crosscheckdeposited

Atributos Químicos de Um Argissolo e Produção de Capim Elefante Decorrentes da Aplicação de Percolado de Aterro Sanitário

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/D.C.L.Coelho-DC-000000003

 downloadpdf

COELHO, Daniela da Costa Leite

 

Resumo: O percolado de resíduo sólido urbano (RSU) despertam grande preocupação ambiental na sociedade moderna, se apresentando em grandes quantidades, e que, ao serem dispostos no ambiente, sem manejo adequado, causam degradação. No entanto, quando tratados e dispostos de forma planejada e controlada podem ser utilizados em diversas atividades, principalmente para produção de biomassa pelo cultivo de gramínea. Neste contexto, objetivou-se com o trabalho, analisar o efeito da aplicação de percolado de RSU na qualidade de um argissolo e na produção de capim elefante (Pennisetum purpureum Schum.). Para realização deste trabalho, montou-se uma bancada experimental na Unidade Experimental de Reuso de Água (UERA), a qual apresenta uma área total de 378 m2, instalada no Parque Zoobotânico da Universidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA, Campus Mossoró. Cada parcela experimental foi construída nas dimensões de 1,0 x 1,0 m, e 0,30 m entre parcelas, onde foi cultivado o capim elefante (Pennisetum purpureum Schum.), em solo classificado como Argissolo Vermelho-Amarelo Eutrófico. Utilizaram-se os seguintes tratamentos: T1 – água da rede de abastecimento (testemunha); T2 – água da rede de abastecimento mais dosagem de percolado de RSU de 28,0 kg de DBO dia-1 ha-1; T3 – água da rede de abastecimento mais dosagem de percolado de RSU de 56,0 kg de DBO dia-1 ha-1; T4 – água da rede de abastecimento mais dosagem de percolado de RSU de 85,0 kg de DBO dia-1 ha-1; e, T5 – água da rede de abastecimento mais dosagem de percolado de RSU de 113,0 kg de DBO dia-1 ha-1. Durante o período experimental, foram analisados, paralelamente as características químicas do solo e de produtividade da cultura, as características físico-químicas (pH, CE, DBO, DQO, ST, SS, OG, Ntotal, Ptotal, N-NO3-, Fe, Mn, Cu, Zn, Pb, Ni, Cd, K+, Na+, Ca2+, Mg2+, Cl-, CO32-, HCO3- e RAS) e microbiológicas (CTe e CT) do percolado e da água da rede de abastecimento, e o desempenho das unidades de irrigação por gotejamento. Adotou-se o delineamento em blocos casualizados (DBC) com cinco tratamentos (T1, T2, T3, T4 e T5) e cinco repetições. Os resultados indicaram que apenas o pH, Na e PST sofreram efeitos significativos das distintas dosagens de percolado de RSU e do tempo de amostragem, com o aumento nos valores dessas variáveis, constatando-se que o solo estudado no presente trabalho salinizou e, posteriormente, sodificou. As concentrações de Fe diminuíram consideravelmente no decorrer do tempo de amostragem e ao longo do perfil do solo. Já com relação à cultura, evidenciou-se que para a massa úmida da planta, a massa úmida da folha e a massa seca da folha, não houve diferenças estatísticas entre os tratamentos aplicados. Porém, para a variável altura de planta, o tratamento T2 apresentou maior valor, sendo igual a 2,86 m, diferindo estatisticamente dos demais tratamentos. Constatou-se que o tratamento que apresentou melhor desempenho com relação às características vegetativas do capim elefante foi o tratamento T2 (28,0 kg dia-1 ha-1), e que, elevadas concentrações de percolado RSU aplicadas no solo causam diminuição na qualidade do solo e consequentemente, na produção de biomassa dessa cultura.

Palavras-chave: sustentabilidade, efluente, reuso, biomassa

 

Abstract: The percolated of urban solid residue (RSU) awake great environmental preoccupation in the modern society, presenting itself in great quantities, and that, when being willing in the environment, without adequate techniques, cause degradation. However, when treaties and willing of planned and controlled form can be used in several activities, mostly for biomass production by graminea cultivation. In this context, it objectified with the work, analyze the application effect of percolated of RSU in the quality of an argisoil and in the grass elephant production (Pennisetum purpureum Schum.). For accomplishment of this work, it was mounted an experimental row of seats in the Experimental Unit for Water Reuse (UERA), which presents a total area of 378 m2, installed in the Park Zoobotanical of the Universidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA, Campus Mossoró. Each experimental bit was built in the dimensions of 1.0 x 1.0 m, and 0.30 m between bits, where was cultivated the grass elephant (Pennisetum purpureum Schum.), in soil classified as argisoil red-yellow eutrophic. They used the next treatments: T1 – supply chain water (witness); T2 – supply chain water more dosage of percolated of RSU of 28.0 DBO's kg day-1 ha-1; T3 – supply chain water more dosage of percolated of RSU of 56.0 DBO's kg day-1 ha-1; T4 – supply chain water more dosage of percolated of RSU of 85.0 DBO's kg day-1 ha-1; And, T5 – supply chain water more dosage of percolated of RSU of 113.0 DBO's kg day-1 ha-1. During the experimental period, they were analyzed, at the same time the chemical characteristics of the soil and of culture productivity, the characteristic physical chemistries (pH, CE, DBO, DQO, ST, SS, OG, Ntotal, Ptotal, N-NO3-, Fe, Mn, Cu, Zn, Pb, Ni, Cd, K+, Na+, Ca2+, Mg2+, Cl-, CO32-, HCO3- and RAS) and microbiological (CTe and CT) of the percolated and of the supply chain water, and the irrigation units performance for leak. It adopted the delineation in blocks randomized with five treatments (T1, T2, T3, T4 and T5) and five repetitions. The data were submitted to the variance analyses, regression averages and analysis test. The results indicated that only pH, Na and PST suffered significant effects of the distinct dosages of percolated of RSU and of time of sampling, with the increase in the values of these variable, verifying itself that the soil studied at present work suffered salinization and, afterwards, suffered sodification. Fe's concentrations decreased considerably during time of sampling and along the soil profile. Already with regard to the culture, it evidenced that for the humid mass of the plant, the humid mass of the leaf and the leaf mass drought, there were statistical differences among applied treatments. However, for the variable height of plant, the treatment T2 presented larger value, being alike to 2,86 m, differing statistically of the too much treatments. It verified that the treatment that presented better performance with regard to the vegetative characteristics of the grass elephant was the treatment T2 (28.0 kg day-1 ha-1), and that, elevated concentrations of percolated RSU applied in the soil cause decrease in the soil and consequently quality, in the biomass production of this culture.

Key words: sustainability; effluent; reuse; biomass

 

Literatura Citada

ALCÂNTARA, P.B., BUFARAH, G. Plantas forrageiras: gramíneas e leguminosas. São Paulo, Editora Nobel, 2. ed., 1983, 150p.

ALLEN, R. G.; PEREIRA, L. S.; RAES, D.; SMITH, M. Evapotranspiracíon del cultivo, Guías para la determinación de los requerimientos de agua de los cultivos. Roma: FAO, 2006. 298p.

ABRELPE – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE LIMPEZA PÚBLICA E RESÍDUOS ESPECIAIS – ABRELPE. Panorama de Resíduos Sólidos no Brasil 2010. São Paulo. 199p. Disponível em: <http://www.abrelpe.org.br/>. Acesso em 30 jun. 2012.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 8.419. Apresentação de projetos de aterros sanitários de resíduos sólidos urbanos – Procedimentos. Rio de Janeiro: ABNT, 2004a, 13p. Disponível em: <http://pt.scribd.com/doc/61140879/NBR-8419-NB-843-Apresentacao-de-Projetos-de-Aterros-Sanitarios-de-Residuos-Solidos-Urbanos> Acesso em: 29 jul. 2012.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 10.004. Resíduos sólidos – classificação. Rio de Janeiro: ABNT, 2004b, 77p. Disponível em: <http://www.aslaa.com.br/legislacoes/NBR%20n%2010004-2004.pdf> Acesso em: 29 jul. 2012.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 10.005. Lixiviação de resíduos. Rio de Janeiro: ABNT, 2004c. 10p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 10.006 Solubilização de resíduos. Rio de Janeiro: ABNT, 2004d. 2p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 10.007. Amostragem de resíduos sólidos. Rio de Janeiro: ABNT, 2004e. 21p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 7.500 Identificação para o transporte terrestre, manuseio, movimentação e armazenamento de produtos. Rio de Janeiro: ABNT, 2003. 47p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 11.174 Armazenamento de resíduos classes II - não inertes e III – inertes. Rio de Janeiro: ABNT, 1990. 7p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 13.221 Transporte terrestre de Resíduos. Rio de Janeiro: ABNT, 2003. 4p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). Resolução nº 308, de 21 de março de 2002. Licenciamento Ambiental de sistemas de disposição final dos resíduos sólidos urbanos gerados em municípios de pequeno porte. In: BRASIL. MMA. CONAMA. Resoluções do CONAMA. Brasília: MMA-Secretaria Executiva - CONAMA, 2012. p.725. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/processos/61AA3835/LivroConama.pdf> Acesso em: 03 jan. 2013.

AYERS, R. S.; WESTCOT, D. W. A qualidade da água na agricultura. Traduzida por GHEYI, H. R.; MEDEIROS, J. F.; DAMACENO, F. A. V. Campina Grande: UFPB, 1999. 153 p. (Estudos FAO 29, 1999).

BATISTA, R. O.; SOARES, A. A.; MATOS, A. T.; MANTOVANI, E. C.; EUCLIDES, R. M. Susceptibilidade do entupimento de gotejadores mediante a aplicação de esgoto sanitário tratado. Engenharia na Agricultura, Viçosa, v.14. n.2, p. 81-87, 2006.

BATISTA, R. O.; OLIVEIRA, R. A.; SOARES, A. A.; MATOS, A. T.; CECON, P. R. Vazão de gotejadores utilizados na fertirrigação com água residuária de suinocultura. Engenharia na Agricultura, Viçosa, v.18, n.5, p. 413-418, 2010.

BERNARDO, S.; SOARES, A. A.; MANTOVANI, E. C. Manual de irrigação. 8. ed. Viçosa: UFV, 2006. 625 p.

BRAGA, B.; HESPANHOL, I.; CONEJO, J. G. L.; MIERZWA, J. C.; BARROS, M. T. L. de; SPENCER, M.; PORTO, M.; NUCCI, N.; JULIANO, N.; EIGER, S. Introdução à engenharia ambiental – o desafio do desenvolvimento sustentável. 2. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005. 318p.

BRASIL. Política Nacional dos Resíduos Sólidos. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Disponível em: <http://www.leidireto.com.br/lei-12305.html> Acesso em: 29 jul. 2012.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente (MMA). Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). Resolução no 420, de 28 de dezembro de 2009. Dispõe sobre critérios e valores orientadores de qualidade do solo quanto à presença de substâncias químicas e estabelece diretrizes para o gerenciamento ambiental de áreas contaminadas por essas substâncias em decorrência de atividades antrópicas. In: BRASIL. MMA. CONAMA. Resoluções do CONAMA. Brasília: MMA-Secretaria Executiva-CONAMA, 2012. p.899. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/processos/61AA3835/LivroConama.pdf>. Acesso em: 03 jan. 2013.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente (MMA). Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). Resolução nº 357, de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes. Brasília, 2005. Disponível em: < http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res05/res35705.pdf>. Acesso em: 30 jun. 2012.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente (MMA). Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). Resolução no.275, de 25 de abril de 2001. Estabelece o código de cores para os diferentes tipos de resíduos, a ser adotado na identificação de coletores e transportadores, bem como nas campanhas informativas para a coleta seletiva. In: BRASIL. MMA. CONAMA. Resoluções do CONAMA. Brasília: MMA-Secretaria Executiva-CONAMA, 2012. p.804. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/processos/61AA3835/LivroConama.pdf>. Acesso em: 03 jan. 2013.

BROWN, P. H.; WELCH, R. M.; CARY, E. E. Nickel: A micronutrient essential for higher plants. Plant Physiol. Rockville, v.85, 1987, p. 801-803. doi

CAMPOS, J. C.; FERREIRA, J. A.; FERREIRA, C.; HELTON, M.; DA SILVA, R.; BORBA, S. Tratamento do chorume do aterro sanitário de Piraí (RJ) utilizando wetlands. In: VI Simpósio Ítalo Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, Vitória, p. 1-7, 2002.

CAPRA, A.; SCICOLONE, B. Water quality and distribution uniformity in drip/trickle irrigation systems. Journal of Agricultural Engineering Research, London, v.70, n.4, p.355-365, 1998. doi

CARVALHO, A. L. Efeitos da recirculação do percolado sobre a qualidade do efluente de lixo doméstico de diferentes idades. Viçosa, MG: UFV. 2005. 115 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola), Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

CARVALHO, A. L.; MATOS, A. T. de; HAMAKAWA, P. J.; AZEVEDO, R. F. Produção de percolado por resíduos sólidos urbanos de diferentes idades, na presença de resíduos da construção civil e sob recirculação. Engenharia na Agricultura. Viçosa, v. 14, n. 2, p. 131-138, 2006.

CEARÁ (2002). PORTARIA N°154, DE 22 DE JULHO DE 2002. Dispõe sobre padrões e condições para lançamento de efluentes líquidos gerados por fontes poluidoras. Disponível em: <http://antigo.semace.ce.gov.br/integracao/biblioteca/legislacao/conteudo_legislacao.asp?cd=95>. Acesso em: 30 jun. 2012.

CELERE, M. S.; OLIVEIRA, A. da S.; TREVILATO, T. M. B.; SEGURA-MUÑOZ, S. I. Metais presentes no chorume coletado no aterro sanitário de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil, e sua relevância para saúde pública. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 23, n. 4, p. 939-947, 2007.

CHRISTENSEN, T. H.; BJERG, P. P. L.; JENSEN, D. L.; J. B.; CHRISTENSEN, A.; BAUM, A.; ALBRECHTSEN, H-J.; HERON G. Biochemistry of landfill leachate plumes. Applied Geochemistry. London, v.16, p. 659-718, 2001. doi

COMISSÃO DE FERTILIDADE DO SOLO DO ESTADO DE MINAS GERAIS - CFSEMG. Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais - 5ª aproximação. Viçosa-MG: 1999. 359p.

CÓSER, A.C.; PEREIRA, A.V. Forrageiras para corte e pastejo. Juiz de Fora: EMBRAPA gado de Leite, 2001, 37 p. (Circular Técnica, n.66).

COSTA, F. G. B. Uso de água resíduária de origem doméstica no cultivo do girassol no assentamento Milagres. Mossoró: UFERSA, 2012. 92f. Dissertação (Mestrado em Irrigação e Drenagem) – Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró.

DELFELIPO, B. V., RIBEIRO, A. C. Análise química do solo (metodologia). Viçosa, MG: UFV, Imp. Univ., 1981. 17p. (Boletim de Extensão, n. 29).

DERESZ, F. Utilização do capim-elefante sob pastejo rotativo para produção de leite e carne. Juiz de Fora, Embrapa-CNPGL, 1999, 29p. (Circular técnica, n.54).

DRUMOND, L. C. D.; ZANINI, J. R.; AGUIAR, A. P. A.; RODRIGUES, G. P.; FERNANDES, A. L. T. Produção de matéria seca em pastagens de Tifton 85 irrigada, com diferentes doses de dejeto líquido de suíno. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.26, n.2, p.426-433, 2006.

EL FADEL, M.; DOUSEID, E.; CHAHINE, W.; ALAYLIC, B. Factors influencing solid waste generation and management. Waste Management. Amsterdam, v.22, p.269-276, 2002.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solo. 2. ed. Rio de Janeiro: Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 1997. 212 p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 2. ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA, 2006. 412p.

FÉRIS, L. A.; TARTARI, L. C. Avaliação do Processo de Tratamento do Chorume do Aterro Sanitário de Novo Hamburgo. Revista de Divulgação de Ciência e Tecnologia, Novo hamburgo, v.6, p.66-74, 2005.

FERREIRA, J. A.; GIORDANO, G.; RITTER, E.; ROSSO, T. C. A.; CAMPOS, J. C.; LIMA, P. Z. M. Uma revisão das técnicas de tratamento de chorume e a realidade do Estado do Rio de Janeiro. In: Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 21, 2001, João Pessoa. Anais... Rio de Janeiro: ABES, 2001, p.26-34.

FERREIRA, A. S.; CAMARGO, F. A. O.; TEDESCO, M. J.; BISSANI, C. A. Alterações de atributos químicos e biológicos de solo e rendimento de milho e soja pela utilização de resíduos de curtume e carbonífero. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v.27, n.4, p. 755-763. 2003.

FRIDERICHS, B. A.; ABREU, F.; TOMICH, T. R.; FEIDEN, A.; GALVANI, F.; LISITA, F. O.; SILVA, W. T. L.; CORRÊA, M.; DIAMANTE, M.; SOARES, M. T. S. Produção de capim elefante em vertissolo sob diferentes doses de efluentes de fossa séptica biodigestor. Cadernos de Agroecologia, Corumbá: Embrapa Pantanal, v.5, n.1, 2010.

FEAM – FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE. Orientações básicas para operação de aterro sanitário. Belo Horizonte: FEAM, 2006. 36p.

FUNASA – FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. Aplicação controlada de água residuária e lodo de esgoto no solo, para melhorar e incrementar a agricultura do semi-árido nordestino. Brasília: Funasa, 2007. 120 p.

GARCIA, G. O.; RIGO, M. M.; CECÍLIO, R. A.; REIS, E. F. dos; BAUER, M. O.; RANGEL, O. J. P. Propriedades químicas de um solo cultivado com duas forrageiras fertirrigadas com esgoto doméstico tratado. Revista Brasileira de Ciências Agrárias. Recife, v.7, suppl., 2012, p. 737-742.

Google Earth. Disponível em: < http://maps.google.com.br/maps >. Acesso em: 24 fev. 2012.

IBGE – INTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍCTICA. Pesquisa nacional de saneamento básico 2000. Rio de Janeiro: MPOG, MC, 2002. 397p.

IBGE – INTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍCTICA. Pesquisa nacional de saneamento básico 2008. Rio de Janeiro: MPOG, MC, 2010. 219p.

IPT/CEMPRE - Instituto de Pesquisa Tecnológicas – Compromisso Empresarial para Reciclagem -. Lixo municipal. Manual de gerenciamento integrado. 2.ed. São Paulo: CEMPRE, 2000. 370p.

JNAD, I.; LESIKAR, B.; KENIMER, A.; SABBAGH, G. Subsurface Drip Dispersal of Residential Effluent: I. Soil Chemical Characteristics. Transactions of the ASAE. St Joseph, v. 44, n. 5, p. 1152-1158, 2001.

KJELDSEN, P.; BARLAZ, M. A.; ROOKER, A. P.; BAUN, A.; LEDIN, A.; CHRISTENSEN, T. Present and Long-Term Composition of MSW Landfill Leachate: A Review. Environmental Science and Technology. Denmark, v. 32, n.4, p. 297 - 336, 2002. doi

KOHN, O.; CHEN-HAMACHER, X.; HICKE, K.; THIERMANN, W. Leachate treatment by the combination of photochemical oxidation with biological process. Journal of Photochemical Photobiology. Germany, v. 162, n.2-3, p. 261-271, 2004.

Lo MONACO, P. A.; MATOS, A. T.; MARTINEZ, H. E. P.; FERREIRA, P. A.; RAMOS, M. M. Características químicas do solo após a fertirrigação do cafeeiro com águas residuárias da lavagem e descascamento de seus frutos. Irriga, Botucatu, v.14, n.3, p.348-364, 2009.

LOPES, R. S.; FONSECA, D. M.; OLIVEIRA, R. A.; NASCIMENTO JÚNIOR, D.; ANDRADE, A. C.; STOCK, L. A.; MARTINS, C. E. Disponibilidade de matéria seca em pastagens de capim-elefante irrigadas. Ciência Agrotecnológica, Lavras, v. 27, n. 6, p. 1388-1394, 2003.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G.C.; OLIVEIRA, S.A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba: Potafós, 1997. 319 p.

MANTOVANI, J. R.; FERREIRA, M. E.; CRUZ, M. C. P. Nitrato em alface e mobilidade do íon em solo adubado com composto de lixo urbano. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.40, n.7, p.681-688, 2005. doi

MATOS, A. T.; CARVALHO, A. L.; AZEVEDO, I. C. D. d’A. Viabilidade do aproveitamento agrícola de percolados de resíduos sólidos urbanos, Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental. Campina Grande, v.12, n.4, p.435-440, 2008.

MATOS, A. T. Disposição de águas residuárias no solo. Viçosa, MG: Associação dos Engenheiros Agrícolas de Minas Gerais, 2007. 140p. (Caderno didático n. 38).

MATOS, A. T. Tratamento e aproveitamento agrícola de resíduos sólidos. Viçosa, MG: Associação dos Engenheiros Agrícolas de Minas Gerais, 2006, 125p. (Série Caderno Didático, n.37).

MATOS, A. T. Qualidade do meio físico ambiental: práticas de laboratório. Viçosa: UFV, 2012. 150p.

MARNIE, L. W.; BITTON, G.; TOWNSEND, T. Heavy metal binding capacity (HMBC) of municipal solid waste landfill leachates. Chemosphere, Oxford, v.60, n.2, p.206-215, 2005. doi

MAZZARELLA, V.N.G. Capim Elefante como Fonte de Energia no Brasil: Realidade Atual e Expectativas. In: Jornada Madeira Energética, 2007, Rio de Janeiro. P. Point.

MEDEIROS, S. S.; SOARES, A. A.; FERREIRA, P. A.; MATOS, A. T.; SOUZA, J. A. A. Utilização de água residuária de origem doméstica na agricultura: Estudo das alterações químicas do solo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.9, n.4, p.603-612, 2005.

MERRIAM, J. L.; KELLER, J. Farm irrigation system evaluation: a guide for management. Logan: Utah State University, 1978. 271 p.

MINISTÉRIO DA SAÚDE (2005). PORTARIA Nº 518, DE 25 DE MARÇO DE 2004. Estabelece os procedimentos e responsabilidades relativos ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade, e dá outras providências. Disponível em: <http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/portaria_518_2004.pdf>. Acesso em: 29 jul. 2012.

MONTEIRO, J. H. P.; FIGUEIREDO, C. E. M.; MAGALHÃES, A. F.; MELO, M. A. F.; BRITO, J. C. X.; ALMEIDA, T. P.F.; MANSUR, G. L. Manual de gerenciamento integrado de resíduos sólidos. Rio de Janeiro: IBAM, 2001. Disponível em: <http://www.resol.com.br/cartilha4/manual.pdf>. Acesso em 30 jun. 2012.

MORAIS, J. L. Estudo da potencialidade de processos oxidativos avançados, isolados e integrados com processos biológicos tradicionais, para tratamento de chorume de aterro sanitário. Curitiba: UFPR, 2005. 207f. Tese (Doutorado em Química) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

MOTA, V. A. C.; SALES, E. C. J.; SARAIVA, C . R. S.; PEREIRA, D. A.; ANDRADE, W. R.; RIGUEIRA, J. P. S. Disponibilidade de forragem de capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum.) cv. pioneiro em duas alturas de resíduo submetido a duas interceptações luminosa. In: 5º Forúm de Ensino, Pesquisa, Extensão e Gestão, p. 1-4, 2011.

MOTA, V. J. G. Lâminas de irrigação e doses de nitrogênio em pastagem de capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum) cv. pioneiro, no norte de Minas Gerais. Montes Claros, MG: UEMC. 2008. 69 f. Dissertação (Produção Vegetal no Semi-Árido), Universidade Estadual de Montes Claros, Montes Claros.

NAKAYAMA, F. S.; BOMAN, B. J.; PITTS, D. Maintenance. In: LAMM, F. R.; AYARS, J. E.; NAKAYAMA, F. S. (Eds.). Microirrigation for crop production: Design, Operation, and Management. Amsterdam: Elsevier, 2006, cap. 11, p. 389 - 430.

NASCIMENTO JÚNIOR, R. D. Informações sobre plantas forrageiras. Viçosa: MG, UFV, Imprensa Universitária, 1981. 56p.

NOVAIS, R. F.; ALVAREZ V., V. H.; BARROS, N. F.; FONTES, R. L. F.; CANTARUTTI, R. B.; NEVES, J. C. L. Fertilidade do solo. Viçosa: SBCS, 2007. 1017p.

NOVAIS, R. F.; SMYTH, T. J. Fósforo em solo e planta em condições tropicais. Viçosa, UFV, Departamento de Solos, 1999. 399p.

OLIVEIRA, F. C.; MATTIAZZO, M. E. Mobilidade de metais pesados em um Latossolo Amarelo distrófico tratado com lodo de esgoto e cultivado com cana-de-açúcar. Scientia Agrícola. Piracicaba, v.58, n.4, 2001, p. 807-812.

ÖMAN, C. B.; JUNESTEDT, C. Chemical characterization of landfill leachast – 400 parameters and compounds. Waste Management, Amsterdam, v.6, n.18, 2007, p. 1010-1016.

PMM - Prefeitura Municipal de Mossoró. 2012. Disponível em: <http://2013.prefeiturademossoro.com.br/>

QUESADA, D. M.; BODDEY, R. M.; REIS, V. M.; URQUIAGA, S. Parâmetros Qualitativos de Genótipos de Capim Elefante (Pennisetum purpureum Schum.) estudados para a produção de energia através da Biomassa. Seropédica, Embrapa, 2004, 4p. (Circular Técnica, n.8).

QUESADA, D. M. Seleção de genótipos de capim elefante (Pennisetum purpureum Schum.) para a alta produção de biomassa e eficiência da fixação biológica de nitrogênio (FBN). 2001. 140 p. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ.

RAMOS E PAULA, L. E.; TRUGILHO, P. F.; REZENDE, R. N.; ASSIS, C. O.; BALIZA, A. E. R. Produção e avaliação de briquetes de resíduos lignocelulósicos. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, v. 31, n. 66, p. 103-112, 2011. doi

RIBEIRO JÚNIOR, J. I.; MELO, A. L. P. Guia prático para utilização do SAEG. Viçosa-MG: UFV, 2008. 288p.

RICE, E. W.; BAIRD, R. B.; CLESCERI, A. D. Standard methods for the examination of water and wastewater. 22. ed. Washington: APHA, AWWA, WPCR, 2012. 1496p.

RICHARDS, L. A. Diagnosis and improvement of saline and álcali soils. Washington, US Department of Agriculture, 1954. 160p. (USDA Agricultural Handbook, 60).

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. ISBN 3-900051-07-0, 2010. URL http://www.R-project.org.

ROCHA, E. P. A.; SOUZA, D. F.; DAMASCENO, S. M. Estudo da viabilidade da utilização de briquete de capim como fonte alternativa de energia para a queima em alto-forno. In: VIII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica. 2009, Anais... Uberlândia: MG, 2009.

ROCHA, J. C.; ROSA, A.; CARDOSO, A. A. Introdução à química ambiental. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2009. 256p.

RODRIGUES, L.R.A., MONTEIRO, F.A., RODRIGUES, T.J.D. PEIXOTO, A.M., PEDREIRA, C.G.S., MOURA, J.V., FARIA, V.P. (Eds.). Capim elefante. In: Simpósio sobre manejo da pastagem, 17, Piracicaba, 2001. 2.ed. Anais... Piracicaba:FEALQ, 2001, p.203-224.

RONQUIM, C. C. Conceitos de fertilidade do solo e manejo adequado para as regiões tropicais. Campinas: Embrapa Monitoramento por Satélite, 2010. 26p.

SANEPAV Saneamento Ambiental LTDA. 2012. Disponível em: < http://www.sanepav.com.br/>.

SANTOS, S. S; SOARES A. A.; MATOS, A. T.; MANTOVANI, E. C.; BATISTA, R. O. Efeitos da aplicação localizada de esgoto sanitário tratado nas características químicas do solo. Engenharia na Agricultura, Viçosa, v.14 n.1, 32-38. 2006.

SCHÜTZ, F. C. A.; ANAMI, M. H.; TRAVESSINI, R. Desenvolvimento e ensaio de briquetes fabricados a partir de resíduos lignocelulósicos da agroindústria. Inovação e Tecnologia, Medianeira, v.1, n.1, p. 1-8, 2010.

SILVA, A. C.; DEZOTTI, M.; SANT’ANNA JR. G. L. Treatment and detoxification of a sanitary landfill leachate. Chemospherev. Oxford, v.55, n.2, p. 207-214, 2004. doi

SILVA, D. F. Efeito da aplicação de percolado de resíduo sólido urbano em solo cultivado com capim-tifton 85. Viçosa, MG: UFV. 2008. 148 f. Tese (Engenharia Agrícola), Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

SILVA, D. F.; MATOS, A. T.; PEREIRA, O. G.; CECON, P. R.; BATISTA, R. O.; MOREIRA, D. A. Alteração química de solo cultivado com capim Tifton 85 (Cynodon spp.) e fertirrigado com percolado de resíduo sólido urbano. Acta Scientiarum. Technology. Maringá, v. 33, n. 3, p. 243-251, 2011.

SILVA, D. F.; MATOS, A. T.; PEREIRA, O. G.; CECON, P. R.; MOREIRA, D. A. Disponibilidade de sódio em solo com capim tifton e aplicação de percolado de resíduo sólido. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental. Campina Grande, v. 14, n. 10, p. 1094-1100, 2010.

SILVA, F. C. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. 2.ed. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2009. 627p.

STEWART, H. T. L.; HOPMANS, P.; FLINN, D. W. Nutrient accumulation in tress and soil following irrigation with effluent in Astralia. Environmental Pollution. Barking, v.63, n.2, p.155-177, 1990.

TCACENCO, F.A., BOTREL, M.A. Identificação e avaliação de acessos e cultivares de capim-elefante. In: CARVALHO, M.M., ALVIN, M.J., XAVIER, D.F., et al. (Eds) Capim elefante: produção e utilização. 2.ed., revisada. Brasília: Embrapa-SPI e Juiz de Fora: Embrapa-Gado de Leite, 1997, p.1-30.

TEDESCO, M.J.; GIANELLO, C.; BISSANI, C.A.; BOHNEN, H.; VOLKWEISS, S.J. Análise de solo, plantas e outros materiais. Porto Alegre: UFRGS, 1997. 174p.