Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Biomassa Verde de Cladódios de Palma Forrageira em Função da Adubação de Fundação

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a283

 

downloadpdf

Patrícia F. da Silva1, Rigoberto M. de Matos2, Vitoria E. Borges3, Arsenio P. de M. Júnior4 & José D. Neto5

 

Resumo: Um dos fatores preocupantes na agricultura é a salinidade do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar as características químicas de solos irrigados com águas salinas no cultivo do noni com diferentes substratos. Para tanto se realizou um experimento em telado agrícola do IFCE - Campus Sobral, de setembro de 2013 a junho de 2014, realizado em blocos ao acaso em esquema fatorial 5x4, com cinco níveis de CEa = (0,3; 1,5; 3,0; 4,5 e 6,0 dS m-1), e quatro substratos: areia (testemunha); areia + composto orgânico; areia + esterco bovino e areia + esterco caprino na proporção de (1:1). As mudas de noni foram irrigadas diariamente com a solução salina correspondente a cada CEa desejada. Após os 180 DAS os solos foram coletados e identificados, depois levados ao Laboratório de Solos e Água para Irrigação do IFCE- Campus Sobral, onde se avaliou os parâmetros: pH; CE; Ca+2; Na+; K+ e Mg+2 . Diante dos resultados encontrados concluiu-se que o uso de águas salinas na irrigação dos solos promove o aumento no seu  pH e nos teores de Na+ e redução nos teores de Ca+, Mg+2  e K+, enquanto que a matéria orgânica ajuda a elevar os teores de  Mg+2 e K+.

Palavras-chave: Opuntia fícus-indica Mill, fertilização mineral, peso fresco

 

Abstract: The cactus pear (Opuntia ficus-indica Mill) is an alternative to feeding cattle and maintenance of livestock activity in semiarid northeast. Thus, objective with this survey assess  the green biomass three cactus pear clones according to the foundation of fertilization. The experiment was in the experimental area of the Federal University of Campina Grande - (UFCG) Campina Grande - PB. The statistical design was completely randomized in a factorial 3 x 2 with four replications, where factors consisted of three palm varieties (Orelha de Elefante, Miúda and Bahia) and two management fertilization (M1 - without application of fertilizer in the foundation and; M2 - application of 100, 300 and 150 mg kg-1 of soil NPK, and urea sources, superphosphate and potassium chloride in the foundation). NPK fertilization stimulated the production of green biomass in cactus plants. Among the cultivars Elephant Ear produced more amount of biomass compared to others in all evaluation periods.

Key words: Opuntia ficus-indica Mill, mineral fertilization, fresh weight

 

1 Doutoranda, UAEAg/CTRN/UFCG. Campina Grande - Paraíba. Email: patrycyafs@yahoo.com.br;
2 Mestrando, UAEAg/CTRN/UFCG. Campina Grande - Paraíba. Email: rigobertomoreira@gmail.com;
3 Acadêmico, UAEAg/CTRN/UFCG. Campina Grande - Paraíba. Email: kecinha_tgs@hotmail.com;
4 Doutorando, UAEAg/CTRN/UFCG. Campina Grande - Paraíba. Email: arseniopessoa@bol.com.br
5 Prof. Dr, UAEAg/CTRN/UFCG. Campina Grande - Paraíba. Email: zedantas1955@gmail.com;

 

Literatura Citada

ALVES, R. N.; FARIAS, I.; MENEZES, R. S. C.; LIRA, M. de A.; SANTOS, D. C. dos Produção de forragem pela palma após 19 anos sob diferentes intensidades de corte e espaçamentos. Caatinga, v. 20, n. 4, p. 38-44, 2007.

AMORIM, P. L. Caracterização morfológica e produtiva em variedades de palma forrageira. 2011. 54 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia), Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Maceió.

ARAÚJO ,L. F.; SILVA, F. L. H.; BRITO, E. A.; OLIVEIRA JÚNIOR, S.; SANTOS, E. S. Enriquecimento protéico da palma forrageira comSaccharomyces cerevisiae para alimentação de ruminantes. Revista Brasileira de Medicina Veterinaria , v.60, n.2, p.401-407, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352008000200019

CABRAL JÚNIOR, J. B.; ALMEIDA, H. A.; SILVA, C. M. S. Análise comparativa da temperatura média do ar em Campina Grande, PB, obtida pelo método dos extremos e pelo método padrão. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 6, n. 4, p. 888 - 902, 2013.

CAVALCANTE, L. A. D.; SANTOS, G. R. A.; SILVA, L. M.; FAGUNDES, J. L.; SILVA, M. A. Respostas de genótipos de palma forrageira a diferentes densidades de cultivo. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 44, n. 4, p. 424 - 433, 2014. http://dx.doi.org/10.1590/S1983-40632014000400010

COELHO, M. A.; SONCIN, N. B. Geografia do Brasil. São Paulo: Moderna, 1982. 368 p.

DUBEUX JUNIOR, J. C. B.; ARAÚJO FILHO, J. T.; SANTOS, M. V. F.; LIRA, M. A.; SANTOS, D. C.; PESSOA, R. A. S. Adubação mineral no crescimento e composição mineral da palma forrageira – Clone IPA-20. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v.5, n.1, p.129-135, 2010. http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v5i1a591

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3. ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2013, 353p.

FERREIRA, D. F. SISVAR: Um programa para análises e ensino de estatística. Revista Symposium, v. 6, n. 2, p. 36-41, 2008.

GUEDES FILHO, D. H.; FERNANDES NETO, S.; SANTOS JÚNIOR, J. A.; SUASSUNA, J. F.; BARACUHY, J. G. V. Uso e ocupação nas margens do Açude Bodocongó/PB. Revista Educação Agrícola Superior, v. 27, n. 1, p. 70 - 75, 2012. http://dx.doi.org/10.12722/0101-756X.v27n01a12

LOBÃO, E.S.P.; ANDRADE, A.P.; PINTO, T.F.; LIMA JÚNIOR, I.O.; TEIXEIRA FILHO, L.S; CAMPOS, F.S.; BEZERRA, H.F.C. Modelo para a estimativa de massa verde de palma forrageira (Opuntia ficus-indica Mill). In.: Congresso Brasileiro de Zootecnia, 21. 2011. Anais... Maceió: ABZ, 2011. (CD-ROM).

MACEDO, M. J. H.; GUEDES, R. V. S.; SOUSA, F. A. S. Monitoramento e intensidade das secas e chuvas na cidade de Campina Grande/PB. Revista Brasileira de Climatologia, v. 8, n. 7, p. 105 – 117, 2011.

MALDANER, I.C.; HELDWEIN, A.B.; LOOSE, L.H.; LUCAS, D.D.P.; GUSE, F.I.; BORTOLUZZI, M.P. Modelos de determinação não-destrutiva da área foliar em girassol. Ciência Rural, v.39, n. 5, p.1356-1361, 2009. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782009000500008

MENEZES, R. S. C.; SIMÕES D. A.; SAMPAIO, E. V. S. B. A palma do Nordeste do Brasil: conhecimento atual e novas perspectivas de uso. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2005. 258p.

OLIVEIRA, A. S. C. et al. A palma forrageira: alternativa para o semiárido. Revista Verde, v. 6, n. 3, p. 49-58, 2011.

RAMOS, J. P. R.; LEITE, M. L. M. V.; OLIVEIRA JÚNIOR, S.; NASCIMENTO, J. P.; SANTOS, E. M. Crescimento vegetativo de opuntia ficus-indica em diferentes espaçamentos de plantio. Revista Caatinga, v. 24, n. 3, p. 41 - 48, 2011.

SILVA, J. A.; BONOMO, P.; DONATO, S. L. R.; PIRES, A. J. V.; ROSA, R. C. C.; DONATO, P. E. R. Composição mineral em cladódios de palma forrageira sob diferentes espaçamentos e adubações química. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 7, suplemento, p. 866-875, 2012. http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v7isa2134

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 4.ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. 819p.