Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Política Industrial como Política de Desenvolvimento em Goiás: A Construção de Uma Região


 

downloadpdf

Mario C. G. de Castro1 & Ana C. de Castro2

 

Resumo: Neste texto é apresentado de forma suscinta a intenção de pesquisa sobre como a política industrial foi empregada como política de desenvolvimento no Estado de Goiás desde os anos de 1970. O Estado ao longo dos últimos quarenta anos, de intenso apoio à industrialização não logrou sair da condição de periferia em relação aos Estados do Sudeste brasileiro, e amargar em condições desfavoráveis na geração de renda, de emprego e espacialização do desenvolvimento. Para se tratar do tema proposto, vai-se realizar uma pesquisa descritiva analítica das consequências das políticas, por meio de indicadores de desempenho industrial, econômico e social das microrregiões do Estado. Quando se busca resultados que possam promover a mudança de rumo das políticas de industrialização.

 

Abstract: This paper presents succinctly search intent on how industrial policy was employed as development policy in the state of Goiás since the 1970s.The state over the last forty years of intensive support for industrialization failed to leave the periphery condition in relation to the states of southeastern Brazil, and bitter in unfavorable conditions on income generation, employment and development spatialization. To address the theme,it will be performed a descriptive and analytic search on the consequences of policies through industrial performance indicators, economic and social development of regions of the State. When searching results that can promote change in direction of industrialization policies.

 

1 UFRJ/UEG/CAPES. E-mail: mariocesar@ueg.br
2 UFRJ

 

Literatura Citada

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. Crescimento e desenvolvimento econômico. Disponível em: <http://www.bresserpereira.org.br/Papers/2007/07.22.CrescimentoDesenvolvimento.Junho19.2008.pdf>. Acesso em: 05/04/2012.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. Desenvolvimento e crise no Brasil: entre 1930 e 1968. Rio de Janeiro: Zahar, 1968.

CANO, Wilson. Desequilíbrios regionais e concentração industrial no Brasil 1930 – 1970. 3. ed. São Paulo: Editora UNESP, 2007.

CASTRO, Ana Célia; FONSECA, Maria da Graça D. A dinâmica agroindustrial do Centro-Oeste. Brasília: IPEA, 1985.

CASTRO, Antonio Barros. A rica fauna da política industrial e a sua nova fronteira. Revista Brasileira de Inovação, v. 01, n. 02, jul/dez, 2002, p. 253-274.

CHANG, Ha-Joon.The Political Economy of Industrial Policy. London: MacMillan Press,1994.

DELGADO, Ignacio José Godinho (Coord.). Produto 4 – Políticas industriais: objetivos e instrumentos. Brasilia: ABDI-FUNDEP/UFMG, 2010a. (CONTRATO No 009/2008 – Termo Aditivo)

ESTEVAM, Luís. O tempo da transformação: estrutura e dinâmica da formação econômica de Goiás. Goiânia: Ed. do Autor, 1998.

FONSECA, Reinaldo. Uma Nova Proposta de Política Industrial para Goiás. In: GOIÁS. Secretaria do Planejamento e Desenvolvimento. Conjuntura Econômica Goiana, Goiânia, n. 01, jul. 2004. Disponível: http://www.seplan.go.gov.br/sepin/pub/conj/conj1/05.htm. Acesso em: 18/12/2011.

FURTADO, Celso. Desenvolvimento e subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Centro Internacional Celso Furtado, 2009.

GOÁIS. Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás. 500 maiores do ICMS em 2011. Disponivel em: http://www.sgc.goias.gov.br/upload/links/arq_147_maioresAdoAicmsA2011.pdf. Acesso em: 15/05/2012a.

GOIÁS. Secretaria do Planejamento e Desenvolvimento (Seplan). Economia e desenvolvimento. Conjuntura socioeconômica de Goiás. Goiânia: Seplan, 1999, ano I, n. 1, out/dez. 1999.

GOIÁS. Invista em Goiás. Disponível em: http://www.goias.gov.br/paginas/invista-em-goias. Acesso em: 28/03/2012.

GOIÁS. Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento (Segplan). Goiás em Dados 2011. Goiânia: SEGPLAN, 2011.

HIRSCHMAN, Albert O. Estratégia do desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1961.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA). Atlas do desenvolvimento humano no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA/Fundação João Pinheiro, 2003.

ITOH, Motoshige et al. Economic analysis of industrial policy. San Diego, California: Academic Press, 1991.

KRUGMAN, Paul. Geografía y comercio. Barcelona: Antoni Bosch (editor), 1992.

MARSHALL, Alfred. Principio de economia: tratado introdutório. São Paulo: Nova Cultura, 1996. (Vol. 1. Coleção Os economistas)

MONTEIRO NETO, Aristides; GOMES, Gustavo Maia. Quatro décadas de crescimento econômico no Centro-Oeste brasileiro: recursos públicos em ação. Brasilia: IPEA, 2000. (Texto para discussão n. 712)

MYRDAL, Gunnar. Teoria econômica e regiões subdesenvolvidas. 3. ed. Rio de Janeiro: Saga, 1972.

PERROUX, François. A economia do Século XX. Lisboa: Morais Editora, 1967.

RODRIK, Dani. Industrial policy for the twenty-first century. September 2004. Disponível em: http://www.ksg.harvard.edu/rodrik/. Acesso em: 17/04/2012

SCHUMPETER, Joseph Alois. A teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juro e o ciclo econômico. 3. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1988. (Coleção Os Economistas).

SOUZA, Celina. Políticas públicas: uma revisão da literatura. Sociologias, Porto Alegre, ano 8, n. 16, jul/dez, 2006, p. 20-45,

STORPER, Michael. The regional world: territorial development in a global economy. New York: The Guilford Press, 1997.

SUZIGAN, Wilson; FURTADO, João. Política Industrial e Desenvolvimento. Revista de Economia Política, vol. 26, nº 2 (102), pp. 163-185 abril-junho/2006