Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Princípios da Construção Sustentável e Retrofit nas Edificações Públicas em Curitiba - Estudo de Caso: Palácio 29 de Março

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/978-85-89478-40-3-a090

 

downloadpdf

Claudia R. H. Stachera1 & Eloy F. Casagrande Jr.2

 

Resumo: A partir da perspectiva da sustentabilidade, o trabalho tem como objetivo analisar o Palácio 29 de Março, sede do poder municipal da cidade de Curitiba, e sua contemporaneidade em face dos problemas ambientais; identificar os princípios que orientaram o projeto arquitetônico deste edifício público de caráter monumental e interpretar a solução arquitetônica, datada da década de 1960, pela perspectiva contemporânea da sustentabilidade. A pesquisa faz parte do desenvolvimento de uma dissertação de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, em sua linha de pesquisa relacionada à sustentabilidade. O Palácio 29 de março, projeto do engenheiro Rubens Meister, foi construído na entrada do Centro Cívico. Constituído por três pavilhões de quatro pavimentos – sendo um em subsolo, unificados pela estrutura e pelo pavimento térreo que faz as vezes de embasamento, contrasta com as obras do Centro Cívico por seu peso. Sob a inspiração do arquiteto alemão, naturalizado norte-americano, Ludwig Mies van der Rohe, ícone de uma arquitetura que prima pelo racionalismo, pela utilização de uma geometria clara e sofisticação, pelo uso de materiais modernos, como o aço industrial e o vidro, para definir os espaços interiores, e pela aparência exterior de suas obras. Sua concepção dos espaços arquitetônicos envolvia uma profunda depuração da forma, voltada sempre às necessidades impostas pelo lugar, segundo o preceito dominimalismo. Atualmente com 44 anos de existência, esta edificação necessita de atualização tecnológica, adequação à legislação/normatização vigente, bem como requalificação dos espaços internos. Através da investigação documental e observação diária, a pesquisa busca demonstrar que é possível melhorar o desempenho energético dos prédios públicos, aplicando princípios da construção sustentável através do “retrofit” em detrimento à demolição. Como consequência, é possível a otimização dos recursos financeiros, a redução dos impactos ambientais, melhorando o desempenho energético e a qualidade de vida dos usuários. Neste trabalho será realizado o diagnóstico que orientará o “retrofit” desta edificação em especial.

Palavras-chave: obras públicas, arquitetura modernista, construção sustentável, retrofit, Palácio 29 de Março

 

Abstract: From a sustainability perspective, this work has the goal of assessing t he ‘Palácio 29 de Março’ (29th March Palace), home to the municipal administration of Curitiba, and its contemporary relation to the environmental problems; to identify the principles that rule the architectural project of this public building of magnificent scope and to interpret the architectural solution, from the 1960s, from a contemporary and sustainable perspective. The research is part of a Master Degree essay of the Post-Graduation course in Civil Engineering by the Technological Federal University of Paraná – UTFPR, in its sustainability related research line. The Palácio 29 de Março, Project of the Engineer Rubens Meister, was built at the heart of the Civic Center. Consisting of three pavilions of four floors – one being the basement, unified by the structure and the ground floor, which serves as an structural base, differs from other projects within the Civic Center area by being heavy. It originates from the inspiration of a German architect, who became an American citizen, Ludwig Mies van Der Rohe, icon from an architectural school that preaches rationalism, by the use of clean geometry and sophistication, by the use of modern materials, such as industrial steel and glass, to define the interior spaces, and the external appearance from his work. His concept of architectural spaces involves deep processing of shapes, always in accordance to the specific needs of the site in question, following minimalistic concepts. Nowadays, nearing its 44th year of existence, this building is in need of another tech upgrade, to adapt to the current law system, and the requalification of its interior areas. Through documental investigation and daily observation, this research aims to demonstrate that it is possible to enhance the electric performance of public buildings by applying sustainable building concepts such as the ‘retrofit’ concept, instead of demolishing them. As a consequence, it allows for better use of financial resources, less environmental impact, better electric performance and the improvement of the quality of life of all users. In this work, a diagnosis will be made to sustain the argument for the ´retrofit´ concept usage in this specific building.

Key words: public works, modernist architecture, sustainable buildings, retrofit, Palácio 29 de Março

 

1 Mestranda do PPGTE / UTFPR. E-mail: claudia.stachera@gmail.com
2 Professor do PPGTE / UTFPR. E-mail: eloy.casagrande@gmail.com