Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Estudo da Implantação de Uma Fábrica de Sabão Ecológico Segundo os Princípios Socio-Ambientais

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/1679-5350/rau.v10n3p199-217

http://www.raunimep.com.br/ojs/index.php/regen/index

downloadpdf

Jane C. A. Mendonça1, Rogerio Ruas2 & Giane P. da Costa3

 

Resumo: Este trabalho se propôs a ilustrar a elaboração de um estudo de viabilidade mercadológico, econômico e financeiro para a implantação de uma fábrica de sabão ecológico, no formato da economia solidária; o mesmo sendo produzido através do óleo utilizado por uma fábrica de alimentos antes descartados e agora transformado em sabão ecológico. Um dos principais objetivos deste empreendimento social foi a geração de emprego e renda da comunidade assistida, membros da 3ª Igreja Presbiteriana de Manhuaçu no bairro Ponte da Aldeia, através de uma unidade capaz de sustentar a produção em escala do sabão, também como objetivo deste estudo foi demonstrar que o desenvolvimento sustentável pode ser alcançado, através do empreendedorismo social. A metodologia utilizada constituiu em uma pesquisa qualitativa, sendo a coleta de dados obtida através dos questionários aplicados aos membros da comunidade da igreja. Os resultados alcançados foram à implantação da fábrica de sabão e a comercialização do produto na comunidade e sociedade, demonstrando que quando uma organização se preocupa com a responsabilidade sócio-ambiental todos saem ganhando.

Palavras-chave: economia solidária, preservação ambiental, geração de emprego e renda.

 

Abstract: This work aimed to illustrate the preparation of a feasibility study marketing, economic and financial support for the implementation of a soap factory ecological format solidarity economy, the same being produced by the oil used by a food factory and discarded before now transformed into ecological soap. One of the main goals of this venture were to generate employment and income in the community assisted members of the 3rd Presbyterian Church Manhuaçu neighborhood Bridge Village, through a unit capable of sustaining large scale production of soap, also the objective of this study was to demonstrate that sustainable development can be achieved through social entrepreneurship. The methodology consisted of a qualitative research and collecting data obtained through questionnaires to members of the church community. The results were the deployment of the soap factory and product marketing in the community and society, showing that when an organization is concerned with social and environmental responsibility everyone wins.

Key words: economic development, environmental preservation, generation of employment and income.

 

1 (FACIG) janeagronegoci@hotmail.com.
2 (UEMG) rogerruas@hotmail.com.
3 (FACIG) gianepcosta@terra.com.br.

 

Literatura Citada

ALVES-MAZZOTTI, A. J.; GEWANDSZNAJDER, F. O método das ciências naturais e sociais: pesquisa qualitativa e quantitativa. São Paulo: Thomson, 1999.

ASSEBURG, Hans Benno; GAIGER, Luiz Inácio. A economia solidária e a redução das desigualdades. Ecosol, 2008. Disponível em: http://www.ecosol.org.br/txt/desigualdades.pdf>. Acesso em: 3 setembro. 2009.

BARCELLOS, Ana Paula. Economia Popular e solidária: uma alternativa à crise do mercado de trabalho brasileiro nos anos 90. 2000. Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Ciências Econômicas, Florianópolis. Disponível em: <http://www.ecosol.org.br/txt/desigualdades.pdf>. Acesso em: 3 setembro de 2009.

BARBIERI, José Carlos. Organizações Inovadoras Sustentáveis: Uma reflexão sobre o futuro das organizações. São Paulo. Atlas, 2007.

BARDINI, D. Analise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1979.

BERNARDI, Luiz Antonio. Manual de Empreendedorismo e Gestão. Fundamentos, Estratégia e Dinâmicas. São Paulo. Atlas, 2003.

CHIAVENATO, Idalberto. Empreendedorismo: Dando asas ao espírito empreendedor. São Paulo. Saraiva, 2005.

DIAS, Reinaldo. Gestão Ambiental: Responsabilidade Social e Sustentabilidade. São Paulo. Atlas, 2009.

DONAIRE, Denis. Gestão Ambiental na Empresa. São Paulo. Atlas, 2008.

DORNELAS, José Carlos Assis. Empreendedorismo: transformando idéias em negócios. 2. ed. rev. e atual. Rio de Janeiro: Campus, 2005.

DRUCKER, Peter. Inovação e Espírito empreendedor: Prática e princípios. São Paulo. Pioneira, 1999.

GIL, Antonio C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991

ITCP. Um pouco sobre a economia solidária no Brasil. ITCP-USP, 2006. Disponível em: <http://www.itcp.usp.br/?q=node/12>. Acesso em: 9 setembro 2009.

LEITE, Emanuel. Incubadora social: a mão visível do fenômeno do empreendedorismo criando riqueza. In: Anais do 4º ENEMPRE. Santa Catarina: UFSC/ENE, 2002.

MELO NETO, Francisco Paulo de Melo e FROES, César. Gestão da responsabilidade social corporativa: o caso brasileiro – da filantropia tradicional à filantropia de alto rendimento e ao empreendedorismo social Rio de Janeiro: Qualitymark, 2001

RATTNER, Henrique. Economia solidária: por que? Revista Espaço Acadêmico, Maringá, Ano 4, n.44, jan. 2005. Disponível em: <http://www.espacoacademico.com.br/044/44rattner.htm>. Acesso em: 3 mar. 2008

SANTOS, Rubens da Costa. Manual de Gestão Empresarial: Conceitos e Aplicaçoes nas Empresas Brasileiras. São Paulo. Atlas, 2007.

TACHIZAWA, Takeshy Gestão Ambiental e Responsabilidade Corporativa: Estratégias de negócios focados na realidade brasileira. São Paulo. Atlas. 2008.

UNISOL Brasil. O que é economia solidária? UnisolBrasil, 2008. Disponível em: <http://www.unisolbrasil.org.br/info/econsolid.php>. Acesso em: 20 setembro de 2009.