Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Brotação e Desenvolvimento Inicial da Cana-de-Açúcar (Saccharum spp.) Submetido à Salinidade

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a077

 

downloadpdf

A. D. Lira1, S. J. S. A. dos Santos2, I. R. V. Lima2, J. V. T. da Silva2, A. D. Nascimento3 & L. S. Reis4

 

Resumo: Estudou-se o efeito dos níveis de salinidade da água e as diferentes classes texturais de solo no desenvolvimento inicial da cana-de-açúcar (RB 92579). O experimento  foi conduzido   em   casa-de-vegetação   no   CECA /UFAL, localizado no Município de Rio Largo-AL. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado (DIC) em um esquema fatorial de 5 X 3, sendo cinco níveis de salinidade da água de irrigação (CEa= 0,16; 2,0; 4,0; 6,0 e 8,0 dS m-1), e três classes texturais de solo (texturas arenosa, média e argilosa), totalizando quinze tratamentos e quatro repetições. Foi constatado uma redução linear no crescimento da  cana-de-açúcar em sua fase inicial de desenvolvimento, com o aumento da salinidade da água de irrigação, sendo esta uma resposta linear independente da classe textural.

Palavras-chave: Crescimento, tolerância, estresse salino

 

Abstract: We studied the effect of water salinity levels and different textural classes of soil in the early development of cane sugar ( RB 92,579). The experiment was conducted in a greenhouse in the  CECA / UFAL, located in the Rio Largo City -AL.. The experimental design was completely randomized (DIC) in a factorial design of 5 X 3, five levels of irrigation water salinity (ECw = 0.16, 2.0, 4.0, 6.0 and 8.0 dS m-1), and three textural classes of soil (sandy, medium and clayey), totaling fifteen treatments and four replications . It was found a linear reduction growth of cane sugar in its early stages of development, with increasing irrigation water salinity, which is an independent linear response of texture.

Key words: Growth, tolerance, salinity stress

 

1 Engenheiro Agrônomo. Email: andersondantaslira@gmail.com
2 Graduandos em Agronomia, CECA-UFAL, Rio Largo – Alagoas
3 Mestre em Proteção de Plantas, CECA-UFAL, Rio Largo - Alagoas
4 Professora Dr(a) . CECA - UFAL. Rio Largo - Alagoas

 

Literatura Citada

AYERS, R.S.; WESTCOT, D.W. A qualidade da água na agricultura. Campina Grande: UFPB. 1991, 218p. Estudos FAO Irrigação e Drenagem, 29 revisado.

CHARTOZOULAKIS, K.S. Effects of NaCl salinity germination, growth and yield of greenhouse cucumber. The Journal of Horticultural Science, v.67, p.115-119, 1992.

CRUZ, J.L.; PELACANI, C.R.; COELHO, E.f.; CALDAS, R.C.; ALMEIDA, A.Q.; QUEIROZ, J.R. 2006. Influência da salinidade sobre o crescimento, absorção e distribuição de sódio, cloro e macronutrientes em plântulas de maracujazeiro-amarelo. Bragantia, Campinas, v.65, n.2, p.275-284. http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87052006000200009

GARCÍA, M. & MEDINA, E. 2003. Crecimiento y acumulación de prolina en dos genotipos de caña de azúcar sometidos a salinización con cloruro de sodio. Revista de la Facultad de Agronomía, Caracas v.20, n.2, p.168-179.

GERVÁSIO, E.S. ; CARVALHO, J.A. ; SANTANA, M.J.. Efeito da salinidade da água de irrigação na produção da alface americana. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, PB, v.4, n.1, p.125-128, 2000. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662000000100023

GHOULAM, C.; FARES, K. Effect of salinity on seed germination and early seedling growth of sugar beet. Seed Science and Technology, Zurich, v.29, n.2, p.357-364, 2001.

LIMA, V. L. A. Efeitos da qualidade da água de irrigação e da fração de lixiviação sobre a cultura do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) em condições de lisímetro de drenagem. 1998. 87 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1998.

RHOADES, J.P.; KANDIAH, A.; MASHALI, A.M. Uso de águas salinas na produção agrícola. Campina Grande: UFPB, 2000.117p.

RIBEIRO, A. de A.; ELOI, W. E.; SALES, M. A. de L.; NOGUEIRA, S. L.; MOREIRA, F. J. C. Efeito da salinidade na germinação de sementes de erva doce. X Encontro de Iniciação Científica e Tecnológica (ENICIT), Maracanaú - CE, 2011.

TORRES, S.B.; VIEIRA, E.L.; MARCOS FILHO, J. Efeitos da salinidade na germinação e no desenvolvimento de plântulas de pepino. Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v.22, n.2, p.39-44, 2000. http://dx.doi.org/10.17801/0101-3122/rbs.v22n2p39-44