voluntary Disclosure of Financial and Nonfinancial Information: the Case of Internet Reporting on the Tehran Stock Exchange. The International Journal of Digital Accounting Research. v. 14, p. 37-56, 2014.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GUJARATI, Damodar N.; PORTER, Dawn C. Econometria Básica. 5 ed. Porto Alegre: AMGH, 2011.

HASSELDINE, J.; SALAMA, A. I.; TOMS, J. S. Quantity versus quality: the impact of environmental disclosure on the reputations of UK Plcs. The British Accounting Review. v. 37, n. 2, p. 231-248, 2005.

HOSSAIN, Mohammed; REAZ, Masrur. The Determinants and Characteristics of Voluntary Disclosure by Indian Banking Companies. Corporate Social Responsibility and Environmental Management. v. 14, p. 274-288, 2007.

KLAN, Roberto Carlos; BEUREN, Ilse Maria. Características de empresas que influenciam o seu disclosure voluntário de indicadores de desempenho. Brazilian Business Review. v. 8, n. 2, p. 96-118, 2011.

LIMA, Gerlando Augusto Sampaio Franco de. Utilização da teoria da divulgação para avaliação da relação do nível de disclosure com o custo da dívida das empresas brasileiras. 2007. 108p. Tese (Doutorado em Controladoria e Contabilidade) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MICHELON, Giovanna. Sustainability disclosure and reputation: a comparative study. In: IV Workshop on Disclosure to Financial Markets, 2007, Padova. Anais… Padova, 2007.

MOURA, André Aroldo Freitas de; DOMINGOS, Sylvia Rejane Magalhães; CABRAL, Augusto César de Aquino; SANTOS, Sandra Maria. Corporate governance under the perspective of isomorphism: a BMF&Bovespa banking industry approach. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, vol.4, n. 3, p. 23-44, 2014.

MURCIA, Fernando Dal-Ri; SANTOS, Ariovaldo. Fatores determinantes do nível de disclosure voluntário das companhias abertas do Brasil. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade. v. 3, n. 2, p. 72-95, 2009.

NAKAGAWA, Masayuki; RELVAS, Tânia Regina Sordi; DIAS FILHO, José Maria. Accountability: a razão de ser da contabilidade. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade-Repec. v. 1, n. 3, p. 83-100, 2007.

PEREIRA, Dimmitre Morant Vieira Gonçalves. Um estudo sobre a relação entre o lucro contábil e o disclosure das companhias abertas do setor de materiais básicos: evidências empíricas no mercado brasileiro de capitais. 2008. Dissertação (Mestrado) – Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade de Brasília, Universidade Federal da Paraíba, Universidade Federal de Pernambuco, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Recife, 2008.

ROBERTS, Peter W.; DOWLING, Grahame R. Corporate reputation and sustained superior financial performance. Strategic Management Journal. v. 23, n. 12, p. 1077-1093, 2002.

SALOTTI, Bruno Meirelles; YAMAMOTO, Marina Mitiyo. Divulgação voluntária da demonstração dos fluxos de caixa no mercado de capitais brasileiro. Revista Contabilidade & Finanças. v. 19, n. 48, p. 37-49, 2008.

SALOTTI, Bruno Meirelles; YAMAMOTO, Marina Mitiyo. Informação contábil: estudos sobre a sua divulgação no mercado de capitais. 1 ed. São Paulo: Atlas, 2006.

SOUSA, Claudinéia Boaventura; SILVA, Aldy Fernandes; RIBEIRO, Maísa de Souza; WEFFORT, Elionor Farah Jreige. Valor de mercado e disclosure voluntário: Um estudo empírico em companhias listadas na BM&FBovespa. Revista Ambiente Contábil. v. 6, p. 94-115, 2014.

TOMS, J. S. Firm resources, quality signals and the determinants of corporate environmental reputation: some UK evidence. The British Accounting Review. v. 34, n. 3, p. 257-282, 2002.

UYAR, Ali; KILIC, Merve; BAYYURT, Nizamettin. Association between firm characteristics and corporate voluntary disclosure: Evidence from Turkish listed companies. Intangible Capital. v. 9, p. 1080-1112, 2013.

VERRECCHIA, Robert E. Discretionary disclosure. Journal of Accounting and Economics. v. 5, p. 179-194, 1983.

VERRECCHIA, Robert E. Essays on Disclosure. Journal of Accounting & Economics. v. 32, p. 97-180, 2001.

WANG, Kun; SEWON, O.; CLAIBORNE, M. Cathy. Determinants and consequences of voluntary disclosure in an emerging market: Evidence from China. Journal of International Accounting, Auditing and Taxation. v. 17, p. 14-30, 2008.

ZENG, S. X.; XU, X. D.; YIN, H. T.; TAM, C. M. Factors that Drive Chinese Listed Companies in Voluntary Disclosure of Environmental Information. J Bus Ethics. v. 109, p. 309-321, 2012.