Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Qualidade de Vida no Trabalho, Satisfação e Motivação do Trabalhador no Setor de Varejo

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/1679-5350/rau.v11n1p181-198

http://www.raunimep.com.br/ojs/index.php/regen/index

downloadpdf

Cleber A. da Costa1, Karina G. dos R. Bento2, Fabiano B. de Sá3 & Fabricio Ziviani4

 

Resumo: Há algumas décadas a humanização do trabalho é um assunto sempre em voga e ganha força principalmente quando vem acompanhada de crescimento econômico. O objetivo do estudo éanalisar as variáveis que impactam na satisfação do individuo com o seu trabalho, na sua motivação com a tarefa e percepção de qualidade de vida no trabalho empresa centenária do varejo de Minas Gerais. Para alcançar esse objetivo o procedimento técnico adotado foi um estudo de caso, utilizando-se uma abordagem quantitativa dos dados obtidos através da aplicação de questionáriosbaseados no Modelo de Hackman e Oldham (1974). Foram aplicados 400 questionários com 39 questões do tipo fechadas, com respostas na escala Likertque variam de 0 a 10. O foco da pesquisa foram os funcionários dos pontos de vendas da empresa onde estão quase 80% da força de trabalho.A rede conta com 3.260 empregados em contato direto com o cliente final.Os resultados evidenciam a necessidade da empresa repensar a prática salarial atual, de rever os processos de feedback extrínseco e da possibilidade de conceder autonomia aos seus funcionários.Apontam, ainda, que em todas as funções existe a insatisfação com a remuneração em primeiro lugar. Observou-se que, em curto prazo, esta variável poderá impactar nos resultados e até em pretenções da empresa em se manter líder de mercado.

Palavras-chave: satisfação, motivação, qualidade de vida.

 

Abstract: Decades ago the humanization of work is always an issue in vogue and gaining strength especially when accompanied by economic growth. The aim of this study is to analyze the variables that impact the individual's satisfaction with their work, their motivation to the task and perceived quality of work life in general in a large retail company Centennial Minas Gerais. To achieve this goal, the technical procedure used was a case study, using a quantitative analysis of data obtained from questionnaires based on the Model of Hackman and Oldham (1974). 400 questionnaires were administered to 39 closed-type questions, with answers on a Likert scale ranging from 0 to 10. The focus of the study were employees of the company's sales points where they are almost 80% of the workforce. The network has 3260 employees in direct contact with the end customer. The results highlight the need to rethink the company's current pay practice, to review the processes of extrinsic feedback and the possibility of granting autonomy to its employees. Also suggested that in all functions there is dissatisfaction with pay in the first place. It is noticed that in the short term, this variable may impact on the results and even pretensions of the company to remain the market leader.

Key words: satisfaction, motivation, quality of life.

 

1 (Centro Universitário UNA) cleberapcosta@gmail.com
2 (Centro Universitário UNA) karinabrh@gmail.com
3 (Centro Universitário UNA) fbento.sa@gmail.com
4 (Universidade FUMEC) fazist@hotmail.com

 

Literatura Citada

ARAÚJO, L. C. G. de. Gestão de pessoas: estratégias e integração organizacional. São Paulo: Atlas, 2006.

DUTRA, J. S. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. São Paulo: Atlas, 2008.

FERNANDES, Eda. Qualidade de vida no trabalho: como medir para melhorar. 2. ed. Salvador: Casa da Qualidade, 1996.

FERREIRA & FREIRE, Carga de Trabalho e Rotatividade na Função de Frentista. Revista de Administração Contemporânea, v. 5, n. 2, p. 175-200, Mai.-Ago. 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rac/v5n2/v5n2a09.pdf. Acesso em11 de outubro de 2011.

FIUZA, G., NUNES, I., MENDES, N., Ferreira, L., MELO, B. Políticas de gestão de pessoas: cenários dos estudos publicados nos periódicos da área de Administração.In:Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 34, 2010, Rio de Janeiro. Anais Rio de Janeiro: Anpad, 2010.

GIL, A. C. Gestão de Pessoas: enfoque nos papéis profissionais. São Paulo: Atlas, 2009.

GIL. A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

HACKMAN, J. R., OLDHAN, G. R. (1975). Development of the job diagnostic survey.JounalofAppliedPsychology, 60 2), 159-170.

LAKATOS, E. M.;MARCONI, M. A. Metodologia do Trabalho Científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. São Paulo: Atlas, 1992.

LAKATOS, E. M.,MARCONI, M. A. Fundamentos da Metodologia Cientifica. São Paulo: Atlas, 2006.

LIMONGI FRANÇA, Ana Cristina. Qualidade de Vida no Trabalho - QVT: Conceitos e práticas nas empresas da sociedade pós-industrial. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

NADLER, D. A.;LAWLER, E. E. Quality of Work Life: Perspectives and directions. Organization Dynamics, 11(1), 20-30, 1983.

OLIVEIRA, LIMONGI-FRANÇA, CASTRO & PEREIRA. Qualidade de Vida no Trabalho - QVT e Responsabilidade Social Empresarial - RSE: Um Estudo sobre a satisfação de QVT com funcionários voluntários em programas RSE. XII SEMEAD agosto de 2009. Disponível em: http://www.ead.fea.usp.br/semead/12semead/resultado/an_resumo.asp?cod_trabalho=814. Acesso em 04 de novembro de 2011.

RODRIGUES, M. V. Qualidade de vida no trabalho: evolução e análise no nível gerencial. 12. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

SANT´ANNA, A.S.; KILIMNIK, Z.M.; MORAES, L.F. Antecedentes, origens e evolução do movimento em torno da qualidade de vida no trabalho. Cap. 1. In:SANT´ANNA, A.S.; KILIMNIK, Z.M.; MORAES, L.F. Qualidade de vida no trabalho: abordagens e fundamentos. Rio de Janeiro: Elsevier; Belo Horizonte/MG: Fundação Dom Cabral, 2011.

SANTOS, SCANDELARI, CARVALHO, VAZ e SANTOS. Aquisição de Conhecimento Implícito de Indicadores de Qualidade de Vida. Revista Brasileira de Qualidade de Vida. Vol. 1, n 1. 2009. Disponível em: http://www.pg.utfpr.edu.br/depog/periodicos/index.php/rbqv/article/view/368. Acesso em 04 de novembro de 2011.

WALTON, R. Quality of working life: What is it? Sloan Management Review, 15(1), 111-123, 1973.

WESTLEY, W. A. Problems and solutions in the quality of working life.Human Relations, v. 32, n. 2, p. 113-123, 1979.