Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Crescimento Inicial do Meloeiro, com Utilização de Hidrogéis para Otimização do Uso da Água

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a149

 

downloadpdf

M. C. de Vasconcelos1, A. de. A. L. Sousa1, R. F. Gomes2, L. G. Pinheiro Neto3, T.de. S. Oliveira4 & F. H. A. Rodrigues5

 

Resumo: A água é o insumo básico da sobrevivência de todas as espécies e indicador do desenvolvimento de uma região, além disso, ela é um dos fatores essenciais na agricultura, necessita da utilização de novas tecnologias para um uso mais racional deste insumo na busca por sustentabilidade, como a utilização de hidrogéis de origem orgânicas. O trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do hidrogel de origem orgânica no crescimento inicial do meloeiro. O experimento foi conduzido em estufa, localizado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – Campus Sobral. O delineamento experimental utilizado foi o de parcelas subdivididas com 4 repetições, sendo as parcelas formadas por 4 lâminas de irrigação (0,5, 1, 1,5 e 2 litros nas bandejas) e as subparcelas com ou sem hidrogel, tendo cada unidade experimental 20 plantas. As variáveis analisadas foram altura da planta, diâmetro do caule e número de folhas. Na variável altura da planta a lâmina correspondente a 1,47L.dia-1 proporcionou a maior altura dentre os tratamentos de (3,86cm), apesar do uso do hidrogel não afetar a altura. Para o diâmetro do caule a utilização do hidrogel apresentou resultados superiores comparados com os sem hidrogel. O diâmetro do caule não foi influenciado pela a lâmina aplicada.

Palavras-chave: CucumismeloL, lâminas de irrigação, retenção de água no solo.

 

Abstract: Water is the basic input of the survival of all species and the development indicator of a region, moreover, it is one of the essential factors in agriculture, requires the use of new technologies for a more rational use of this input in the search for sustainability, the use of hydrogel of organic origin. The study aimed to evaluate the effect of organic origin hydrogel in domeloeiro initial growth. The experiment was conducted in a greenhouse located at the Federal Institute of Education, Science and Technology of Ceará - Campus Sobral. The experimental design was a split plot with four replications, the parcelasformadas by four irrigation levels (0.5, 1, 1.5 and 2 liters trays) and subparcelascom or semhidrogel, each unit experimental20 plants. The variables analyzed were plant height, stem diameter and number of leaves. In the variable blade height corresponding 1,47L.dia-1 provided the largest height among the treatments (3,86cm), despite the use of the hydrogel does not affect the time. To stem diameter using the hydrogel showed superior results compared to no hydrogel. The stem diameter was not influenced by the applied blade.

Key words: Cucumismelo L, waterdepths, waterretention in thesoil.

 

1 Graduandos em Tecnologia Irrigação e Drenagem, IFCE – Sobral. CEP 62040-730, Sobral,Ce. Fone (88) 98059702. E-mail: katiana.vasconcelos22@gmail.com;
2 Graduando em Química, Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA, Sobral, CE
3 Prof. Doutor, IFCE - Sobral, CE.
4 Aluna Curso Técnico em Fruticultura, IFCE - Sobral, CE.
5 Prof. Doutor, UVA, Sobral, CE.

 

Literatura Citada

ANUÁRIO BRASILEIRO DA FRUTICULTURA 2008. Santa Cruz: Editora Gazeta Santa Cruz. 136 p. 2008 Castro, A. M. C. et al. crescimento inicial de cafeeiro com uso de polímero hidrorretentor e diferentes intervalos de rega, Coffee Science, Lavras, v. 9, n. 4, p. 465 - 471 out./dez. 201

BUZETTO, F. A. et al .Avaliação de um polímero adsorvente a base de acrilamida no fornecimento de água no fornecimento de água em mudas de EucalyptusUrophyllaem pós-plantio. IPEF, Piracicaba, 2002. 8 p. (Circular técnica n. 195, 2002).

FAO. FAOSTAT: AgriculturalStatisticsDatabase. Disponível em:< http://faostat.fao.org/faostat>. Acesso em: 21 março de 2011

GUILHERME, M. R., REIS, A. V., PAULINO, A. T., MOIA, T. A., MATTOSO, L. H. C., TAMBOURGI, E. B. Pectin-BasedPolymerHydrogel as a Carrier for Release ofAgriculturalNutrientsandRemovalof Heavy MetalsfromWastewater. JournalofAppliedPolymer Science, 117, 3146, 2010

IBGE. Indicadores agropecuários. Disponível em: < http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/agropecuaria/indicadoresagro_19962003/default.shtm >. Acesso em: 12 dez. 2011.

LIMA, L. M. L. de et al. Produção de mudas de café sob diferentes lâminas de irrigação e doses de um polímero hidroabsorvente. BioscienceJournal ,Uberlândia, v. 19, n. 3, p. 27-30, 2003

MELO, B. de et al. Uso do polímero hidroabsorventeterracottem e da frequência de irrigação na produção de mudas de cafeeiros em tubetes. Revista Ceres, Viçosa, v. 52, n. 299, p. 13-22, 2005

MEDEIROS PH. 2001. Pontos Críticos no Manuseio de Frutos Exportados Via Porto de Natal. Mossoró: ESAM. 42p (Monografia).

RUDZINSKI, W. E., DAVE, A. M., VAISHNAV, U. H., KUMBAR, S. G., KULKARNI, A. R., AMINABHAVI, T. M. Hydrogels as controlled release devices in agriculture. DesignedMonomersandPolymers, 5, 39, 2002. http://dx.doi.org/10.1163/156855502760151580

KRUŠIĆ, M. K., FILIPOVIĆ, J., Copoly merhyd rogels basedonN-isopropylacrylamideanditaconicacid. Polymer, 2006, 47, 148-155. http://dx.doi.org/10.1016/j.polymer.2005.11.002

KIRITOSHI, Y., ISHIHARA, K. Synthesisofhydrophiliccross-linkerhavingphosphorylcholine-likelinkage for improvementofhydrogelproperties. Polymer,45, 7499, 2004. http://dx.doi.org/10.1016/j.polymer.2004.09.014

SARVAS,M.; PAVLENDA, P.; TAKÁCOV, E. Effectofhydrogelapplicationonsurvivalandgrowthof pine seedlings in reclamations. Journalof Forest Science, Bethesda, v. 5, n. 53, p. 204-209, 2007.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004. 719 p.

VALLONE, H. S. et al. Substituição do substrato comercial por casca de arroz carbonizada para produção de mudas de cafeeiro em tubetes na presença de hidrorretentor. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 28, n. 3, p. 593-599, 2004.

VALE, G. R. F.; CARVALHO, S. P.; PAIVA, L. C. Avaliação da eficiência de polímeros hidrorerentores no desenvolvimento do cafeeiro em pós-plantio. Coffee Science, Lavras, v. 1, n. 1, p. 7-13, 2006.