Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Captação e Manejo da Água em Regiões Semiáridas: Estudo Comparativo Entre Sertão Pernambucano do Pajeú e São Miguel de Tucumán – Argentina

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/8sbcmac-a001

 

downloadpdf

Emilio T. M. Pontes1 & Hernani L. Campos2

 

Resumo: O presente estudo estabelece comparações empíricas sobre manejo e captação de água em regiões semiáridas, no vale do Pajeú pernambucano e no semiárido argentino da província de Tucumán, como parte da pesquisa de doutorado em Geografia. Nas duas regiões a busca pelo direito à água tem forte víeis com o enfrentamento à pobreza e melhoria da qualidade de vida das comunidades difusas desses lugares. Em Pernambuco, a proposta da convivência com o semiárido cada vez mais se encorpa e se revela em ações pragmáticas para a solução de problemas há tempo reivindicados a exemplo do que vem praticando a Articulação com o Semiárido Brasileiro (ASA). Na Argentina, os habitantes dos Núcleos Duros de Pobreza e Miséria defrontam-se diante da expansão agrícola e mudanças tecnológicas e procuram saídas contextualizadas com suas realidades. Dessa maneira, este trabalho apresenta avanços e desafios para o acesso à água inserida nessas regiões semiáridas sul-americanas sob o ponto de vista da articulação, enfrentamento à pobreza e do desenvolvimento local.

Palavras-chave: chuva, semiárido, água, convivência

 

1 Mestre e atual doutorando em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco. Endereço: Rua Monsenhor Salazar, 679 – Fortaleza (CE). Fone: 081-95147267. E-mail: tarlispontes@gmail.com
2 Professor Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Geografia do Departamento de Ciências Geográficas da Universidade Federal de Pernambuco-UFPE. E-mail: hernaniloebler@bol.com.br

 

Literatura Citada

Argentina. Instituto Nacional de Estadística y censos de la Republica Argentina. Censo 2010. 2010. Disponível em: <http://www.indec.gov.ar/> Acesso em 09.out.2011

______. Ministerio da Defesa. Servicio Metrológico Nacional. Climatologia. 2000. Disponível em: <http://www.smn.gov.ar/> Acesso em 10.out.2011

______. Gobierno de Tucumán. La provincia. 2008c. Disponível em: <http://www.tucuman.gov.ar> Acesso em 11.out.2011

Bolsi, Alfredo. El Norte Grande Argentino entre el progreso y la pobreza. In: Población y SociedadNº12/13. San Miguel de Tucumán: Fundación Yocavil, 2006.

______. El ámbito regional. Interrogantes y conjeturas. El território del norte grande argentino como contexto de la pobreza. In: : ______.; PAOLASSO, Pablo (org). Geografía de la pobreza en el norte grande argentino. São Miguel de Tucumán: PNUD, 2009, pp. 123-171.

Guber, Rosa Silvina et al. Contenido de arsénico en el agua de consumo en Leales y Graneros. In: Acta Bioquímica Clínica Latinoamericana, n. 2, v. 43, 2009, pp. 201-207.

Longhi, Fernando. Los núcleos duros de miseria en el Norte Grande Argentino. In: PLATAS, Danú Alberto Fabre; MORAL, José Antonio Hernanz; BALDERAS, Edgar Pablón. In-equidad, des-igualdad, ex-inclusión social. Ciudad de México: Manovuelta, 2009, pp. 149-163.

Hernandéz, Claudia; Bobba, María. Aspectos geográficos del Noroeste argentino. In: MINETTI, Juan Leónidas (org). El clima del noroeste argentino. San Miguel de Tucumán: Magna, 2005, p. 09-25.

Pernambuco. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente. Atlas Bacias Hidrográficas de Pernambuco. Recife: SECTMA, 2006.

Pontes, Emilio Tarlis Mendes. Transições paradigmáticas: do combate à seca à convivência com o semiárido: o caso do Programa Um Milhão de Cisternas no município de Afogados da Ingazeira. Recife: EDUFPE, 2010.

Rivas, Ana Isabel. Proyecto Estructura agraria y ruralidad en los núcleos duros de pobreza del Norte grande argentino. San Miguel de Tucumán: UNT, 2008.

Schneider, Sergio; Schimitt, Claudia. O uso do método comparativo. In: Cadernos de Sociologia, Porto Alegre, v. 9, 1998, pp. 49-87.