Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Um Estudo Sobre a Controladoria em Organizações do Terceiro Setor na Região Metropolitana de Campinas

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/1679-5350/rau.v7n3p111-133

http://www.raunimep.com.br/ojs/index.php/regen/index

downloadpdf

Levi Morgan1 & Gideon C. Benedicto2

 

Resumo: O objetivo deste trabalho é estudar o conhecimento e aplicação de alguns instrumentos de controladoria relacionados com o processo de gestão (planejamento, execução e controle) das Organizações do Terceiro Setor (OTSs). A coleta de dados da pesquisa foi realizada por meio de questionário respondido por vinte entidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC). Observou-se que os instrumentos mais utilizados em mais de 75% das OTSs pesquisadas são contabilidade financeira, planejamento orçamentário, controles internos e controle orçamentário. Quanto ao planejamento, 65% se utilizam do planejamento estratégico. Verificou-se que 60% elaboram o orçamento, acompanham sua execução e tomam medidas corretivas. Observou-se que as OTSs se utilizam do sistema de informações para a tomada de decisões, porém as informações mais utilizadas são as advindas da contabilidade financeira e que na maioria das OTSs pesquisadas o sistema não é totalmente informatizado. Os indicadores de desempenho são utilizados pelas OTSs, porém são indicadores mais relacionados ao cumprimento da missão. O estudo mostra que há necessidade de utilização de mais indicadores que envolvam, por exemplo, o valor econômico dos serviços prestados. Identificou-se, também, que as principais dificuldades enfrentadas pelas organizações no momento de implementar alguns dos instrumentos de controladoria são: número de funcionários especializados, recursos financeiros e ausência de sistemas informatizados.

Palavras-chave: Terceiro Setor, Controladoria, Planejamento, Orçamento, Indicadores de Desempenho.

 

Abstract: The objective is to study the knowledge and application of some instruments of control related to the management process (planning, execution and control) of the Non-Profit Organizations (NPOs). The data collection of the survey was conducted by a questionnaire applied to twenty OTSs of the Metropolitan Region of Campinas (MRC). It was observed that in more than 75% of the surveyed the most used tools are NPOs financial accounting, planning, budgeting, internal controls and budget control. As to planning it was concluded that: 65% are used in strategic planning (SP). It was found that 60% preparing the budget, monitor its implementation and take corrective measures. It was observed that if NPOs use the information system for decision making, but the most used information comes from the financial accounting and in most of the studied NPOs the system is not fully computerized. The performance indicators are used by the NPOs, but these indicators are more related to the accomplishment of the mission. The study shows that there is a need to use more indicators involving, for example, the economic value of services provided. It was also seen that the main difficulties faced by organizations when implementing some of the instruments of control are the number of expert staff, financial resources, and lack of systems.

Key words: Third Sector, Controllership, Planning, Budget, Performance Indicators.

 

1 (Centro Universitário Adventista de São Paulo) levi.morgan@unasp.edu.br
2 (Universidade Federal de Lavras) gideon.benedicto@gmail.com

 

Literatura Citada

ALBUQUERQUE, Antonio Carlos Carneiro de.Terceiro Setor : história e gestão de organizações. São Paulo : Summus, 2006.

ALMEIDA, Fábio. FAVARIN, Antonio Marcos. Sistemas de Informações Gerenciais-o ambiente empresarial e o perfil do profissional da contabilidade. Anais do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. São Paulo, 2007.

ALMEIDA, Lauro Brito de. et. al. In : CATELLI, Armando. (org.). Controladoria : uma abordagem da gestão econômica. 2. Ed., São Paulo : Atlas, 2001.

ALVES, Mário Aquino. KOGA, Natália Massaco. Brazilian Nonprofit Organizations and theNewLegal Framework: an Institutional Perspective. RAC, Edição Especial 2006: 213-234.

BORINELLI, Márcio Luiz. Estrutura Conceitual Básica de Controladoria: sistematização à luz da teoria e da práxis. São Paulo, 2006. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) Universidade de São Paulo.

BORINELLI, Márcio Luiz SOUTES, Dione Olesczuk. ZAN, Adriano. FREZATTI, Fábio. Relevance lost: uma releitura. 5º Congresso USP de Contabilidade, 2005.

CABRAL, Eloísa Helena de Souza. Terceiro Setor: gestão e controle social. São Paulo: Saraiva, 2007.

CARNEIRO, W. CARNEIRO, M. C. C. C. SANTINI, F. R. CARNEIRO JR. V. Terceiro Setor: Estudo Diagnóstico Voltado para o Planejamento Estratégico e Gestão de Projetos em 100 ONGs na Cidade de São Paulo. IX Semead, outubro de 2006. Disponível em http://www.ead.fea.usp.br/Semead/9semead/resultado_semead/trabalhosPDF/18.pdf. Acesso em 25/11/2009.

CARVALHO, Fernando. Práticas de planejamento estratégico e sua aplicação em organizações do terceiro setor. São Paulo, 2004. Dissertação (Mestrado em Administração)- Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

CARVALHO, Cristina A. Pereira de. Preservar a identidade e buscar padrões de eficiência: questões complementares ou contraditórias na atualidade das organizações não governamentais?. REAd - Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, v. 6, ed. 14, n. 2, mar./abr. 2000. 21 p.

CATELLI, Armando. Sistemas de contabilidade de custos stândar. Tese de Doutorado. São Paulo: FEA-USP, 1972.

CAVALCANTE, Frederico Otávio Sirotheau. Uma contribuição ao estudo do planejamento estratégico do terceiro setor: um estudo de caso nas entidades de Hortolândia-SP. São Paulo, 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) Centro Universitário Álvares Penteado.

COUTINHO, Mônica Menezes. Estudo do Modelo de Gestão e da EstruturaOrganizacional : um Olhar sobre Organizações Não Governamentais. Salvador, 2006. Dissertação (Mestrado em Administração) Universidade de Salvador.

DARBILLY, Leonardo Vasconcelos Cavalier. VENTURA, Elvira Cruvinel Ferreira. Redes em Organizações Não-governamentais: Estudo de Caso do Comitê para Democratização da Informática. Revista de Ciências da Administração – v.6, n.12, jul/dez 2004.

DRUCKER, Peter F.Administração de organizações sem fins lucrativos: princípios e práticas. São Paulo: Pioneira, 1997.

DUFLOTH, Simone Cristina. Informações do ambiente externo em organizações do terceiro setor: estudos e aplicações das configurações em rede no campo da ciência da informação. Belo Horizonte, 2002. Tese (Doutorado em Ciências da Informação) Universidade Federal de Minas Gerais.

FACHIN, Odília. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo : Editora Saraiva, 2001.

FISCHER, Rosa Maria. O desafio da colaboração. São Paulo : Editora Gente, 2002.

FREGONESI, Mariana Simões Ferraz do Amaral. ARAÚJO, Adriana Maria Procópio de. Vantagens e Desvantagens da Gestão Baseada em Valor Aplicada a Entidades Filantrópicas: um estudo empírico. Facef Pesquisa, v.9,n.3, 2006.

FREZATTI, Fábio. RELVAS, Tânia Regina Sordi. JUNQUEIRA, Emanuel R. NASCIMENTO, Artur Roberto do. Análise crítica da contabilidade gerencial no Brasil sob a ótica dos professores de pós-graduação stricto sensu da área. Anais do 8º Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. São Paulo, 2008.

HECKERT, J. Brooks e WILLSON, James D. Controllership. 2. ed., New York : Ronald Press, 1963.

HUDSON, Mike. Administrando organizações do terceiro setor. São Paulo : Makron Books, 1999.

IBGE. Fasfil 2005. Disponível em <http://www.ibge.gov.br>, acessado em 28/08/2008.

JOHNSON, H. KAPLAN, R. S. Relevance lost: the rise and fall of management accounting. Boston: Harvard Business School Press, 1987.

LIBERMAN, V. CARRION, R.S.M. Empreendedorismo Social: Estudo de Caso de Três Organizações Gaúchas. Análise, Porto Alegre, v. 17, n. 1, p. 119-138, jan./jul. 2006.

MARTONE, Letícia Martinet Cardoso. Desafios à Gestão de Ongs: Oscips do Grande Abc. São Caetano do Sul, 2006. Dissertação (Mestrado em Administração) Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

MILANI FILHO, Marco Antonio Figueiredo. Resultado econômico em organizações do terceiro setor: um estudo exploratório sobre a avaliação de desempenho. Anais do 6º Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. São Paulo, 2006.

MEREGE, Luiz Carlos. Terceiro Setor: Finalmente no PIB. Revista Integração. Centro de Estudos do Terceiro Setor - CETS da FGV-EAESP. Edição de Abril de 2007

MOSIMANN, Clara Pellegrinello; FISCH, Sílvio.Controladoria : seu papel na administração de empresas. São Paulo : Atlas, 1999.

OLIVEIRA, Antonio Marcos Vargas de. NUNES, Rogério da Silva. MORITZ, Gilberto de Oliveira. As motivações dos executivos de organizações sociais nos processos de capacitação em gestão. Revista de Ciências da Administração, v. 9, n. 18, p. 149-168, mai./ago. 2007.

OLIVEIRA, Braulio. Um Modelo de Planejamento Estratégico Para Organizações Sem Fins Lucrativos. Seminários em Administração da USP, X Semead agosto/2007.

OLIVEIRA, Sidney Benedito de. Ação Social e Terceiro Setor no Brasil. São Paulo, 2005. Dissertação (Mestrado em Economia Política) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

OLIVEIRA, Silvio Luiz de. Tratado de Metodologia Científica : projetos de pesquisas, TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. São Paulo : Pioneira, 1997.

PADOVEZE, Clovis Luís. Controladoria Estratégica e Operacional. São Paulo : Pioneira Thomson Learning, 2003.

PASQUALE, Perrotti Pietrangelo. Planejamento estratégico em organizações não governamentais : um estudo de caso. São Paulo, 2005. Tese ( Doutorado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

PELIANO, Anna Maria (Org.). Desafios e perspectivas da política social. Brasília: IPEA, 2006. Disponível em http://www.ipea.gov.br/sites/000/2/publicacoes. Acessado em 18/11/2008.

PEREIRA, Mauricio Fernandes. AGAPITO, Fabiana de. ESTRADA, Rolando Juan Soliz. ALMEIDA, Martinho Isnard Ribeiro de. Afinal, como se formam as estratégias? o processo de formulação estratégica em uma organização do terceiro setor. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 56-75, 2006.

PESSANHA, Gabriel Rodrigo Gomes. OLIVEIRA, Denis Renato de. SILVA, Antonio Thiago Benedete da. CAMPOS, Renato Silverio. Os impactos da implantação de um sistema de informação transacional em uma organização do terceiro setor. Seminários em Administração da USP. IX Semead, São Paulo, 2006.

REDEGIFE ONLINE. O Terceiro setor hoje no Brasil., Ano XII - Edição 550 - 25 de agosto.Disponível em <http://www.gife.org.br/redegifeonline.php>. Acesso em 31/08/2008.

REFICCO, Ezequiel. GUTIÉRREZ, Roberto. TRUJILLO, Diana. Empresas Sociales: ¿Una Especie en Busca de Reconocimiento? R.Adm., São Paulo, v.41, n.4, p.404-418, out./nov./dez. 2006.

RICHARDSON, R. J. et al. Pesquisa Social: Métodos e Técnicas. 3ª Ed., São Paulo: Atlas, 1999.

RODRIGUES, Andrea Leite. Modelos de Gestão e Inovação Social em Organizações Sem Fins Lucrativos: um estudo comparativo de casos no Brasil e no Québec. São Paulo, 2004. Tese (Doutorado em Administração de Empresas) Fundação Getúlio Vargas.

SALAMON, Lester M. ANHEIER, Helmut K. "The International Classification of Nonprofit Organizations:ICNPO-Revision 1, 1996." Working Papers of theJohns Hopkins Comparative Nonprofit Sector Project,no. 19. Baltimore: The Johns Hopkins Institute for Policy Studies, 1996. Disponível em <http://www.jhu.edu/ccss/publications/pdf/icnpo.pdf>, acessado em 25/08/2008.

SAMPAIO, Jáder dos Reis. Voluntários: Um Estudo Sobre a Motivação de Pessoas e a Cultura em uma Organização do Terceiro Setor. São Paulo, 2004. Tese (Doutorado em Administração) Universidade de São Paulo.

SANTOS, Nilceia Cristina dos. NETO, Mario Sacomano. SUBLABAN, Cleusa Satico Yamamoto. GIULIANI, Antonio Carlos. SPERS, Valéria Rueda Elias. Captação de recursos financeiros em organizações sem fins lucrativos: a utilização de indicadores de gestão para os doadores e beneficiários dos projetos sociais Seminários em Administração da USP. XI SEMEAD. São Paulo, 2008.

SCORNAVACCA JR., Eusébio. BECKER, João Luiz. Há vagas? – a inserção dos administradores no terceiro setor. REAd, edição 13, Vol. 6, No.1, jan-fev 2000.

STEUER, René. Orçamento no Terceiro Setor Retrato do Planejamento. Revista Integração X - Nº 80 Dezembro/2007 - Janeiro/2008 Disponível em http://integracao.fgvsp.br/ano10/12/financiadores.htm. Acesso em 25/11/2009.

TACHIZAWA, Elio T. Organizações Não Governamentais e Terceiro Setor: Criação de Ongs e Estratégias de Atuação. São Paulo: Atlas, 2002.

TENÓRIO, Fernando G. (org.). Gestão de ONGs : principais funções gerenciais. 8ª ed., Rio de Janeiro : Editora FGV, 2004.

VILANOVA, Regina Célia Nascimento. Contribuição à Elaboração de um Modelo de Apuração de Resultado Aplicado às Organizações do Terceiro Setor: Uma Abordagem da Gestão Econômica. São Paulo, 2004. Dissertação (Mestrado em Contabilidade) Universidade de São Paulo.