crosscheckdeposited

Terceirização na Gestão da Manutenção: Estudo de Caso de Uma Mineradora

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/1679-5350/rau.v11n1p1-24

http://www.raunimep.com.br/ojs/index.php/regen/index

downloadpdf

Luiz A. S. Saraiva1 & Ronaldo E. das Mercês2

 

Resumo: Neste artigo discutiu-se que estratégias podem ser adotadas pelas gerências de manutenção para auferir ganho econômico e tecnológico na contratação de serviços de manutenção. Para tanto foi levado a cabo em estudo qualitativo em uma mineradora de Minas Gerais, usuária de serviços de terceirização, inclusive no setor de manutenção. Por meio de entrevistas semiestruturadas feitas com cinco fiscais de contrato da contratante e cinco prepostos das contratadas, chegou-se a dados analisados por meio da análise de conteúdo sobre o tema em tela. Os principais resultados revelam que a desqualificação do terceiro é um entrave para auferir ganhos para a contratante, e que tem prevalecido uma busca unilateral por vantagens, quando o indicado seria o estabelecimento de parcerias entre a contratante e a contratada. Foi verificado que a terceirização pode levar a uma melhoria de qualidade, na medida em que mobiliza esforços, tecnologias mais adequadas e estruturas profissionais, direcionando-as para as metas de produtividade, aperfeiçoamento qualitativo, agilidade e maior funcionalidade.

Palavras-chave: terceirização, gestão da manutenção, mineração.

 

Abstract: In this paper we discuss what strategies can be used by maintenance management to get economic and technological gain in hiring of maintenance services. We made a qualitative study in a miner company of Minas Gerais, which uses outsourcing services, including maintenance area. Through semi structured interviews with five contract supervisors and five hired companies’ representants, we got relevant material about this theme. Main results, treated with discourse analysis, reveal that disqualification of hired employees is a barrier to get gains to hirer, and it has prevailed an unilateral search for advantages, when indicated would be a persecution of partnership between companies. It was verified that outsourcing can lead to a quality improvement on mobilize efforts, to access more advanced technologies and more professional structures, towards productivity goals, qualitative improvement, agility and broader functionality.

Key words: outsourcing. maintenance management. miner.

 

1 (Universidade Federal de Minas Gerais) saraiva@face.ufmg.br
2 (Vale) ronaldo.euripedesm@vale.com

 

Literatura Citada

ABRAMAN. Documento nacional: a situação da manutenção no Brasil em 2003. Disponível em: http://abraman.org.br/documento_nacional/dn2003.zip. Acesso em 12 set. 2004.

ABRAMAN. Revista manutenção. n. 93, jul./ago. 2003.

ALVAREZ, M. S. B. Terceirização: parceira e qualidade. Rio de Janeiro: Campus, 1996.

ANTUNES JUNIOR, J. A V. Manutenção produtiva total: uma análise crítica a partir de sua inserção no sistema toyota de produção. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, XVIII, 1998, Niterói. Anais... Niterói: ABEPRO, 1998.

BELMONTE, D. L.; SCANDELARI, L.; MARÇAL, R. F. M.; KOVALESKI, J. L. Gestão da manutenção auxiliada pela gestão do conhecimento. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, XXV, 2005, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: ABEPRO, 2005.

BELO, A. O.; KOVALESKI, J. L.; MARÇAL, R. F. M. Medir e avaliar a gestão da manutenção industrial, após o processo de aquisição entre empresas: um estudo de caso. Disponível em: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfV1gAG/medir-avaliar-a-gestaoanderson. Acesso em 25 fev. 2013.

CAMPOS, V. F. TQC: controle da qualidade total (no estilo japonês). Rio de Janeiro: Bloch, 1992.

COSTA, H. L. A.; PEIXOTO, J. A. A.; DIAS, L. M. M. Medir e avaliar desempenho no processo de gestão da manutenção industrial: um estudo de caso. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, XXVI, 2006, Fortaleza. Anais... Fortaleza: ABEPRO, 2006.

DE RUIJTER, E.; WEESIE, J. How trust problems and social embeddedness affect the behavior of home maintenance suppliers. Rationality and Society, London, v. 19, n. 1, p. 3564, Feb. 2007.

DRUCK, M. G. Terceirização: (des)fordizando a fábrica. Salvador: Edufba, 1999.

FREITAS, M. A. B. A adoção do regime de parceria através da elaboração de contratos de longo prazo na terceirização de manutenção industrial. 2004. 96 p. Dissertação (Mestrado profissionalizante em Engenharia), Escola de Engenharia – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2004.

FUENTES, F. F. E. Metodologia para inovação da gestão de manutenção industrial. 2006. 192 p. Tese (Doutorado em Engenharia Mecânica), Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2006.

GIOSA, L. A. Terceirização: uma abordagem estratégica. São Paulo: Pioneira, 1997.

KING, W. R. Outsourcing becomes more complex. Information System Management, Abingdon, v. 22, n. 2, p. 89-90, Spring 2005.

MACEDO, M. A. S.; MARÇAL, R. F. M.; PILATTI, L. A. Planejamento das atividades de manutenção em pequenas centrais hidroelétricas no norte do Paraná para auxiliar na retenção do conhecimento – definição dos equipamentos prioritários. In: ENCONTRO DE ENGENHARIA E TECNOLOGIA DOS CAMPOS DAS GERAIS, 3, 2007, cidade. Anais... Ponta Grossa: UTFPR, 2007.

MANNRICH, N. (Coord.). Constituição federal, consolidação das leis do trabalho, legislação previdenciária. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2002.

MARTINS, S. P. A. Terceirização e o direito do trabalho. São Paulo: Malheiros, 1996.

MAZZALI, L. Terceirização dos serviços de manutenção: a relação entre a grande empresa cliente e as pequenas empresas fornecedoras. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, XXXI, 2007, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2007.

OTANI, M.; MACHADO, W. V. A proposta de desenvolvimento de gestão da manutenção industrial na busca da excelência ou classe mundial. Revista Gestão Industrial, Ponta Grossa, v. 4, n. 2, p. 1-16, 2008.

PAGNONCELLI, D. Terceirização e parceirização: Estratégias para o sucesso empresarial. Rio de Janeiro: D. Pagnoncelli, 1993.

PINTO, A. L. T.; WIND, M. C. V. ; CÉSPEDES, L. Código civil. 17. ed. São Paulo: Saraiva, 2002.

PINTO, L. A. B.; KOVALESKI, J. L.; MARÇAL, R. F. M. Manutenção terceirizada por contratação de resultados: uma realidade brasileira? Disponível em http://www.pg.utfpr.edu.br/ppgep/Ebook/ARTIGOS/62.pdf. Acesso em 14 dez. 2012.

PIZARRO, Á. M. C.; ROSA, E. B. Desenvolvimento de indicadores de desempenho para avaliação do desempenho da manutenção terceirizada: estudo de caso. Disponível em ftp://ftp.cefetes.br/cursos/Eletrotecnica/Cassoli/Manuten%E7%E3o%20El%E9trica/artigos%20tecnicos/artigo%20-%20Desenvolvimento%20de%20indicadores%20de%20desempenho%20da%20manut.%20terceirizada.pdf. Acesso em 25 nov. 2012

ROESCH, S. M. A. Projetos de estágio e de pesquisa em administração. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SARAIVA, L. A. S.; CAMILO, M. C. S. Indicadores de desempenho em uma empresa industrial: concepção, uso e análise. FACEF Pesquisa, Franca, v. 13, n. 3, p. 393-411, set./dez. 2010.

SARAIVA, L. A. S.; PIMENTA, S. M.; CORRÊA, M. L. Globalização e reestruturação produtiva: Desafios à indústria têxtil brasileira. Revista de Administração, São Paulo, v. 40, n. 1, p. 68-82, jan. /mar. 2005.

SELLITTO, M. A. Formulação estratégica da manutenção industrial com base na confiabilidade dos equipamentos. Produção, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 44-59, jan. /abr. 2005.

UED. Relatório Anual 2003. Rio de Janeiro: UED, 2004.

UED. Terceirização na UED. Itabira: UED, 2005.