Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Cibercultura e Amazônia: Atores do Conhecimento em Tempos de Redes Sociais Digitais

DOI: http://dx.doi.org/10.18247/1983-2664/educaonline.v7n1p40-66

http://www.latec.ufrj.br/revistas/index.php?journal=educaonline 

downloadpdf

Robson S. da Silva1

 

Resumo: O presente artigo teve por objetivo analisar a influência da cibercultura e das redes sociais digitais na criação e compartilhamento de conhecimento entre os atores sociais da Amazônia. Para tanto, levou-se em consideração a avaliação sobre a diversidade de fatores para a efetividade da cibercultura no contexto amazônico; a investigação sobre as formas de construção do conhecimento a partir do processo de digitalização da informação; e o exame das formas de utilização da cibernética nos processos de difusão e compartilhamento da informação em redes sociais digitais. Seus resultados expressam as potencialidades que o meio virtual, por meio das redes sociais digitais, oferece à produção, disseminação e compartilhamento do conhecimento na Amazônia.

Palavras-chave: Rede Sociais, Cibercultura, Amazônia.

 

Abstract: The objective of this article is to analyze the influence of cyberculture and online social networks on creating and sharing knowledge among social players in the Amazon. For that, we took into account the investigation of the diversity of factors for  the effectiveness of cyberculture in the Amazon context; the study on how to build knowledge from the process of information digitization, and investigation on how to use cybernetics in the processes of disseminating and sharing information in digital social networks. The results show the potential that the virtual environment, through social networks, provides for knowledge production, spreading and sharing in the Amazon.

Key words: Social Network; Cyberculture; The Amazon.

 

1 Possui Mestrado em Educação, Graduação em Pedagogia, Ciências Militares, Letras e Matemática. Possui MBA em Gestão de Instituições de Ensino e Especialização em Educação a Distância, Supervisão Escolar, Coordenação Pedagógica, Marketing e Recursos Humanos. Atua como professor e pesquisador da Universidade Paulista (UNIP). Seus últimos livros publicados são: Moodle para autores e tutores - educação a distância na web 2.0; e Objetos de aprendizagem para educação a distância: recursos educacionais abertos para ambientes virtuais de aprendizagem. Últimos prêmios recebidos: Vencedor do IMS Global Learning versão 2010 (EUA) e 2012 (Canadá) e do Prêmio Novas Formas de Aprender do Instituto Claro (Brasil).

 

Literatura Citada

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977. 93 p.

BATISTA, D. O complexo da Amazônia. 2. ed. Manaus: Editora Valer, 2007. 302 p.

CGI. Web brasileira: um estudo. Disponível em: <http://www.cgi.br>. Acesso em 22 out. 2010.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil platôs - capitalismo e esquizofrenia. v. 1. Tradução de Aurélio Guerra Neto e Célia Pinto Costa. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995. 321 p.

ERICKSON, F. Conceptions of school culture: na overview. Educational Administration Quartely, v. 23, n. 4, 1987.

FERRARI, B. Onde os brasileiros se encontram. Revista Época, São Paulo, v.5, p.30-34, 2010.

FRANCO, A. A topologia das redes: Cartas de rede social. Disponível em <http://augustodefranco.locaweb.com.br>. Acesso em 03 dez. 2010.

FREITAS, M. Amazônia e desenvolvimento sustentável: um diálogo que todos os brasileiros deveriam conhecer. Petrópolis: Vozes, 2004. 197 p.

GEERTZ, C. Reflexiones antropológicas sobre temas filosóficos. Barcelona: Editorial Paidós, 2002. 294 p.

GEERTZ, C. The Interpretation of cultures. New York: Publishers, 1973. 202 p.

GIDDENS, A. Mundo em descontrole. Tradução de Maria Luiza Borges. Rio de Janeiro: Record, 2000. 197 p.

HABERMAS, J. Técnica e ciência como ideologia. Lisboa: Edições 70, 1987. 276 p.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 1998. 168 p.

IBOPE. Redes sociais. Brasil, 2010. Disponível em: <http://www.ibope.com.br>. Acesso em 21 out. 2010.

JACKSON, D. Pragmática da comunicação humana. 11. ed. São Paulo: Cultrix, 2000. 211 p.

KENSKI, V. Processos de interação e comunicação mediados pelas tecnologias. In: ROSA, D., SOUZA, V. (Org.). Didática e práticas de ensino: interfaces com diferentes saberes e lugares formativos. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. p. 250 - 271.

LÉVY, P. Cibercultura. S. Paulo: Editora 34, 1999. 201 p.

LÉVY, P. Tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: Editora 34, 1993. 159 p.

PRIMO, A. A interação mediada por computador. São Paulo: USP, 2003. 128 p.

PRIORE, M.; GOMES, F. (org.). Os senhores dos rios: Amazônia, histórias e margens. Rio de Janeiro: Campus Elsevier, 2003. 318 p.

RECUERO, R. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009. 161 p.

SOUZA, B. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. 7.ed. São Paulo: Cortez, 1999. 191 p.

SANTOS, M. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro: Editora Record, 2005. 210 p.

WASSERMAN, S.; FAUST, K. Social Network Analysis: methods and analys and applications. Cambridge: Universty Press, 1994. 129 p.