Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Biomassa de Mudas de Noni (Morinda citrifolia L.) Cultivadas em Diferentes Substratos Sob Estresse Salino

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a002

 

downloadpdf

M. K. das N. Tavares1, A. S. Menezes2, M. C. M. R. de Souza3, F. J. C. Moreira4, K. da F. Silva1 & M.F.Aragão1

 

Resumo: O noni pertence à família Rubiaceaee é uma planta tolerante aos efeitos salinos. Objetivou-se com este trabalho avaliar a influência de diferentes substratos na produção de biomassa de mudas de noni sob estresse salino. O experimento foi conduzido em ambiente telado no IFCE - Campus Sobral, no período de setembro de 2013 a junho de 2014, realizado em arranjo fatorial 5 x 4, sendo cinco níveis de CEa (0,3; 1,5; 3,0; 4,5 e 6,0 dS m-1), e quatro substratos: areia (testemunha); areia + composto orgânico; areia + esterco bovino e areia + esterco caprino na proporção de (1:1). As mudas de noni foram irrigadas diariamente com a solução salina correspondente a cada CEa desejada. Aos 180 (DAS) coletaram-se folhas, caule e raiz das mudas de noni, estas foram acondicionadas em sacos de papel identificados, e secas em estufa de circulação de ar forçado a 80 °C durante 48h, decorrido esse tempo, o material foi pesado para obtenção da massa seca. A maior produção de massa seca das mudas foi nos substratos com composto orgânico, esterco bovino e esterco caprino respectivamente. A biomassa da Morinda citrifolia L foi influenciada negativamente pelo incremento de sais na água de irrigação, com menor intensidade nas mudas cultivadas com matéria orgânica.

Palavras-chave: Morinda citrifolia L, matéria seca, salinidade.

 

Abstract: The noni belongs to Rubiaceaee family is a plant tolerant to saline effects. The objective of this study was to evaluate the influence of different substrates in the production of biomass noni seedlings under salt stress. The experiment was conducted in greenhouse environment in IFCE - Campus Sobral, from September 2013 to June 2014, a factorial arrangement 5 x 4, with five levels of ECw (0.3, 1.5, 3.0; 4.5 and 6.0 dS m-1) and four substrates: sand (control); sand + organic compound; sand + sand + and cattle manure in the proportion of goat manure (1: 1). The noni seedlings were irrigated daily with the corresponding saline every desired ECw. At 180 (DAS) were collected from leaves, stems and roots of noni, plants were identified packed in paper bags and dried in air forced circulation stove at 80 ° C for 48h, after which time the material was weighed to obtain the dry mass. The largest production of dry mass of seedlings was the substrates with compost, manure and goat manure respectively. Biomass from Morinda citrifolia L was negatively influenced by the increase of salts in irrigation water, with less intensity in seedlings grown with organic matter.

Key Words: Morinda citrifolia L., dry matter, salinity.

 

1 Estudantes do Curso de Tecnologia em Irrigação e Drenagem, IFCE –Campus Sobral, (88) 9931-6764, kllecianeves@hotmail.com; karla236fonseca@hotmail.com; marcioaragao26@gmail.com
2 Mestrando emCiência do Solo, UFC-Campusdo Pici, amenezzes@gmail.com
3 ³Engª. Agrônoma, Dra. Professora do Eixo de Recursos Naturais, IFCE/Campus Sobral, cristina2009@ifce.edu.br
4 Eng. Agrônomo, MSc, Professor do Eixo de Recursos Naturais, IFCE/Campus Sobral, franzecm@gmail.com

 

Literatura Citada

AMORIM, A. V.; GOMES FILHO, E.; BEZERRA, M. A.; et al. Respostas fisiológicas de plantas adultas de cajueiro anão precoce à salinidade. Revista Ciência Agronômica, v. 41, p.113-121, 2010.

AYERS, R.S.; WESTCOT, D.W. A qualidade de água na agricultura. 2.ed. Campina Grande: UFPB, 1999, 153p. FAO. Estudos Irrigação e Drenagem, 29 revisado. 1999.

BRASIL. Ministério da Agricultura. Plano Estadual dos Recursos Hídricos do Ceará: dados climatológicos de Sobral – CE (1961 – 1988). Brasília, 1990.

BOECHAT, C. L.; TEIXEIRA, A. M.; COSTA.;A. S.V. da , SOUZA, A.P. de S. B.; Influência de Substratos Associados à Adubação Mineral Sobre o Crescimento Inicial de duas Cultivares de Maracujazeiro Amarelo. Revista Caatinga, Mossoró, v. 23, n. 3, p. 19-25, jul.-set., 2010.

CAVALCANTE, L. F.; VIEIRA, M. da S.; SANTOS, F. dos; OLIVEIRA, W. M. de; NASCIMENTO, J. A. M. dos. Água salina e esterco bovino líquido na Formação de mudas de goiabeira cultivar paluma. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal - SP, v. 32, n. 1, p. 251-261, Março 2010.

COELHO, D.C.; SILVA, E.C. B.; SILVA, F. M. da.; SOUSA ,E. M. L.; NOBRE, R.G. Crescimento de mudas de mamoeiro em condições controladas com água salina. Revista Verde (Pombal - PB - Brasil) v. 10, n.1, p.01 - 05, jan-mar, 2015.

DEMIRAL, M. A. Comparative response of two olive (Olea europaea L.) cultivars to salinity.Turkish Journal of Agriculture and Forestry, v.29, p.267-274, 2005.

FERREIRA-SILVA S. L.; SILVEIRA, J. A. G.; VOIGT, E. L.; SOARES, L. S. P.; VIÉGAS, R. A. Changes in physiological indicators associated with salt tolerance in two contrasting cashew rootstocks. Brazilian Journal Plant Physiology, Campinas, v. 20, n. 1, p. 51-59, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S1677-04202008000100006

FIGLIOLIA, M. B.; OLIVEIRA, E. C.; PINÃ-RODRIGUES, F. C. M. Análise de sementes. In: AGUIAR, I. B.; PINÃ-RODRIGUES, F. C. M.; FIGLIOLIA, M. B. Sementes florestais tropicais, Brasília: ABRATES, p. 137-174. 1993.

FUNCEME. Disponível em: http://www.funceme.br/index. php/areas. Acesso em: 14 de set. de 2014.

MENEZES, R.S.C. & SALCEDO, I.H. Mineralização de N após incorporação de adubos orgânicos em um Neossolo Regolítico cultivado com milho. R. Bras. Eng. Agric. Amb., 11:361-367, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662007000400003

MENDONÇA, V. et al. Diferentes substratos e recipientes na formação de mudas de mamoeiro 'Sunrise Solo'. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 25, n. 1, p. 127-130, 2003.

MINAMI, K. Adubação em substrato. In: KÄMPF, A. N; FERMINO, M. H. (Ed.). Substrato para plantas: base da produção vegetal em recipientes. Porto Alegre: Genesis, 2000. p. 147-152.

MORAIS, D. L.; VIÉGAS, R. A.; SILVA, L. M. M.; LIMA JUNIOR, A. R.; COSTA, R. C. L.; ROCHA, I. M. A.; SILVEIRA, J. A. G. Acumulação de íons e metabolismo de N em cajueiro anão em meio salino. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 11, n. 2, p. 125-133, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/s1415-43662007000200001

MUNNS, R. Comparative physiology of salt and water stress. Plant, Cell and Environment, 25: 239-250, 2002. http://dx.doi.org/10.1046/j.0016-8025.2001.00808.x

NELSON, S. C; ELEVITCH, C. R. Workshop manual to supplement Noni: The Complete Guide for Consummers and Growers for Noni Processing, Marketing, and Field Training Workshop for YAP. Permanent Agriculture Resources, Holualoa, Hawaii, 2006.

NELSON, S. C. Noni Seed Handling and Seedling Production.Cooperative Extension Service.College of Tropical Agriculture and Human Resources.Universityof Hawaii atManoa, 2005.

RAMOS, J. D.; CHALFUN, N. N. J.; PASQUAL, M.; RUFINI, J. C. M. Produção de mudas de plantas frutíferas por semente. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 23, n. 216, p. 64–72, 2002.

RHOADES, J. D; KANDIAH, A.; MASHALI, A. M. Uso de águas salinas para produção agrícola. Trad. GHEYI, H. R.; SOUSA, J. R. de.; QUEIROZ, J. E. Campina Grande: UFPB, 2000.

RODRIGUES, V. A.; COSTA, P. N. Análise de diferentes de substratos no crescimento de mudas de seringueira. Revista Científica Eletrônica de Engenharia Florestal – ISSN:1678-3867. Ano VIII – Número 14 – Agosto de 2009 – Periódico Semestral.

SAQIB, M.; AKHTAR, J.; QURESHI, R. H. Pot study on wheat growth in saline waterlogged compacted soil II. Root growth and leaf ionic relations. Soil and Tillage Research, Amsterdam, v. 77, n. 2, p. 179-187, 2004. http://dx.doi.org/10.1016/j.still.2003.12.005

SILVA, F. A. S.; AZEVEDO, C. A. V. Versão do programa computacional Assistat para o sistema operacional Windows. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v. 4. n. 1, p. 71-78, 2009. http://dx.doi.org/10.15871/1517-8595/rbpa.v4n1p71-78

SHI, H. Z.; ZHU, J. K. Regulation of expression of the vacuolar Na+/H +antiporter gene AtNHX1 by salt stress and abscisic acid. Plant and Molecular Biology, Barcelona, v. 50, n. 3, p. 543-550, 2002. http://dx.doi.org/10.1023/A:1019859319617

SMIDERLE, O. S.; MINAMI, K. Emergência e vigor de plântulas de goiabeira em diferentes substratos. Revista Científica Rural, Bagé, v. 6, n. 1, p. 38- 45, 2001.

SOUTO, A. G. de L.; CAVALCANTE, L. F; DINIZ, B. L. M. T; MESQUITA, F. de O; LIMA NETO, A. J. Consumo Hídrico e Biomassa em Plantas de Noni Irrigadas Com Águas Salinas e Biofertilizante Bovino. Anais... Inovagri, Fortaleza, 2012.

SOUZA, M. C. M. R. Efeitos da salinidade sobre o desenvolvimento vegetativo do noni sob duas condições ambientais, na ausência e presença de composto orgânico, 2014, f 161.Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 3. ed. Porto Alegre: Artmed. 2006. 719 p.

TÁVORA, F. J. A. F.; PEREIRA, R. G.; HERNADEZ, F. F. F. Crescimento e relações hídricas em plantas de goiabeira submetidas a estresse salino com Na Cl. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 23, n. 2, p. 441-446. 2001.

TOMBOLATO, A. F. C; BARBOSA, W, HIROCE, R. Noni: Frutífera medicinal em introdução e aclimatação no Brasil. Informações técnicas: O agronômico, Campinas, 57(1), 2005.

WAGNER JÚNIOR, A.; ALEXANDRE, R. S.; NEGREIROS, J. R. S.; PIMENTEL, L. D.; COSTA e SILVA, J. O.; BRUCKNER, C. H. Influência do substrato na germinação e no desenvolvimento inicial de plantas de maracujazeiro amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.). Ciência Agrotécnica, Lavras, v.30, n.4, p.643-647, 2006.

WILLADINO, L.; CAMARA, T. R. Origen y naturaleza de los ambientes salinos. In: Reigosa, M. J.; Pedrol, N.; Sánchez, A. (ed.). La ecofisiología vegetal – Uma ciencia de síntesis. Madrid: Thompson, p.303-330, 2004.