Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Sustentabilidade Econômica e Social de Sistemas de Cultivo Irrigado Orgânico e Convencional de Base Familiar

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a330

 

downloadpdf

M. D. de A. Gomes1 & F. T. R. de Oliveira2

 

Resumo: A agricultura familiar vem contribuindo para o desenvolvimento social, pois através de seus milhões de pequenos produtores é um setor em crescimento e de inteira relevância para o desenvolvimento do país. Todos os anos ela movimenta bilhões de reais, produzindo mais da metade dos alimentos que são consumidos e tem participação na criação de empregos, geração e distribuição de renda e diminuição do êxodo rural. A pesquisa tem como objetivo, analisar comparativamente a partir de indicadores de sustentabilidade econômica e social, dois sistemas irrigados de produção orgânica e convencional. O valor da produção e da renda do agricultor foram avaliados como variáveis associadas com dimensões sociais e econômicas, respectivamente. A geração de empregos diretos por unidade de área no sistema de cultivo convencional corresponde aos valores de referência. Já o sistema de cultivo orgânico proporciona uma geração de empregos diretos que chega a corresponder três vezes à média da capacidade de geração de emprego por unidade de área da agricultura irrigada na região do semiárido brasileiro, criando assim de forma sustentável, condições de manutenção do homem no campo.

Palavras-chave: Irrigação, agricultura familiar, desenvolvimento sustentável.

 

Abstract: Familiar agriculture has contributed to the social development, because through their millions of small producers is a growing industry and entire relevance to the country's development. Every year it moves billions of dollars, producing more than half of the foods that are consumed and participates in job creation , generation and distribution of income and reduced rural exodus. The research aimed to analyze comparatively from indicators of economic, two irrigated systems of organic and conventional production. The value of production and farmer income were evaluated as variables associated with the social dimensions and farmers' income , respectively. The generation of direct jobs per unit area in the conventional tillage system corresponds to the reference values. But the organic system provides a generation of direct jobs that match reaches three times the average capacity of employment generation per unit area of irrigated agriculture in the Brazilian semiarid region, thus creating a sustainable way, man maintenance conditions in the field.

Key words: Irrigation. familiar agriculture. sustainable development.

 

1 Doutoranda no Programa de Irrigação e Drenagem /FCA/UNESP. Botucatu – São Paulo. Email: gomes-mary@hotmail.com.
2 Acadêmico de Engenharia Agronômica – UFC, Forteleza – CE. Email: thiagogbanorte@hotmail.com.

 

Literatura Citada

BANCO DO NORDESTE. Modelo geral para otimização e promoção do agronegócio da irrigação do Nordeste/ Francisco Mavignier. França – Fortaleza: Banco do Nordeste, 2001. 320p.

BRASIL. Decreto Nº 7.872, de 26 de Dezembro de 2012. Regulamenta no âmbito federal, dispositivo da Lei n° 12.382 de 25 de fevereiro de 2011, que dispões sobre o valor do salário mínimo e sua política de valorização de longo prazo. Diário Oficial da Republica Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 26 dez. 2012.

DAMASCENO, N. P.; KHAN, A. S.; LIMA, P. V. P. S. O Impacto do Pronaf sobre a Sustentabilidade da Agricultura Familiar, Geração de Emprego de Renda no Estado do Ceará. RESR, Piracicaba, SP, vol. 49, nº 01, p. 129-156, jan/mar 2011. http://dx.doi.org/10.1590/s0103-20032011000100006

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário 2006. Disponível em: <http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/50/agro_2006_agricultura_familiar.pdf>. Acesso em: 03 jan. 2015

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico de 2010. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1>. Acesso em: 03 jan. 2015.

MTE– Ministério do Trabalho e Emprego. Nível de Emprego Formal Celetista: Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED. 2012. <http:// http://portal.mte.gov.br/data/files/8A7C816A38B3DDCE0138B920100617D0/CAGED%20Apresenta%C3%A7%C3%A3o%20Junho_2012.pdf>. Acesso em: 25 jan. 2015.

PRONAF, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. Cartilha de acesso ao Pronaf 2011 – 2012. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/setor/floricultura/111017%20Cartilha%20de%20Acesso%20ao%20Pronaf%202011%202012.pdf>. Acesso em: 10 de jan. 2015.

SILVA NETO, B. Objetivos e Aspectos Metodológicos dos Estudos Municipais. In: Silva Neto, B.; Basso, D. (Org.). Sistemas agrários do Rio Grande do Sul: análise e recomendações políticas. Ijuí: Ed. Unijuí, 2005. p. 159-163.

VEIGA, J. E. da.Agricultura familiar e sustentabilidade. In: Caderno de Ciência e Tecnologia. Caxambu: Embrapa. v.13, n° 3, p.383-404. Set./Dez. 1996.