Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Respostas Fisiológicas do Guandu Anão Submetido ao Estresse Salino e Frações de Lixiviação

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a145

 

downloadpdf

A. M. S. Rocha1, D. A. O. Silva2, J. C. B. Lúcio3, C. F. G. Alves4, P. T. Carneiro5 & J. V. Silva6

 

Resumo: Estudou-se os efeitos da salinidade da água de irrigação, com e sem fração de lixiviação, sobre os índices fisiológicos do guandu anão. O delineamento experimental adotado foi em blocos ao acaso com quatro repetições, resultante da combinação entre cinco níveis de condutividade elétrica da água de irrigação (CEa: 0,14; 1,14; 2,14; 3,14 e 4,14 dSm-1) e duas lâminas de lixiviação (LL = 0% e LL = 20%) em esquema fatorial 5 x 2. As variáveis analisadas foram: RAF, AFE, índice SPAD e potencial osmótico. O aumento da condutividade elétrica da água de irrigação interferiu negativamente nos valores da RAF e AFE a partir do uso da água com CE de aproximadamente 2,16 dSm-1 e 1,16 dSm-1, respectivamente. A variável intensidade de verde, sofreu os efeitos do aumento da salinidade da água de irrigação. A lâmina de lixiviação de 20% reduziu os efeitos dos sais para as variáveis AFE e índice SPAD. Observou-se que plantas de guandu anão quando submetidas ao estresse salino, desenvolvem mecanismos de tolerância aos sais presentes na água de irrigação.

Palavras-chave: Cajanus cajan, Estresse salino, Mecanismo de tolerância, Lixiviação.

 

Abstract: This experiment was conducted in order to study the irrigation water salinity effects on the physiological indexes of dwarf pigeon pea, with and without leaching fraction. It was used a randomized block design with four replications, as a result of the combination of five different levels of electric conductivity of irrigation water (CEa: 0,14; 1,14; 2,14; 3,14 e 4,14 dSm-1) and two leaching depths (LL = 0% and LL = 20%) in a factorial 5 x 2. The analyzed variables were leaf area rate (RAF), effective leaf area (AFE), SPAD index and osmotic potential. Increasing of electric conductivity (CE) had a negative influence on RAF and AFE values, using water with CE above 2,16 dSm-1 and 1,16 dSm-1, respectively. The variable green intensity, suffered the effects of the increase in water salinity. Leaching depth of 20% reduced the effects of salinity for AFE and SPAD index variables. It was observed that dwarf pigeon pea plants submitted to salinity stress develop tolerance mechanisms to salts presents in irrigation water.

Key words: Cajanus cajan, Salinity stress, Tolerance mechanisms, Leaching.

 

1 Mestrando em Ciências do solo, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabal – SP. Email: antoniomarcio.sr@gmail.com;
2 Mestrando em Engenharia Agrícola, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife – PE. Email. douglasalbertosilva@hotmail.com;
3 Graduando em Agronomia, Universidade Federal de Alagoas – Campus ARAPIRACA, Arapiraca – AL. Email: clebson_jcbl.praxedes@hotmail.com;
4 Graduanda em Agronomia, Universidade Federal de Alagoas – Campus ARAPIRACA, Arapiraca – AL. Email: cleicealves_@hotmail.com;
5 Professor Adjunto, Universidade Federal de Alagoas – Campus ARAPIRACA, Arapiraca – AL. Email: ptcarneiro@yahoo.com.br;
6 Professor Adjunto, Universidade Federal de Alagoas – Campus ARAPIRACA, Arapiraca – AL. Email: jovisi@yahoo.com.br

 

Literatura Citada

AMORIM, A. V.; GOMES-FILHO, E.; BEZERRA, M. A.; PRISCO, J. T.; LACERDA, C. F. Respostas fisiológicas de plantas adultas de cajueiro anão precoce à salinidade. Revista Ciência Agronômica, v.41, p.113-121, 2010.

AZEVEDO, R. L.; RIBEIRO, G. T.; AZEVEDO, C. L. L. Feijão Guandu: Uma Planta Multiuso. Revista da Fapese, Aracaju, v. 3, n. 2, 2007.

FERREIRA, P. V. Estatística experimental aplicada à agronomia. Maceió: UFAL/EDUFAL/FUNDEPES, 1991. 437p.

HOLANDA, J. S.; AMORIM, J. R. A; FERREIRA NETO, M.; HOLANDA, A. C. Manejo da salinidade na agricultura: estudos básicos e aplicados. Fortaleza: INCT Sal, 2010. cap. 4, p. 43-61.

MANTOVANI, E. C; BERNARDO, S. PALARETTI, L. F. Irrigação: princípios e métodos. Viçosa: Ed. UFV, 2007. 358 p.

RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ, V. H. Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em minas gerais: 5ª Aproximação, Viçosa, MG, 359 p., 1999.

RICHARDS, L. A. (ed.). Diagnosis and improvement of saline and alkali soils. Washington: United States Salinity Laboratory, 1954, 160p. (USDA. Agriculture Handbook, 60).

SANTOS, D. B. Efeitos da salinidade sobre características químicas do solo, aspectos nutricionais, fisiológicos e de produção no feijoeiro irrigado. Viçosa: UFV, 2005. 78 pp. 2005, Tese Doutorado.

SANTOS, D. B.; FERREIRA, P. A.; OLIVEIRA, F. G.; BATISTA, R. O.; COSTA, A. C.; CANO, M. A. O. Produção e parâmetros fisiológicos do amendoim em função do estresse salino. Idesia, Chile, v. 30, n. 2, p. 69-74, 2012. http://dx.doi.org/10.4067/S0718-34292012000200009