Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Avaliação do modelo sucessional utilizado na restauração  florestal de mata ciliar, Timbaúba-PE

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.255-656-1

 

downloadpdf

Everson B. Oliveira1, Gabriela M. Couto2, Luiz C. Marangon2, Rinaldo L. C. Ferreira2, Ana L. P. Feliciano2, Joselane P. G. da Silva2 & Valdemir F. da Silva2

 

Resumo: A mata ciliar por muito tempo vem sofrendo diversas degradações. Ações emergências devem ser realizadas a fim de proteger estas áreas. Com o objetivo de recuperar esses ambientes degradados, muito se tem discutido, sobre quais as melhores técnicas ou modelos. Muito são as técnicas e cabe ao executor a melhor escolha. Diante disso, este estudo tem como objetivo, avaliar o crescimento das espécies pioneiras e não pioneiras utilizadas em um modelo de recuperação de área ciliar no município de Timbaúba, PE. Foram plantas 20 espécies de pioneiras e não pioneiras em maio de 2011. As medições foram realizadas no período de 24 meses com intervalos de quatro meses para cada medição. No período avaliado verificou-se o maior desenvolvimento do das espécies pioneiras em relação a não pioneira. No entanto, recomendando-se a realização do monitoramento, plantios de enriquecimento com espécies de estágios sucessionais mais avançados, que deverão ser realizados com o objetivo de potencializar a regeneração natural.

Palavras-chave: área degradada, espécies não pioneiras, espécies pioneiras

 

1 Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas (eversonbo2010@gmail.com)
2 Universidade Federal Rural de Pernambuco (gabimartucci@yahoo.com.br; marangon@dcfl.ufrpe.br; rinaldo@dcfl.ufrpe.br; licia@dcfl.ufrpe.br; joselane.gomess@gmail.com; valdemir2100@hotmail.com)

 

Literatura Citada

BARBOSA, J. M. et al. Capacidade de estabelecimento de indivíduos de espécies da sucessão secundária a partir de sementes em sub-bosque de uma mata ciliar degradada do Rio Moji-Guaçu - SP. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS, 1992, Curitiba. Anais... Curitiba: UFPR; FUPEF, 1992. p. 401-405.

MARTINS, S. V. Recuperação de matas ciliares. 2.ed. Viçosa, MG: Aprenda Fácil Editora, 2007. v. 1, 255 p.

FURTINI NETO, A. E. et al. Fertilização em reflorestamento com espécies nativas. In: GONÇALVES, J.L.M.; BENEDETTI, V. (Orgs.). Nutrição e fertilização florestal. Piracicaba: IPEF, 2000. v.1, p.352-383,

OLIVEIRA, E. B. Técnicas de recuperação de áreas ciliares em tributários do Rio Cruangi na Zona da Mata Norte de Pernambuco. 2014. 91f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2014. Disponível em: <http://ppgcf-ufrpe.jimdo.com/app/download/7043585865/Everson+Batista+de+Oliveira.pdf?t=1405606588>. Acesso em: 21 jul. 2014.