Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Influência do Uso do Solo Sobre a Infiltração de Água, na Região Centro-Oeste do Brasil

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a063

 

downloadpdf

K. N. Sena1, A. A. Santos2 & K. L. Maltoni3

 

Resumo: A agricultura moderna deve se fundamentar na sustentabilidade dos recursos naturais, bem como na otimização do uso do solo e da água. Medidas de velocidade de infiltração e infiltração acumulada de água refletem as condições de estrutura, densidade, porosidade, entre outros atributos do solo, os quais são influenciados pelo manejo. O presente trabalho teve por objetivo avaliar a influência do uso do solo sobre a infiltração de água em Latossolo Vermelho, da Região Centro-Oeste. Os trabalhos de campo foram realizados em Três Lagoas-MS, em área da Fibria. Esta se caracteriza por apresentar o Cerrado como vegetação natural, clima do tipo Aw, com precipitação e temperatura média anual de 1240 mm e 24,2°C, respectivamente, onde plantações de eucalipto vêm sendo introduzidas em pastagens degradadas, caso da área em estudo. Nestas áreas, Cerrado Natural, Eucalipto com 2 e 15 anos, foram avaliadas a velocidade de infiltração e infiltração acumulada de água no solo (mini infiltrômetro de disco), densidade, porosidade e resistência a penetração. O delineamento experimental, inteiramente casualizado, constou de três tratamentos (Cerrado-C, Eucalipto 2 anos-EU2, Eucalipto 15 anos-EU15). As avaliações foram conduzidas em malha de 36 pontos, subdividida em 4 blocos, com 9 repetições, por tratamento. Os resultados mostram que o cerrado apresentou maior velocidade de infiltração (ŷ(C)=-2,800ln(x)+8,623.9; R2=0,9465), do que eucalipto com 2 e 15 anos (ŷ(EU2)=-362,5ln(x)+1051,6; R2=0,9772 e  ŷ(EU15)=-180,6ln(x)+523,59; R2=0,9064). Evidenciando a eficiência do cerrado sobre a infiltração de água no solo, por tratar-se de área preservada, enquanto as áreas cultivadas comercialmente com eucalipto apresentaram maiores valores para densidade do solo e resistência a penetração. Esse resultado mostrou que o eucalipto, com 2 e 15 anos de cultivo, ainda não recuperou o solo degradado pela pastagem, pois ainda apresenta comprometimento na velocidade de infiltração da água, o que poderá interferir no ciclo da água, na erosão, entre outros.

Palavras-chave: Latossolo Vermelho, Cerrado, Eucalipto.

 

Abstract: The Modern agriculture should be based on the natural resources sustainability and in optimization of soil and water use. The Measures of Infiltration rate and accumulated water infiltration reflect the conditions of structure, density, porosity, and other soil properties, which are influenced by soil management. This study aimed to evaluate the influence of land use on water infiltration in Haplustox, in Brazil Central West region. The field work was carried out in Três Lagoas-MS in Fibria's área. This area has Cerrado as natural vegetation, climate Aw, the annual average of precipitation and temperature are 1240 mm and 24.2 °C, respectively, where eucalyptus plantations have been introduced over degraded pastures, as the area under evaluation. In these areas, Natural Cerrado, Eucalyptus of 2 and 15 years, were evaluated for cumulative infiltration and soil water infiltration rate (mini disk infiltrometer), bulk density, porosity and penetration resistance. The experimental design, randomized, consisted of three treatments (Cerrado-C, Eucalyptus 02 years-EU2, and Eucalyptus 15 years-EU15), where the evaluations were conducted in a grid of 36 points, divided into 4 blocks, with 9 replicates, per treatment. The results show that the cerrado has a higher infiltration rate (ŷ(C)=-2,800ln(x)+8,623.9; R²=0,9465) than eucalyptus of 2 and 15 years (ŷ(EU2)=-362.5ln(x)+1,051.6; R²=0.9772 and ŷ(EU15)=-180.6ln(x)+523.59; R²=0.9064). Highlighting the cerrado efficiency on soil water infiltration, because it is a preserved area, whereas commercially cultivated areas with eucalyptus presented the highest soil density and resistance to penetration, showing that eucalyptus with 2 and 15 years of cultivation, have not yet recovered the degraded soil by grazing, since it still has commitment in soil water infiltration rate, which may interfere with water cycle, erosion, and others.

Key words: Haplustox, Savanna, Eucalyptus.

 

1 Mestranda em Agronomia, UNESP,Ilha Solteira - São Paulo.Email:karlla_senna@hotmail.com
2 Doutora Pesquisadora Voluntária, Departamento de Fitossanidade Engenharia Rural e Solos, UNESP, Ilha Solteira - São Paulo. Email: adriana_agronomia@hotmail.com
3 Profa. Dra., Departamento de Fitossanidade Engenharia Rural e Solos, UNESP, Ilha Solteira -São Paulo. Email: maltoni@agr.feis.unesp.br

 

Literatura Citada

ALVES, M.C.; SUZUKI, L.G.A.S.; SUZUKI, L.E.A.S. Densidade do solo e infiltração de água como indicadores da qualidade física de um Latossolo Vermelho distrófico em recuperação. Revista Brasileira de Ciência do Solo, V.31, p.617-625, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832007000400002

ARSHAD, M.A.; MARTINS, S. Identifying critical limits for soil quality indicators in agroecosystems. Agriculture. Ecosystems Environment, V.88, n.2, p.153-160, 2002. http://dx.doi.org/10.1016/S0167-8809(01)00252-3

ARSHAD, M.A.; LOWERY, B.; GROSSMAN, B. Physical tests for monitoring soil quality. In: DORAN, J.W.; JONES, A.J. (Ed.). Methods for assessing soil quality. Madison: Soil Science Society of America, p.123-141, 1996.

BERTOL, I.; BEUTLER, J.F.; LEITE, D.; BATISTELA, O. Propriedades físicas de um Cambissolo Húmico afetadas pelo tipo de manejo do solo. Scientia Agrícola, V.58, n.3, p.555-560, 2001. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162001000300018

CARNEIRO, M.A.C.; SOUZA, E.D.; REIS, E.F.; PEREIRA, H.S.; AZEVEDO, W.R. Atributos físicos, químicos e biológicos de solo de cerrado sob diferentes sistemas de uso e manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, V.33, p.147-157, 2009. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832009000100016

CAVALIERI, K.M.V.; TORMENA, C.A.; VIDIGAL FILHO, P.S.; GONÇALVES, A.C.A. & COSTA, A.C.S. Efeitos de sistemas de preparo nas propriedades físicas de um Latossolo Vermelho distrófico. Revista Brasileira de Ciência do Solo, V.30, n.1, p.137147, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832006000100014

CRUZ, D.L.S.; VALE JÚNIOR, J.F.; CRUZ, P.L.S.; CRUZ, A.B.S.; NASCIMENTO, P.P.R.R. Atributos físico-hídricos de um Argissolo amarelo sob floresta e savana naturais convertidas para pastagem em Roraima. Revista Brasileira de Ciência do Solo, V.38, n.1, p.307-314, 2014. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832014000100031

DECAGON DEVICES. Mini Disk Infiltrometer User’s Manual. 9 ed. 2007, 28p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - Embrapa. Manual de métodos de análises de solo. 2ª ed. Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura e do Abastecimento, 2011. 225 p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - Embrapa Cerrados. Compactação dos solos: consequências para o desenvolvimento vegetal. Planaltina, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 2005. 26p.

GAMMA DESIGN SOFTWARE. GS+: Geostatistics for environmental sciences. 7. ed. Plainwell: Gamma Desing Software, 2004. 159p.

HORN, R.; WAY, T.; ROSTEK, J. Effect of repeated tractor wheeling on stress/strain properties and consequences on physical properties in structured arable soils. Soil Tillage. Research., V.73, n.1 101-106, 2003 http://dx.doi.org/10.1016/S0167-1987(03)00103-X

LANZANOVA, M.E.; NICOLOSO, R.S.; LOVATO, T.; ELTZ, F.L.F.; AMADO, T.J.C. & REINERT, D.J. Atributos físicos do solo em sistemas de integração lavoura-pecuária sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do. Solo, V. 31, p.1131-1140, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832007000500028

KIEHL, E.J. Manual de edafologia: relação solo-planta. São Paulo: Agronômica Ceres, 1979. 264p.

PENA, Y.A.; GOMES, A.S.; SOUZA, R.O. Influência de diferentes sistemas de cultivo nas propriedades físicas de um solo de várzea cultivado com arroz irrigado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, V.20, p.517-523, 1996.

PRANDO, M.B.; OLIBONE, D.; OLIBONE, A.P.E.;ROSOLEM, C.A. Infiltração de água no solo sob escarificação e rotação de culturas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, V.34, n.3, p. 693-700, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832010000300010

SECCO, D.; REINERT, D.J.; REICHERT, J.M. Produtividade de soja e propriedades físicas de um Latossolo submetido a sistemas de manejo e compactação. Revista Brasileira de Ciência do Solo, V. 28, n.5, p.797-804, 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832004000500001

SÉGUY, L.; BOUZINAC, S. O plantio direto no cerrado úmido. Piracicaba, Instituto da Potassa e Fosfato, p.1-2. 1995 (Informações Agronômicas, 69).

SILVA, V.R.; REINERT, D.J. & REICHERT, J.M. Fatores controladores da compressibilidade de um Argissolo Vermelho-Amarelo distrófico arênico e de um Latossolo Vermelho distrófico típico. II - Grau de saturação em água. Revista Brasileira de Ciência do Solo, V. 26, n. p.9-15, 2002.

SILVA, V.R.; REINERT, D.J.; REICHERT, J.M. Densidade do solo, atributos químicos e sistema radicular do milho afetados pelo pastejo e manejo do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, V.24, p.191-199, 2000. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832000000100021

SOUZA, E.D.; CARNEIRO, M.A.C.; PAULINO, H.B. Atributos físicos de um Neossolo Quartzarênico e um Latossolo Vermelho sob diferentes sistemas de manejo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, V.40, n.11, p.1135-1139,2005. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2005001100012