Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Aquisição de Uma Colhedora Combinada de Grãos: Estudo de Viabilidade para a Região de Farol, PR, no Ano Agrícola de 2012

DOI: http://dx.doi.org/10.18188/1983-1471/sap.v14n2p82-88

http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/index 

downloadpdf

Eduardo L. Bottega1, Fernando Bataglini2, Antonio M. de Oliveira Neto3, Guilherme L. Galan4 & Naiara Guerra5

 

Resumo: A mecanização no campo vem aumentando a cada dia e a aquisição de máquinas colhedoras de grãos vem sendo cada vez mais necessária, devido ao aumento das áreas cultivadas. Porém, quando não planejada, esta pode tanto elevar como até mesmo inviabilizar o processo produtivo, pois a mecanização pode representar de 20% a 40% dos custos totais de produção. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi calcular a área mínima cultivada com soja e milho que viabilize a aquisição de uma colhedora combinada de grãos. O trabalho foi realizado no ano de 2013 na região de Farol, PR, abrangendo produtores de soja e milho. Para realizar a estimativa de área mínima foi utilizada uma equação que considera o custo fixo, custo variável, custo da colheita terceirizada e redução de perdas com máquina própria. Diante dos dados médios obtidos na região estudada, concluiu-se que a área mínima cultivada para viabilizar a aquisição de uma colhedora combinada de grãos, na região de Farol, PR, foi de 304,52 hectares.

Palavras-chave: colheita mecanizada, custo, produtividade, soja, milho.

 

Abstract: Mechanization in the field is increasing every day and the acquisition of grain harvesters has been necessary, due to increased cultivated areas. But, when unplanned, this can increase or even become unfeasible the productive process because mechanization may represent 20% to 40% of total production cost. Thus, the aim of this study was to calculate the minimum cultivated area with soybean and corn that makes possible the acquisition of a harvester grain. The study was conducted in 2013 in the region of Farol city, Paraná State, covering producer of soybean and corn. To perform the estimation of the minimum area was used an equation that considers the fixed cost, variable cost, the cost of harvesting and the loss reduction using own machine. It was concluded that the minimum cultivated area that enables the acquisition of a harvester grain was 304.52 hectare.

Key words: mechanized harvesting, cost, productivity, soybean, corn.

 

1 Engenheiro Agrônomo, Mestre, Professor Auxiliar, Universidade Federal de Santa Catarina, Curitibanos, SC. E-mail: bottega.elb@gmail.com. *Autor para correspondência
2 Engenheiro Agrônomo, Agropecuária Ipê LTDA, Campo Mourão, PR. E-mail: fernandobataglini89@hotmail.com
3 Engenheiro Agrônomo, Mestre, Professor Efetivo, Faculdade Integrado de Campo Mourão, Campo Mourão, PR. E-mail: am.oliveiraneto@gmail.com
4 Zootecnista, Mestre, Professor Colaborador, Faculdade Integrado de Campo Mourão, Campo Mourão, PR. E-mail: guilherme.legnani@grupointegrado.br
5 Engenheira Agrônoma, Mestre, Professora Colaboradora, Faculdade Integrado de Campo Mourão, Campo Mourão, PR. E-mail: naiaraguerra@grupointegrado.br

 

Literatura Citada

BALASTREIRE, L.A. Máquinas Agrícolas. Piracicaba: ed. Manole, 2005.

CONAB. COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Custos de produção. Disponível em: < http://www.conab.gov.br/conabweb/download/safra/seriehistorica.html. 2009 >. Acesso em: 05 março. 2013.

DEBERTOLIS, A.J.; ALEXIUS, M.L.; DOSSA, D. Trabalhador na administração de empresas agrossilvipastoris. 2°. Ed. Revisada Curitiba: SENAR-PR, 2005.

FAVARÃO, S.S. Área mínima de produção de grãos para viabilizar a aquisição de uma colhedora automotriz. Trabalho de Conclusão de Curso (Agronomia). Faculdade Integrado de Campo Mourão. 2010. 18 p.

FEY, E.; SANTOS, S.R. Colheita: Aspectos a serem considerados no cenário de novas fronteiras agrícolas. Fundação MT. Boletim de pesquisa de soja n° 14 – 2010 Rondonópolis, MT, 2010.

GUIMARÃES, F.S.E. Máquinas para colheita. Cultivar Máquinas. Caderno técnico de máquinas, circular encartado na edição de julho/agosto de 2002. N.13, 10p. 2002.

HIRAKURI, M.H. Análise dos custos de produção de soja nos estados do Paraná e Santa Catarina para safra 2007/2008. Resumos da XXX reunião de pesquisa de soja da região central do Brasil. Londrina: EMBRAPA, 2008.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Sala de imprensa: Em 2012, PIB cresce 0,9% e totaliza R$ 4,403 trilhões. Disponível em: < http://saladeimprensa.ibge.gov.br/noticias?view=noticia&id=1&busca=1&idnoticia=2329> Acesso em: 05 dez. 2013.

MARCONDES, M.C.; MIGLIORANZA, E.; FONSECA, I.C.B. Qualidade de sementes de soja em função do horário de colheita e do sistema de trilha de fluxo radial e axial. Engenharia Agrícola. Jaboticabal, SP, v.30, n.2, p. 316-321, Mar./Abr., 2010.

PACHECO, E.P. Seleção e custo operacional de máquinas agrícolas. Rio Branco: Embrapa Acre, 2000. 21p. (Embrapa Acre. Documentos, 58)

PIACENTINI, L. Software para estimativa do custo operacional da maquinaria agrícola – Maqcontrol. Cascavel, PR: UNIOESTE, 2007.

QUEIROZ, D.M.; SOUZA, C.M.A.; PINTO, F.A.C.; MANTOVANI, E.C. Simulação dos processos de trilha e separação em colhedoras de Grãos. Engenharia na Agricultura. Viçosa, v.12, n.2, 105-117, 2004.

ROESSING, A.C. Tamanho Ótimo para Aquisição de uma Colhedeira de Soja. Comunicado Técnico. N° 14 – Set/1982. Londrina – PR. 1982.

RICHTER, P.E. Quanto gasta seu trator. Revista Cultivar Máquinas, n. 24 p.8-12. 2003. Disponível em: < http://www.grupocultivar.com.br/arquivos/m24_quantogasta.pdf > Acesso em: 25 maio 2013.

SEAB. SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DO PARANÁ. Estimativas de safras. Disponível em: < http://www.seab.pr.gov.br/arquivos/File/deral/pss.xls#Parana!A1 > Acesso em 15 mai. 2013.