Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Estimativa da Produção de Biogás em Reatores Anaeróbios de Leito Fluidizado nas Estações de Tratamento de Esgoto de Ponta Grossa-PR

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/978-85-89478-40-3-a039

 

downloadpdf

Marion S. de A. Silva1, Maria M. R. Döll2 & José G. Machado Filho3

 

Resumo: Este artigo apresenta uma estimativa de cálculo da geração de energia elétrica a partir do biogás resultante da digestão anaeróbia nas estações de tratamento de esgoto da cidade de Ponta Grossa - PR. Discorre-se o sobre os parâmetros que influenciam a produção de biogás na em uma estação de tratamento de esgoto (ETE) e a metodologia usada para realizar a estimativa do potencial de biogás a ser produzido. Pondera-se a geração de energia elétrica a partir do biogás produzido na ETE, descrevendo o método de cálculo e o gasto de energia médio por cada ETE, citando os equipamentos utilizados que poderiam influenciar no gasto de energia. O objetivo principal é propor uma maneira para a utilização do biogás. Por isso foi realizada ainda uma estimativa do numero de residências que poderiam ser atendidas na cidade, concluindo que cerca de 0,83% dos domicílios de Ponta Grossa - PR poderiam ser abastecidas com a energia gerada na ETE.

Palavras-chave: biogás, tratamento de esgoto, tratamento de águas residuárias, reator anaeróbio, energia

 

Abstract: This paper presents an estimate calculation of electricity generation from biogas resulting from the anaerobic digestion of wastewater treatment plants (WWTP) in the city of Ponta Grossa, PR. We will discuss the parameters which have influence on the biogas production in WWTP and the method used to estimate the potential of biogas that could be produced. The generation of electricity from biogas produced in WWTP will be considered describing the method of calculation and the average energy expenditure in each WWTP, mentioning the equipments used which could influence the energy consumed. The main objective is to suggest a way in which the biogas can be used. Therefore, we added an estimated calculation of the share of potentially benefited households (approximately 0.83% in Ponta Grossa) which could be supplied by energy produced in the WWTP.

Key words: biogas, wastewater treatment, sewage treatment, anaerobic reactor, energy

 

1 Graduanda do curso de Engenharia Civil/UEPG E-mail: mari125@gmail.com
2 Professora Doutora do Departamento de Engenharia Civil/ UEPG. E-mail: maria.ribas@gmail.com, mmrdoll@uepg.br
3 Mestrando em Engenharia Sanitária e Ambiental /UEPG, Químico/SANEPAR E-mail: josegeraldo@sanepar.com.br

 

Literatura Citada

AL SEADI, T.; RUTZ D. PRASSL. H.; KOTTNER, M.; FINSTERWALDER, T.; VOLK, S.; JANSSEN, R. Biogas Handbook. University of Southern Denmark Esjeberg. 2008.

ANEEL. Atlas de energia elétrica do Brasil. Brasília. 2002. 153 p.

ANEEL – Agência Naciona de Energia Elétrica. Informações técnicas: BANDEIRAS TARIFÁRIAS. Site: http://www.aneel.gov.br/area.cfm?idArea=758&idPerfil=2. Acesso em maio de 2013.

ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica. Informações técnicas: Relatórios do Sistema de Apoio a Decisão. http://www.aneel.gov.br/area.cfm?idarea=550. Acesso em fevereiro de 2013.

CAMPOS, J. R. Tratamento de esgotos sanitários por processo anaeróbio e Disposição Controlada no Solo. PROSAB. Rio de Janeiro. 1999.

CASSINI, S. T. (coordenador). Digestão de resíduos sólidos orgânicos e aproveitamentos do biogás. Rio de Janeiro. ABES. 2003. Projeto PROSAB 3. p.210.

CHERNICHARO, C. A. de L. Reatores Anaeróbios. Belo Horizonte - MG. Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental – DESA. Volume 5. 1997.

CRUZ, P. C. F da; TEJEIRA, P. S.; CARLOS L. E.; PEREIRA, C.; DOLL, M. M. R.; BARANA, A. C. Desempenho de um filtro anaeróbio ascendente de fluxo contínuo, preenchido com espuma de poliuretano para tratamento de esgoto doméstico. Revista de Tecnologia e Engenharia. 2012

GARCIA, J.R. Um “novo” modelo para a economia brasileira. Revista Economia & Tecnologia. (RET). Volume 9. Número 1. P.79-94. Jan/Mar 2013.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados técnicos: Ponta Grossa- PR. http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun=411990. Acesso em 24 de junho de 2013.

IPARDES – Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Caderno estatístico do município de Ponta Grossa - Dezembro de 2012. http://www.ipardes.gov.br/cadernos/Montapdf.php?Municipio=84000. Acesso em abril de 2013.

IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change). Chapter6: WastewaterTreatment and Discharge. Volume 5. 2006.

JORDÃO, E. P. Eficiência energética em tratamento de esgotos. Revista DAE. SABESP. 2008

JORDÃO, E. P.; PESSOA, C. A. Tratamento de Esgotos domésticos. 6ª Edição. Rio de Janeiro. ABTE. 2011.

METCALF & EDDY, Inc. (2003) Wastewater Engineering: Treatment, Disposal, Reuse. McGraw-Hill: New York.

MIZUNUMA, B. K. Geração de energia elétrica a partir do biogás produzido na estação de tratamento de esgoto Verde do município de Ponta Grossa- Paraná. Ponta Grossa. 2012.

ROSA, L P. Geração hidrelétrica, termelétrica e nuclear. Estudos Avançados 21 (59). 2007. doi

SANTOS, F. M. A segurança energética brasileira e as relações bilaterais: um cenário de instabilidade e desconfiança. Anais ABED-PB. 2012

SPERLING, M. V. Reatores anaeróbios. Editora UFMG. 1997. 246 p.