Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Educação para a Cidadania e Ensino de Ciências

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1679-8104/ce.v13n27p141-157

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/cadernosdeeducacao/index 

downloadpdf

Eloisa C. Gerolin1 & Marilena S. Rosalen2 

 

Resumo: O presente trabalho apresenta e analisa as práticas pedagógicas do projeto “ciências e cidadania”, desenvolvido em uma escola pública estadual, no município de Diadema-SP, em 2014, vinculado ao Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) – área de ciências, financiado pela Fundação Capes/Ministério da Educação e ligado ao curso de Ciências – licenciatura da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Para a realização da pesquisa, optamos por um estudo de caso qualitativo, por se adequar ao melhor entendimento da sala de aula. A partir de observações das práticas pedagógicas e de entrevistas com professores de ciências, com bolsistas Pibid-ciências e com estudantes, destacamos os seguintes resultados: o desenvolvimento das práticas pedagógicas teve como base a abordagem do processo de ensino e aprendizagem histórico-cultural, utilizando estratégias como gincanas, jogos interativos, experimentos com materiais do cotidiano do estudante e rodas de debate, que possibilitam a interação entre os estudantes e com as professoras/bolsistas do Pibid-ciências e incentivam ações mais autônomas e críticas; gradativamente, com o passar do tempo, os alunos demonstraram um maior interesse pelas aulas e pelos conteúdos de ciências; 100% dos estudantes entrevistados gostaram das aulas e 73% dos estudantes consideraram que as aulas foram importantes para a vida deles fora da escola; para as bolsistas Pibid-ciências, as atividades de preparar as aulas, atuar em sala de aula com os estudantes e poder compreender melhor a visão que eles têm das ciências é uma experiência importante para a formação, pois ensinar ciências exige reflexão por parte do professor e muito planejamento, para que a educação científica básica propicie a ampliação contextualizada dos conhecimentos dos estudantes e incentive um exercício cidadão cada vez mais crítico na sociedade.

Palavras-chave: formação cidadã; educação pela cidadania; ensino de ciências.

 

Abstract: This paper presents and analyzes the pedagogical practices of the “science and citizenship”, developed in a public school in the municipality of Diadema-SP, in 2014, linked to the Initiation to Teaching Scholarship Institutional Program (Pibid) – science area, funded by CAPES Foundation/Ministry of Education and connected to the course of Sciences – undergraduate of the Federal University of São Paulo (UNIFESP). To conduct the research, we chose a qualitative case study, since it adapted better to the understanding of the classroom. From observations of teaching practices and interviews with science teachers, with science-Pibid scholars and students, we highlight the following results: the development of teaching practices was based on the approach of the historical-cultural teaching and learning process, using strategies such as scavenger hunts, interactive games, experiments with everyday materials and student debate wheels that enables interaction between students and teachers/fellows Pibid-sciences and encourage more autonomous actions and criticism; gradually, over time, the students showed increased interest in the lessons and the content of science; 100% of the students interviewed liked the classes and 73% felt that the classes were important to their lives outside of school; for Pibid-sciences fellows the activities preparing lessons, performing in the classroom with students and to better understand the perspective they have of science is an important training experience for teaching science, one that requires reflection by the teacher and much planning, so that the basic science education fosters the expansion of contextualized knowledge of students and encourages increasingly critical citizens in society.

Key words: civic education; education for citizenship; science education.

 

1 Graduanda do último semestre do curso de Ciências – Licenciatura – Habilitação em Biologia, da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Trabalha com pesquisas na área do ensino de ciências, educação para a cidadania e diversidade de opiliões da Floresta Amazônica. E-mail para contato: elogerolin@gmail.com.
2 Professora de Didática do curso de Ciências – Licenciatura da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Graduação em Química – Licenciatura e em Pedagogia. Mestrado em Filosofia da Educação, doutorado e pós-doutorado em Educação. E-mail para contato: marilena.rosalen@unifesp.br.

 

Literatura Citada

ALVES, J. A. As possíveis Contribuições do Ensino de ciências para a identidade do Ensino Fundamental II e para a tarefa de alfabetizar. Ciência e Educação, Bauru, v. 19, n. 4, p. 811-821, 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-73132013000400003

ANDRÉ, M. E. D. A. Etnografia da prática escolar. Campinas: Papirus, 1995.

BRASIL. LDBEN – Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 1996.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

GIMENO SACRISTÁN, J.; PÉREZ GOMÉZ A. I. Compreender e transformar o ensino. Porto Alegre: Artmed, 2007.

KRASILCHIK, M. Ensino de Ciências e a formação do cidadão. Em Aberto, Brasília, n. 40, p. 55-60, out./dez. 1988.

KRASILCHIK, M. Prática de Ensino de Biologia. São Paulo: EdUSP, 2004. LIBANEO, J. C. Educação escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2003.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MIZUKAMI, M. G. N. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo: EPU, 1986

SASSERON, L. H; CARVALHO, A. M. P. Alfabetização científica: Uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, v. 16, p. 59-77, 2011.

UNESCO/BRASIL. A ciência para o século XXI: uma nova visão e uma base de ação – Brasília: UNESCO, ABIPTI, 2003. Texto baseado na “Conferência Mundial sobre Ciência, Santo Domingo, 10-12 mar., 1999” e na “Declaração sobre Ciências e a Utilização do Conhecimento Científico, Budapeste, 1999”. Disponível em: < http://unesdoc.unesco.org/images/0013/001315/131550por.pdf> . Acesso em: 05 jun. 2014.