Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Análise da estatística de acidentes do trabalho de 2007 a  2012 em florestas plantadas no Brasil

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.244-608-1

 

downloadpdf

Wanderson L. Bermudes1, Nilton C. Fiedler1 & Flávio C. de A. do Carmo1

 

Resumo: Objetivou-se com esta pesquisa, apresentar o levantamento de dados estatísticos de acidentes do trabalho nas atividades envolvendo a produção de floresta plantada no Brasil. A pesquisa foi realizada com base no levantamento de dados dos acidentes de trabalho disponíveis no anuário estatístico de acidentes do trabalho (AEAT) da Previdência Social referente ao período de 2007 a 2012. De acordo com os dados obtidos, ocorreram, no intervalo pesquisado, mais de quatro milhões de acidentes do trabalho no Brasil. Desse quantitativo, mais de treze mil (acidentes típicos, de trajeto e doenças ocupacionais), ocorreram nas atividades do setor de florestas plantadas. Nesse segmento, pesquisas destacam a relevância dos riscos originados das máquinas, equipamentos, trabalho braçal com excesso de peso, além das condições do próprio ambiente. Dessa forma, sugere-se ações de controle e gerenciamento de risco das empresas que incluem capacitação, fornecimento de proteção coletiva e individual para os empregados e outras ações que possam eliminar a possibilidade de doenças e acidentes do trabalho.

Palavras-chave: produção florestal, segurança do trabalho florestal, risco de acidentes

 

1 Universidade Federal do Espírito Santo (wanderson.bermudes@hotmail.com; fiedler@pq.cnpq.br; flaviocipriano@hotmail.com)

 

Literatura Citada

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PRODUTORES DE FLORESTAS PLANTADAS - ABRAF. Anuário estatístico ABRAF 2013. ano base 2012. Brasília: ABRAF, 2013.148 p.

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL. MINISTÉRIO DO EMPREGO E DO TRABALHO. Anuário estatístico de acidentes do trabalho: AEAT 2012. Brasília: MTE; MPS, 2013. v.1, 928p.

NOGUEIRA, M. M. et al. Procedimentos simplificados em segurança e saúde do trabalho no manejo florestal. Belém, PA: Instituto Floresta Tropical; Fundação Floresta Tropical, 2010. 80p. (IFT. Manual técnico, 1). Disponível em: <http://www.ift.org.br/arquivosdb/manual_de_seguranca_na_atividade_florestal.pdf>. Acesso em: 21 jul. 2014.

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT. Segurança e saúde no trabalho florestal: código de práticas da OIT. São Paulo: FUNDACENTRO, 2005. 170 p.

RINK, M. R. Saúde e segurança dos trabalhadores: fatores para a responsabilidade social. Revista FAE Business, Curitiba-PR, v. 9, n.5, p. 20-21, 2004. Disponível em: <http://www.unifae.br/publicacoes/pdf/revista_fae_business/n9/05_saude_seguranca.pdf>. Acesso em: 21 jul. 2014.

VIANNA, H. A. et al. Análise dos acidentes de trabalho, enfatizando o setor florestal, em Instituição Federal de Ensino Superior. Cerne, Lavras-MG, v. 14, n. 3, p. 234-240, 2008. Disponível em: <http://www.dcf.ufla.br/cerne/administracao/publicacoes/m9v14n3o7.pdf>. Acesso em: 21 jul. 2014.