Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Responsabilidade Social Corporativa e a Criação de Valor para as Organizações

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/1679-5350/rau.v1n1p13-34

http://www.raunimep.com.br/ojs/index.php/regen/index

downloadpdf

Cláudio A. P. Machado Filho1 & Decio Zylbersztajn2

 

Resumo: Este artigo apresenta o debate acerca do tema da Responsabilidade Social Corporativa, destacando as principais abordagens sobre o papel a ser desempenhado pelas empresas na moderna sociedade capitalista. Neste contexto, discute-se o próprio conceito de responsabilidade social corporativa, e especialmente “para quem”. Confrontam-se as visões dos stakeholders x stockholders. A primeira amplia as responsabilidades da empresa para um conjunto mais amplo de atores, enquanto a segunda mantém o foco da função objetivo da empresa na maximização do retorno aos acionistas/cotistas. A convergência de ambas se dá quando as ações de responsabilidade social junto aos diversos stakeholders constituem-se em estratégias efetivas de criação de valor para as organizações. O trabalho apresenta o estudo de caso de uma empresa com ações de responsabilidade social, a partir de uma fundação criada especificamente para esta finalidade. Discute-se o potencial de criação de valor destas ações para o conjunto de seus stakeholders e a eficiência da forma organizacional escolhida (fundação empresarial) para o desenvolvimento destas atividades.

Palavras-chave: Responsabilidade Social Corporativa, Ambiente Institucional, Stakeholders, Reputação Corporativa

 

Abstract: This article presents the debate concerning the subject of the Corporative Social Responsibility, detaching the main approach about the role to be carried out by the companies in the modern capitalist society. In this context, the proper concept of corporative social responsibility is discussed, and especially "to whom". To face each other the view of stakeholders x stockholders. The first one extends the responsibilities of the company for a ampler set of actors, while the second keeps the focus of the objective function of the company in the maximization of the return to the shareholder/quoteholder. The convergence of both is given when the actions of social responsibility next to diverse stakeholders consist in strategies effective of creation of value for the organizations. The paper presents the study  of case of a company with social responsibility action, from a foundation created specifically for this purpose. The potential of creation of value of these actions for the set of its stakeholders and the efficiency of the chosen organizational form (enterprise foundation) for the development of these activities is argued.

Key words: Corporative, Surrounding Responsibility Social Institutional, Stakeholders, Corporative Reputation

 

1 (FEA/USP-SP) capfilho@terra.com.br
2 (FEA/USP- SP) dezylber@usp.br

 

Literatura Citada

AOKI, M. The Co-operative Game Theory of the Firm. New York: Oxford University Press, 1984.

ARRUDA, M. C. Coutinho de. Código de Ética. S. Paulo: Negócio Editora, 2002.

BESANKO, David et.al. Economics of Strategy, N.Y.: John Wiley & Sons, 2000.

BORGER, Fernanda G. Responsabilidade Social: Efeitos da Atuação Social na Dinâmica Empresarial. Tese de Doutorado. São Paulo: FEA/USP, 2001.

BUSINESS SOCIAL RESPONSIBILITY (BSR). Social Responsibility. [S.L.]: Disponível: < http://www.bsr.org> . Acesso em: 14, março, 2001.

CARROLL, Archie. Corporate Social Responsibility. Business and Society, vol 28, set. 1999.

CARROLL, Archie. A Three-Dimensional Conceptual Model of Corporate Performance . Academy of Management Review . [S.L.]: n.4, p. 497-505, 1979.

DIENHART, John W. Business, Institutions and Ethics. New York: Oxford University Press, 2000.

FISCHER, Rosa ; FALCONER, Andres. Estratégias de empresas no Brasil: atuação social e voluntariado. Relatório de Estudo do Centro de Estudos em Administração do Terceiro Setor da USP (CEATS), 1999.

FOMBRUN, Charles – Reputation: Realizing Value from the Corporate Image. Boston: HBS Press, 1996.

FOMBRUN, Charles et.al. Opportunity Platforms and Safety Nets: Corporate Citizenship and Reputational Risk. Business and Society Review, Malden, MA: Blackwell Publishers, 105: 1 p. 85-106, 2000.

FREEMAN, E. A Stakeholder Theory of the Modern Corporation. In: DIENHART, John W. Business, Institutions and Ethics. New York: Oxford University Press, 2000.

FRIEDMAN, Milton. The Social Responsibility of Business is Increase Its Profits. N.Y.: New York Times Magazine, 13 set., 1970.

FRIEDMAN, Milton Capitalism and Freedom. Chicago: University of Chicago Press, 1962.

FUNDAÇÃO ORSA (Brasil). Relatório: Era uma vez um sonho. São Paulo, 2001.

GRUPO ORSA (Brasil). Relatório Anual. São Paulo, 2000/2001.

JARI (Brasil). Relatório Anual. Rio de Janeiro, 2000.

JENSEN, Michael. Value Maximization, Stakeholder Theory and the Corporate Objective Function. Boston: Harvard Business School. Working Paper 00-058, abr., 2000.

LINS, Cristóvão. A Jari e a Amazônia. Almeirim/PA: Dataforma, 1997.

NORTH, DOUGLASS C. Institutions, Institutional Change and Economic Performance. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

NORTH, DOUGLASS C Custos de Transação, Instituições e Desempenho Econômico. São Paulo: Instituto Liberal, 38 p., 1994.

PERDIGÃO (Brasil). Relatório: Investindo no ser Humano. São Paulo, 2000/2001

PERDIGÃO (Brasil). Relatório: Perdigão Hoje, n. 24. São Paulo, dez. 2000/jan. 2001.

PERDIGÃO (Brasil). Relatório Anual. São Paulo, 2001.

PINHEIRO MACHADO, Cláudio. A . ; ZYLBERSZTAJN, Decio. A Fundação de uma Empresa Social. Revista Case Studies, n.15, mai/jun., 1999.

PINHEIRO MACHADO, Cláudio.A . Responsabilidade Social Corporativa e a Criação de Valor para as Organizações: Um Estudo Multicasos. Tese de doutorado apresentada à Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, 2002.

QUAZI, Ali & O’BRIEN, Dennis. An Empirical Test of a Cross-National Model of Corporate Social Responsibility. Journal of Business Ethics. Netherlands: Kluwer Academic Publishers. V.25, p. 33-51, 2000.

QUAZI, Ali. Corporate Social Responsibility in Diverse Environments: A Comparative Study of Managerial Attitudes in Australia and Bangladesh. Business & Professional Ethics Journal, p.67-84, 1997.

SADIA (Brasil). Relatório Anual. São Paulo, 2000/2001.

SADIA (Brasil). Relatório Social. São Paulo, 2000/2001.

SEN, Amartya. Sobre Ética e Economia. São Paulo: Cia das Letras, 1999.

STERNBERG, Elaine. The Stakeholder Concept: A Mistaken Doctrine. Leeds: Foundation for Business Responsibilities, Issue paper n.4. nov. 1999.

ZYLBERSZTAJN, Decio. A Organização Ética: um ensaio sobre as relações entre ambiente econômico e o comportamento das organizações. Working Paper. texto base de aula de erudição para obtenção do título de professor titular. São Paulo, . São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade/USP, 2000.