Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Uma Experiência de Busca de Sustentabilidade no Projeto da Escola Catavento no Rio de Janeiro

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/978-85-89478-40-3-a091

 

downloadpdf

Rafael T. de Albuquerque1, Marco A. Lacerda2 & Claudia B. Krause3

 

Resumo: Idealizada por arquitetos no Rio de Janeiro, a escola Cata-vento foi fruto de anos de experiência em reformas e construções na rede pública escolar em todo o estado. Assim, seu projeto inicial tinha a intenção de ser uma arquitetura de fácil manutenção, baixo consumo de água e baixo consumo energia elétrica devido ao reuso de águas pluviais e o uso de equipamentos eficientes, visando minimizar os inúmeros problemas encontrados com o abandono da rede escolar pelas autoridades públicas. Com o uso de mão de obra carcerária para a construção em tijolos de solo cimento, a primeira unidade foi construída para a Prefeitura de São Gonçalo-RJ. Esta unidade “piloto” serviu de base para que outras duas escolas fossem construídas posteriormente nos bairros de Jardim América e Santa Cruz no município do Rio de Janeiro. Em 2010, através da evolução nos conceitos sustentáveis já implantados nas unidades anteriores, sua terceira versão foi submetida ao processo de certificação pelo LEED-SCHOOL do WGBC e está atualmente, em fase final de certificação, pode se tornar a primeira unidade escolar pública certificada pelo LEED na América Latina. Este artigo tem como objetivo analisar, além dos cinquenta e dois itens pontuados pela certificação americana, as principais características consideradas sustentáveis do ponto de vista de inclusão social demonstrada através de seu bom desempenho junto à comunidade carente para quem e onde foi implantada. É destacada a preservação da escola exercida pelos alunos em quase um ano de funcionamento tendo como principais evidências: A ausência das pichações usuais; a inexistência de furtos ou mau uso dos seus equipamentos de alta tecnologia, como lousas digitais para ensino em todas as salas de aula; a participação da vizinhança em atividades como reciclagem de materiais e utilização de suas dependências nos finais de semana. Todas estas ações em conjunto promovem a autoestima tanto do aluno, como do professor e das famílias que utilizam a escola diariamente.Como resultado dos parâmetros analisados neste estudo de caso, verificou-se que a sustentabilidade na arquitetura vai muito além dos preceitos formatados nas certificações ambientais e que o equipamento público do objeto de estudo, deve necessariamente dialogar com o seu entorno próximo, para que se consolide sua essência de um prédio educador não somente para as questões ambientais, mas também no âmbito social.

Palavras-chave: sustentabilidade, escola, LEED, LEED-SCHOOL

 

Abstract: Conceived by architects in Rio de Janeiro, the Catavento School resulted from years of experience in the industry of construction and remodeling renovation of public schools throughout Rio de Janeiro State. The School’s initial architectural design concept was intended to be one of low maintenance, featuring reduced water consumption through a system by which rainwater could be utilized, decreased energy consumption via utilization of more efficient energy equipment, the overall aim being to minimize the numerous problems caused by the abandonment of the public school network by the state authorities. Employing a prison labor force and building with soil-based cement bricks, the first school unit was constructed for the local government of São Gonçalo - RJ (the School’s first location). This pilot unit served as the basis for the construction of two more schools in the districts of Jardim America and Santa Cruz, both in Rio de Janeiro City. It is interesting to observe how basic concepts of sustainability seem to be increasingly adopted by the population people who interact with and learn about the Catavento Schools. In 2010, the third School entered the process of certification by the LEED-SCHOOL of the WGBC, and it is currently in the final stages about to become the very first public school unit certified by the LEED in Latin America. This article aims to analyze not only the 52 items listed by the North American certification, but also the main concepts considered sustainable in terms of social inclusion, as demonstrated by the Catavento Schools’ positive impact on the needy communities where they were built. It is important to highlight the good state of conservation of the school after almost a whole year, some of the main evidence including a lack of the usual practices, such as: graffiti, robbery, misuse of high-tech equipment like projectors and digital panels used for teaching in every classroom. Additionally, the communities have been actively participating in sustainable activities, such as recycling and have also engaged in activities on the school premises during the weekends. All in all, these actions have raised student and teacher self-esteem, as well as that of the families that use the school daily. As a result of the analysis performed in this case study, it was found that sustainability in architecture goes beyond the precepts set out in the environmental certifications. It was also concluded that public facilities, the object of study, must necessarily engage with their immediate surroundings to strengthen the idea that it is an educational building, not only for environmental issues, but also in the social sphere.

Key words: sustainability, school, LEED, LEED-SCHOOL

 

1 Mestrando do PROARQ-FAU / UFRJ. E-mail: raffa.tavares@yahoo.com.br
2 Mestrando do PROARQ-FAU / UFRJ. E-mail: marcolacerda@ig.com.br
3 Professora do PROARQ-FAU / UFRJ. E-mail: barroso.krause@gmail.com