Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Estimativa da riqueza de Angiospermas em função das famílias mais expressivas na flora brasileira

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.202-619-2 

 

downloadpdf

Pedro G. C. Lima1, Josinaldo A. da Silva1 & Ana L. P. Feliciano1

 

Resumo: A identificação de padrões na flora de uma região é grande interesse das ciências biológicas. O objetivo deste trabalho foi ajustar três modelos de regressão para estimar a riqueza de Angiospermas a partir das três famílias botânicas mais expressivas em número de espécies na flora brasileira. Foram selecionadas as famílias Fabaceae, Orchidaceae e Asteraceae, adotando-se como unidade observacional os estados da federação e o Distrito Federal, conforme informações da Lista de Espécies da Flora do Brasil. Os dados foram analisados por meio de modelos de regressão simples e múltipla, tomando-se como variável dependente a riqueza de plantas angiospermas e como variáveis independentes a riqueza de espécies das três famílias selecionadas. Para o modelo simples, foi utilizada apenas a família Fabaceae como variável independente. As estimativas apresentaram-se pertinente no contexto dos modelos testados. A família Asteraceae não contribuiu significativamente em um dos modelos múltiplos. Modelos de regressão podem contribuir na identificação de padrões em floras regionais a partir dos dados de riqueza de famílias botânicas, sobressaindo-se os modelos que incluem pelo menos duas famílias.

Palavras-chave: biodiversidade, correlação, regressão

 

1 Universidade Federal Rural de Pernambuco (gleciolima@gmail.com; aldoalves37@hotmail.com; licia@dcfl.ufrpe.br)

 

Literatura Citada

FORZZA, R.C. et al. Lista de espécies da flora do Brasil. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010>. Acesso em: 03 jul. 2014.

MOERMAN, D. E. The Global Flora; Descriptive statistics with a commentary, and an ethnobotanical example. Ethnobotany Research & Applications, v.11, p.109-119, 2013. Disponível em: http://lib-<ojs3.lib.sfu.ca:8114/index.php/era/article/viewFile/868/509>. Acesso em: 03 jul. 2014.

SILVA, J.A.A.; SILVA, I.P. Estatística experimental aplicada à Ciência Florestal. Recife: Imprensa da UFRPE, 1982. 292 p.