Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Regionalização das Vazões para Bacia Hidrográfica do Rio Teles Pires – MT como Subsidio para Gestão dos Recursos Hídricos

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a223

 

downloadpdf

T. R. Lopes1, C. A. Zolin2, G.do Prado3, J. Paulino4 & A. P. S. R. Zaiatz5

 

Resumo: Quando foi aprovada a nova legislação de Recursos Hídricos no Brasil, o número de outorgas do direito do uso da água aumentou de forma significativa, isso talvez devido à expansão da agricultura irrigada e instalações de obras hidráulicas, assim levando à necessidade da determinação das variáveis hidrológicas utilizadas no gerenciamento dos recursos hídricos. Em uma bacia hidrográfica há variabilidade espacial e climática dentro de sua área de drenagem, causando mudanças de características qualitativas e quantitativas de um lugar para outro. Desta forma, os dados hidrológicos coletados representativos dessa bacia podem ser extrapolados para bacias vizinhas que apresentem características físicas semelhantes, a partir do processo de regionalização de vazões. Neste trabalho foi desenvolvida a regionalização de vazões para bacia do rio Teles Pires, utilizando séries históricas e modelos probabilísticos para verificação da aderência dos dados, por meio do ajuste de equações de regressão, de acordo com as regiões hidrologicamente homogêneas. Foram testados os modelos de regressão linear e potencial, utilizando características físicas e climáticas da bacia e depois selecionados os melhores ajustes com base nos coeficientes de determinação, coeficiente de determinação ajustado, significância pelo teste F e menor número de variáveis na equação. As características físicas da bacia, área de drenagem e comprimento do curso d’água principal e a variável climática precipitação anual total apresentam elevados ajustes, sendo possível fornecer subsídio para tomada de decisão no processo de gestão de recursos hídricos.

Palavras-chave: equação de regressão, características da bacia, gestão de recursos hídricos.

 

Abstract: When approved the new legislation Water Resources in Brazil, the number of grants the right to use the water has increased significantly, perhaps due to the expansion of irrigated agriculture and water works facilities, thus leading to the need for determination of hydrological variables used in the management of water resources. In a watershed there are space and climatic variability inside of its drainage area, causing changes of qualitative and quantitative characteristics. This way, the stream-flow regionalization process from the hydrological data and representative of this basin can be used to extrapolate data to neighboring basins that present similar physics characteristics. In this work, the stream-flow regionalization was developed for the Teles Pires river basin, using historical data and probability models to evaluate these data and to adjust regression equations according to homogeneous regions in the river basin. The linear and potential regression models were tested, employing physical and climatic characteristics of the basin as independent variable. The best equation adjustments were selected from the determination coefficient, adjusted determination coefficient, significance by F test and smaller number of variables for the equation. The physical characteristics of the basin, drainage area and mainstream length, and the climatic variable annual total precipitation showed better adjustments. These equations can provide date for decision making in the process of water resource management.

Key words: regression equation, watershed characteristics, water resource management.

 

1 Mestrando, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, UFMT, Sinop, MT.
2 Pesquisador, Embrapa Agrossilvipastoril, Sinop, MT.
3 Prof. Doutor, Departamento de Engenharia Agricola, UEM, Cidade Gaúcha, PR.
4 Prof. Doutora, Universidade Federal do Mato Grosso, CEP 75550-970, Sinop, MT. Fone (66) 35333166.e-mail: eng_janaina@yahoo.com.br.
5 Acadêmica do curso de Agronomia, UFMT, Sinop, MT.

 

Literatura Citada

ANA - Agência Nacional das Águas. Biblioteca virtual. 2014. < http://www.ana.gov.br/bibliotecavirtual/ottobacias.asp>. 15 Ago 2014.

ANA - Agência Nacional das Águas. Hidroweb: Sistemas de informações hidrológicas. 2014. <http://hidroweb.ana.gov.br>. 15 Ago 2014.

CASTRO, A.; RUHOFF, A. L. Estudo de regionalização de vazões médias na região do Médio Uruguai. Circular Técnica Embrapa, Campinas, v. 4, p.1-8, 2009.

NOVAES, L. F.; PRUSKI, F. F.; QUEIROZ, D. O.; RODRIGUEZ, R. G.; SILVA, D. D.; RAMOS, M. M. Avaliação de desempenho de cinco metodologias de regionalização de vazões. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v.12, p.51-61, 2007.

SILVA, A. M.; OLIVEIRA, P. M.; MELLO, C. R. DE; PIERANGELI, C. Vazões mínimas e de referência para outorga na região Alto do Rio Grande, Minas Gerais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.10, p.374-380, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662006000200019

TUCCI, C. E. M. Hidrologia: ciência e aplicação. 4 ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS/ABRH, 2009, 943 p.

VEIGA, A. M.; MELO D. C. R.; SOARES A. K.; TRINDADE M. C.; MELLO T. A.; SOUZA R. M. Diagnóstico das vazões do rio Teles Pires. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS HÍDRICOS, 20, 2012, Bento Gonçalves. Anais... Porto Alegre: Associação Brasileira de Recursos Hídricos, 2012.