Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Educação Ambiental e Sustentabilidade Urbana: A Aula de Campo Como Recurso Didático-Pedagógico no Ensino de Geografia

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/978-85-89478-40-3-a111

 

downloadpdf

Ricardo M. P. Silveira1, Maria F. I. Ríos2, Dieiny M. Crestani3 & Alisson V. da Silva4

 

Resumo: No contexto das significativas mudanças e transformações dos espaços urbanos nas últimas décadas em nível global, a instituição escolar teve de repensar sua função no âmbito da temática socioambiental. Com a necessidade de novas práticas pedagógicas que se apliquem ao cotidiano dos alunos e sua relação com o ambiente, as aulas de campo no ensino de geografia surgem como importante atividade de apoio à educação ambiental e temas relacionados à sustentabilidade. A importância dessa atividade decorre da interação entre teoria e prática, sendo esse o princípio norteador da educação de jovens que têm como desafio dar continuidade aos projetos de desenvolvimento sustentável em diversas escalas de ação. Nessa perspectiva, com base nos resultados recentes do Projeto Expedições Geográficas (UFPR/Licenciar), este artigo propõe a aplicação de uma metodologia para o planejamento e organização de aulas de campo pautada em três momentos: o pré-campo (etapa de planejamento e organização), o campo (realização da atividade) e o pós-campo (etapa de avaliação e discussão), e que resultaram no estudo de caso com alunos do Ensino Fundamental da Escola Estadual Aline Picheth, localizada em Curitiba/PR. Ao todo foram realizadas sete aulas de campo, com objetivos propostos preliminarmente, destacando-se temas como: caracterização do uso do espaço urbano, interpretação e reconhecimento dos elementos da paisagem, análise da evolução da mancha urbana por fotografias aéreas e imagens de satélite, especulação imobiliária e desigualdade social, consequências dos diversos tipos de poluição, importância da manutenção de áreas verdes, inserção às geotecnologias e, por fim, discussões acerca de possíveis alternativas e soluções para as questões levantadas em campo visando o desenvolvimento sustentável do município. As seis primeiras aulas foram realizadas em Curitiba e tiveram como foco principal a abordagem do mito da “capital ecológica” e “cidade sustentável” a partir dos diversos problemas ambientais observados, desde os rios poluídos e perda de vegetação nativa até as questões ligadas ao transporte público, trânsito e formação das ilhas de calor. Já a última aula, como fechamento, foi realizada na Serra do Mar e litoral paranaense, com uma visita às comunidades tradicionais da região. As propostas elaboradas pelos alunos, registradas na apostila de campo durante a atividade e discutidas posteriormente, denotaram a rápida assimilação dos conteúdos apresentados frente à realidade vivenciada in loco, apresentando resultados satisfatórios e evidenciando a potencialidade da aula de campo como recurso didático-pedagógico auxiliar. Destaca-se, ainda, o caráter interdisciplinar da atividade e a contribuição pedagógica da mesma para o desenvolvimento do raciocínio crítico dos discentes.

Palavras-chave: ensino de geografia, espaços urbanos, educação ambiental, aula de campo

 

Abstract: In the context of significant changes and transformations of urban spaces in recent decades at the global level, the school institution had to rethink its role in the scope of socio-environmental theme. With the necessity for new pedagogical practices that apply to students’ everyday lives and their relationship with the environment, field classes in geography teaching emerge as an important activity to support environmental education and sustainability related topics. The importance of this activity results from the interaction between theory and practice, this being the guiding principle of education for young people who are challenged to continue the sustainable development projects in different action scales. In this perspective, based on recent results of the Project Expedições Geográficas (UFPR/Licenciar), this article proposes the application of a methodology for the planning and organization of field classes based on three stages: pre-field (planning and organization stage), field (realization of the activity) and post-field (evaluation and discussion stage), and that resulted in a case study with elementary school students at the Aline Picheth School located in Curitiba / PR. Altogether were realized seven field lessons with proposed objectives preliminarily, highlighting topics such as characterization of the urban space use, interpretation and recognition of landscape elements, analysis of the evolution of urban sprawl by aerial photographs and satellite images, speculation and social inequality, consequences of various types pollution, importance of maintenance of green areas, the geotechnology insertion and, finally, discussions about possible alternatives and solutions to the issues raised in the field for the city sustainable development. The first six classes were realized in Curitiba and had as a main focus the approach of the myth of “ecological capital” and “sustainable city” based on various environmental problems observed, from polluted rivers and loss of native vegetation to issues related to public transport, transit and formation of heat islands. The last class, as closing, was realized in the Serra do Mar and Paraná coast, with a visit to the traditional communities. The proposals made by the students, registered in the book field during activity and discussed subsequently, denoted the rapid assimilation of the contents in the reality experienced in loco, presenting satisfactory results and demonstrating the potential of the field class as an auxiliary teaching-pedagogical resource. Bring to evidence, yet, the interdisciplinary nature of the activity and the pedagogical contribution to the development of critical thinking skills of students.

Key words: teaching geography, urban spaces, environmental education, field class

 

1 Mestrando do PPGGeografia / Universidade Federal do Paraná (UFPR). E-mail: ricardomichael@ufpr.br
2 Graduanda em Arquitetura e Urbanismo / Universidade Austral do Chile (UACh). E-mail: ibarra.rios.fernanda@gmail.com
3 Geógrafa / Universidade Federal do Paraná (UFPR). E-mail: dieiny@gmail.com
4 Graduando em Geografia / Universidade Federal do Paraná (UFPR). E-mail: vinaum33@hotmail.com