Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Monitoramento da Qualidade de Água de Corpos Hídricos da Região do Alto Paraíba


 

downloadpdf

Viviane F. Silva1, Denise de J. L. Ferreira2, Aline C. Ferreira2, Josinaldo X. de Medeiros3, José G. de V. Baracuhy4 & Vera L. A. de Lima5

 

Resumo: A qualidade de água seja para consumo humano, dessedentação de animais ou para irrigação é fundamental para que ocorra o ciclo da vida na Terra. Este trabalho tem por objetivo avaliar a qualidade de água de rios e açudes pertencentes à bacia hidrográfica do Rio Paraíba região do Alto Paraíba, classificando sua qualidade para consumo humano, dessedentação de animais e para a irrigação de acordo com os níveis de salinidade contidos na água. A pesquisa foi desenvolvida na bacia Hidrográfica do rio Paraíba, no município de São Sebastião do Umbuzeiro localizado no Estado da Paraíba. Foram coletadas 19 amostras de água em fontes naturais; superficiais, como riachos, barragens e açudes e sub-superficiais, como poços amazonas e cacimbas. A partir dos resultados pode-se verificar que a água tem plenas condições de ser consumida pela população e animais da região. Já para seu uso na irrigação deve-se cultivar culturas tolerantes a salinidade e realizar o monitoramento para não ocorrer sodificação do solo e lixiviação de nutrientes.

Palavras-chave: consumo humano, padrões de potabilidade, salinidade, análise da água

 

1 Graduanda em Engenharia Agrícola, Unidade Acadêmica de Engenharia Agrícola/UFCG, Campina Grande, PB, 58429-140, Fone: (83) 2101-1000, e-mail: flordeformosur@hotmail.com
2 Engenheira Agrícola, Doutoranda em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Campina Grande.
3 Engenheiro Agrônomo, Doutor em Engenharia Agrícola, Professor da Universidade Federal da Paraíba.
4 Engenheiro Agrônomo, Professor da Universidade Federal de Campina Grande, LICTA/CTRN.
5 Engenheira Agrícola, Professora da Universidade Federal de Campina Grande, LICTA/CTRN

 

Literatura Citada

Ayers, R.; Westcot, D. W. A qualidade da água na agricultura. “Water Quality for Agriculture”. FAO. Tradução Gheyi. H. R. & Medeiros, JF de, UFPB.Campina Grande- PB, 217p. 1999.

Bates, B.C., Kundzewicz, Z.W., WU, S. & Palutikof, J.P. Climate change and water. Technical Paper of the Intergovernmental Panel on Climate Change, IPCC Secretariat, Geneva.2008. 210 p.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Coordenação-Geral de Vigilância em Saúde Ambiental. Portaria MS n.º 518/2004 / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Coordenação- Geral de Vigilância em Saúde Ambiental – Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2005.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária(EMBRAPA) Manual de métodos de análise de solos. 2.ed. Rio de Janeiro, 1997. 212p.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística– Delimitação de limites municipais. Base operacional, PB. Rio de Janeiro: Edição Revisada, 2006.

Marengo, J. Aquecimento global e as consequências das mudanças climáticas no Nordeste do Brasil. CPTEC/INPE, São José dos Campos, SP. 2007. 54 p.

Pinto, H.S. e ASSAD, E. Aquecimento global e a nova geografia da produção agrícola no Brasil. EMBRAPA Agropecuária/UNICAMP, São Paulo. 2008. 82 p.

Richards, L. A. (ed) Diagnosis and improvement of saline and alkali soils. Washington, United States Salinity Laboratory, 1954. 164p. (USDA. Agriculture Handbook;60).