Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Irrigação com Águas Salinas e Adubação Nitrogenada na Produção de Porta-Enxerto de Goiabeira*

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a329

 

downloadpdf

L. de P. Souza1, R. G. Nobre2, H.R. Gheyi3, E. M. da Silva1, F. W. A. Pinheiro4 & I. A. da Silva4

 

Resumo: A busca por culturas tolerantes a salinidade e o uso de técnicas que permitam usar água de qualidade inferior, poderá viabilizar a exploração agrícola de forma racional. Neste sentido, objetivou-se com este trabalho, avaliar o efeito de diferentes doses de nitrogênio na produção de porta-enxerto de goiabeira ‘Crioula’ irrigado com águas de distintos níveis de condutividade elétrica - CEa. A pesquisa foi desenvolvida em 2014 em condições de casa de vegetação do Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar da Universidade Federal de Campina Grande, Pombal-PB usando o delineamento experimental de blocos casualizados, em esquema fatorial 5 x 4, com 4 repetições, e utilizando duas plantas úteis por unidade experimental. Os tratamentos foram compostos de cinco níveis de CEa (0,3; 1,1; 1,9; 2,7 e 3,5 dS m-1) associado a quatro doses de N (70%, 100%, 130% e 160% de N). Em avaliação aos 190 dias após a emergência (DAE) constatou-se que doses crescentes de N atenuaram o efeito da CEa sobre a altura do porta-enxerto de goiabeira ‘Crioula’. Níveis crescentes de CEa a partir de 0,3 dS m-1 causa decréscimo linear do diâmetro de caule de porta-enxerto de goiabeira. Aos 190 DAE, doses de N superior a 70% promove menor número de folhas por planta.

Palavras-chavePsidium guajava L., nutrição de plantas, estresse salino

 

Abstract: The search for crops tolerant to salinity and the use of techniques to use lower quality water, you can enable the farm rationally. In this sense, the aim of this study was to evaluate the effect of different levels of nitrogen in the production of rootstock of guava 'Creole' irrigated with water of different levels of electrical conductivity - CEa. The research was conducted in 2014 under greenhouse conditions at the Center for Science and Technology Agrifood the Federal University of Campina Grande, PB - Pombal using a randomized block design in a factorial 5 x 4, with four replications and using two plants per plot. The treatments consisted of five levels of CEa (0.3, 1.1, 1.9, 2.7 and 3.5 dS m-1) associated with four nitrogen levels (70%, 100%, 130% and 160% N). Evaluating the 190 days after emergence (DAE) it was found that increasing doses of N mitigated the effect of CEa on the height of the rootstock of guava 'Creole'. Increasing levels of CEa from 0.3 dS m-1 causes a linear decrease of the diameter of stem rootstock guava. To 190 DAE, N levels above 70% promotes low number of leaves per plant.

Key words: Psidium guajava L., plant nutrition, salt stress

 

1 Eng. Agrônomo, Pós-graduando em Horticultura Tropical, Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar, Universidade Federal de Campina Grande, CEP 58015-570 Pombal, PB, Fone (87) 96373266. e-mail: engenheiropadua@hotmail.com, evandroagroman@hotmail.com
2 Prof. Doutor Adjunto III CCTA/ UAGRA/UFCG, Pombal, PB. E-mail: rgomesnobre@pq.cnpq.br;
3 Prof. Visitante Nacional Sênior (CAPES), NEAS/ UFRB, Cruz das Almas- Bahia. E-mail: hans@pq.cnpq.br;
4 Graduando em Agronomia, CCTA/UFCG, Pombal, PB. E-mail: wesley.ce@hotmail.com; israelfla81@gmail.com
* Trabalho faz parte de dissertação do primeiro autor, financiado pelo CNPq edital Universal.

 

Literatura Citada

CAVALCANTE, L. F.; CAVALCANTE, I. H. L.; HU, Y.; BECKMANN-CAVALCANTE, M. Z. Water salinity and initial development of four guava (Psidium guajava L.) cultivar in north-eastern Brazil. Journal of Fruit and Ornamental Plant Research, Skierniewice, v. 15, p. 71-80, 2007.

DIAS, M. J. T. et al. Adubação com nitrogênio e potássio em mudas de goiabeira em viveiro comercial. Ciências Agrárias, Londrina, v. 33, suplemento 1, p. 2837-2848, 2012. http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33supl1p2837

FLOWERS, T. J. Improving crop salt tolerance. Journal of Experimental Botany, Oxford, v. 55, n.396, p.307-319, 2004. http://dx.doi.org/10.1093/jxb/erh003

FRANCO, F. C. et al. Curva de crescimento e marcha de absorção de macronutrientes em mudas de goiabeira. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 31, n. 6, p. 1429-1437, 2007.

LIMA, L.A. Efeitos de sais no solo e na planta. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 26. 1977, Campina Grande. Manejo e Controle da Salinidade na agricultura irrigada. Campina Grande: UFPB/SBEA, 1997. Cap.4, p.113-136.

LOPES, J. C.; MACEDO, C. M. P. Germinação de sementes de couve chinesa sob influência do teor de água, substrato e estresse salino. Revista Brasileira de Sementes, v. 30, n. 3, p. 079-085, 2008.

MAAS, E. V. Salt tolerance of plants. Applied Agricultural Research, New York, v.1, p. 12-36, 1984.

AUGOSTINHO, L. M. D.; PRADO, R. M.; ROZANE, D. E..; FREITAS. N. Acúmulo de massa seca e marcha de absorção de nutrientes em mudas de goiabeira “Pedro Sato”. Bragantia, Campinas, v.67, n.3, p.577-585, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87052008000300004

POMPEU JÚNIOR, J. In: RODRIGUES, O.; VIEGAS, F. C. P.; POMPEU JÚNIOR, J. Citricultura brasileira. 2. ed. Campinas: Fundação Gargill, 1991. v.1, p.265-280.

RHOADES, J. D.; LOVEDAY, J. Salinity in irrigated agriculture. In: STEWART, B. A.; NIELSEN, D. R. (Ed.). Irrigation of agricultural crops. Madison : American Society of Agronomy, 1990. p. 1089-1157. (ASA. Monograph, 30).

TAVORA, F. J. A. F.; PEREIRA, R. G. HERNADEZ, F. F. F. Crescimento e relações hídricas em plantas de goiabeira submetidas a estresse salino com Na Cl. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 23, n 2, p. 441- 446, 2001.

VIANA, A. P. et al. Teores de Na, K, Mg e Ca em porta-enxertos de videira em solução salina. Scientia Agricola, São Paulo, v.58, n.1, p.187-191, 2001. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162001000100028