Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Cheiro como uma Nova Mídia de Sinais Digitais

DOI: http://dx.doi.org/10.12721/2237-5112.v02n02a07

http://www.rtic.com.br

downloadpdf

Francisco Luiz dos Santos1

 

Resumo: Neste artigo são apresentados os avanços para incluir o cheiro como uma nova mídia digital de alto potencial de aplicação e praticamente inexplorado; assim como o que estamos fazendo no Brasil para torná-la uma realidade.

Palavras-chave: Cheiro, mídia digital, sensores

 

1 Unidade Acadêmica de Educação a Distância e Tecnologia (UA-EADTec/UFRPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Recife, Brasil. E-mail: wsmota@gmail.com 

 

Literatura Citada

[1] L. Turin. The Secret of Scent: adventure in perfume and science of smell, HarperCollins Publisher, Nova York, 2007. 

[2] M. D’Alessandro and T. C. J Turlings. “In Situ Modification of Herbivore-Induced Plant Odors: A Novel Approach to Study the Attractiveness of Volatile Organic Compounds to Parasitic Wasps”. Chemical Senses, 30, pag. 739–753, 2005. 

[3] M. Mamat, S. A. Samad and M. A. Hannan. An Electronic Nose for Reliable Measurement and Correct Classification of Beverages, Sensors, 11, 2011, p. 6435-6453. doi

[4] A. D. Wilson and M. Baiettp. Applications and Advances in Electronic-Nose Technologies, Sensors, 9, 2009, p. 5099-5148. doi

[5] C. Andrade. Compendio de Nomenclatura Macromolecular. UNLZ. Zamora. 1995. 

[6] C. Arantes, M. L. M. Rocco, A. G. B. Cruz e A. M. Rocco. Dessorção iônica e degradação de filmes de polipirrol dopado com dodecilsulfato induzidas por elétrons de alta energia. Química Nova. Vol.31, N.1, 2008. doi

[7] P. L. Auger, B. Levesque, R. Martel, H. Prud, D. Bellemare, C. Barbeau, P. Lachance and M. Rhainds. An Unusual Case of Carbone Monoxide Poisoning. Environ. Health Perspect; 107(7), pag. 603-5, 1999. 

[8] G. M. Böhm. Associação entre poluição atmosférica e doenças respiratórias. 23. Artigo. S570, Sup 4: S570-S578. Cad. Saúde Pública. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2007. 

[9] CETESB – Companhia Estadual de Tecnologia de Saneamento Básico. Relatório da Qualidade do Ar no Estado de São Paulo. Riscos e Impactos na Saúde Pública. São Paulo: Secretaria de Estado do Meio Ambiente, 2007. 

[10] J. M. Daltamir, M. A. De Paoli E O. F. Alves. Síntese de Polímeros Condutores em Matrizes Sólidas Hospedeiras. Química Nova. Vol 23, N. 2, 2000. 

[11] A. Gioda E F. R. Aquino Neto. Uso de sensores para caracterização da qualidade do ar de interiores. Revista Brasindoor, 4(5), pag.4-15, 2000. 

[12] N. Guillet, R. Lalauze R And C. Pijolat. Oxygen and carbon monoxide role on the electrical response of a non-Nernstian potentiometric gas sensor; proposition of a model. Sensors and Actuators B: Chemical. Vol. 98, N. 2-3, pag. 130-139, 2004. 

[13] G. Harsanyi, M. Réczey and R. Dobay. Sensors Review. Vol. 19, N. 2. MCB UP Ltd, 1999, pag. 128-134. 

[14] J. A. P. Luz, R. F. Brocenschi, C. P. Fonseca e S. Neves. Desenvolvimento de Eletrodos baseados em compósitos de Polipirrol/acetato de celulose. 17º CBECIMat - Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência dos Materiais. Foz do Iguaçu. 2006. 

[15] E. B. Mano. Introdução a Polímeros. São Paulo: Edgard Blücher, 1985. 

[16] P. Neiva e R. Dias. Casal morre asfixiado dentro de carro em Pernambuco. Diário de Pernambuco, 2009. 

[17] D. S. S. Nunes, F. M. B. Coutinho. Principais Aspectos da Polimerização do 1,3-Butadieno. Polímeros: Ciência e Tecnologia, vol. 15, N. 4, pag. 296-305, 2005. 

[18] A. T. Pires, V. A. Soldi. A Era dos Plásticos – Ver. Eletr. do Depto de Química da UFSC. Ano 4. Florianópolis. 2009. 

[19] J. RUSSEL, Química Geral. São Paulo:. MacGraw Hill, 1981. 

[20] F. L. Santos, Medidas de resistividade de filmes de polímeros condutores. Dissertação de Mestrado. Pag. 99. Recife. 1994. 

[21] Hyoung-Gon Song, Jae Young Kwon, Hyung Soo Han, Yong-Chul Bae, Cheil Moon. Sensors, 8, 2008, p. 6303-6320. doi

[22] J. E. G. Souza. Estudos das Interações entre Compostos Orgânicos Voláteis e Filmes Finos de Polipirrol. Tese de Doutorado. Pag. 134. Recife. 2006. 

[23] D. Tronson. The Odour, the Animal and the Plant. Molecules, 6, 2001, p. 104-116. doi

[24] A. A. Werneck, G. Goulart e D. Engelbrecht. Laudos do IML confirmaram Mortes por asfixia por Monóxido de Carbono. Jornal O Globo. Publicada em 14/09/2006, Rio de Janeiro. 2006.