Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Implantação de modelo semeadura direta e suas implicações para recuperação de área ciliar em Goiana, PE

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.257-613-1

 

downloadpdf

Gabriela M. do Couto1, Ana L. P. Feliciano1, Luiz C. Marangon1, Rinaldo L. C. Ferreira1, Everson B. de Oliveira1, Joselane P. G. da Silva1 & Valdemir F. da Silva1

 

Resumo: A semeadura direta pode ser utilizada quando há disponibilidade de sementes em grande quantidade e existe algum impedimento no plantio de mudas. O objetivo desse trabalho foi avaliar a eficiência do modelo de restauração florestal semeadura direta implantado em área ciliar degradada no município de Goiana, PE. Foram selecionadas onze espécies de ocorrência natural no estado de Pernambuco com características potenciais para recuperação de áreas degradadas. As sementes de 11 espécies florestais foram misturadas em um recipiente com matéria orgânica e terra, e em seguida, lançadas ao solo, aleatoriamente. A avaliação desse modelo não foi satisfatória em campo devido a vários fatores, entre eles a baixa porcentagem de germinação das sementes obtida no teste de germinação e a presença de gramíneas na área de estudo podem ter dificultado o desenvolvimento das mudas.

Palavras-chave: áreas degradadas, desenvolvimento, sementes

 

1 Universidade Federal Rural de Pernambuco (gabimartucci@yahoo.com.br; licia@dcfl.ufrpe.br; marangon@dcfl.ufrpe.br; rinaldo@dcfl.ufrpe.br; joselane.gomess@gmail.com; valdemir2100@hotmail.com)

 

Literatura Citada

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília, DF: Mapa/ACS, 2009. 395p.

BOTELHO, S. A.; DAVIDE, A. C. Métodos silviculturais para recuperação de nascentes e recomposição de matas ciliares. In: Simpósio Nacional de Recuperação de áreas degradadas, 5., 2002, Viçosa, MG. Anais... Viçosa-MG: UFV, 2002. CD ROM.

FERREIRA, R. A. et al. Semeadura direta com espécies florestais na implantação de mata ciliar no Baixo São Francisco em Sergipe. Scientia Florestalis, Piracicaba-SP, v. 37, n. 81, p. 037-046, mar. 2009. Disponível em: <http://www.ipef.br/publicacoes/scientia/nr81/cap04.pdf>. Acesso em: 10 jan. 2104.

KAGEYAMA, P. Y.; GANDARA, F. B.; Recuperação de áreas ciliares. In: Rodrigues, R. R.; Leitão Filho, H. F. (Eds.). Matas ciliares: conservação e recuperação. São Paulo: EDUSP/ FAPESP, p. 249-269. 2004.

PACHECO, M. V.; MATOS, V. P. Método para superação de dormência tegumentar em sementes de Apeiba tibourbou Aubl. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife-PE, v. 4, n. 1, p. 62-66, 2009. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/1190/119018227010.pdf. Acesso em: 15 jan. 2014

RODRIGUES, R. M. M. Regeneração e estrutura de áreas naturais e revegetadas, na Floresta Nacional Mário Xavier, Seropédica-RJ. 2006. 70f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica. Disponível em: <http://www.if.ufrrj.br/pgcaf/pdfdt/Dissertacao%20Roberta%20Moura%20Maia%20Rodrigues.pdf>. Acesso em: 15 jan. 2014.

SANTOS AUGUSTO, N.; ALVARENGA, S. B.; DAVIDE, A. C. Estudo da germinação e sobrevivência de espécies arbóreas em sistema de semeadura direta, visando à recomposição de mata ciliar. Cerne, Lavras-MG, v. 10, n. 1, p. 103-117, 2004. Disponível em: <http://www.redalyc.org/pdf/744/74410109.pdf>. Acesso em 28 jul. 2014.