Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Flora Arbórea da Reserva Florestal do Polo de Educação Ambiental da Mata Atlântica do IFES, Alegre-ES

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.248-703-1 

 

downloadpdf

Luciana de S. Lorenzoni1, Karla M. P. de Abreu2, Renata de D. Silva2, Taís N. Calabianqui2, Marcio V. da Costa Filho2, Lorena de C. Campos1 & Yuri F. Q. Veiga2

 

Resumo: Esse trabalho buscou realizar o levantamento florístico do compartimento arbóreo do fragmento de Floresta Atlântica Estacional Semidecidual que compõe a Reserva Florestal do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), Campus de Alegre. Para tanto, empregou-se o método de amostragem de área fixa sendo amostrados todos os indivíduos com DAP ≥ 5cm em sete parcelas de 20 x 20m, resultando em uma área amostral de 0,28 hectares. Verificou-se que o fragmento possui uma diversidade arbórea significativa e apresenta espécies e famílias encontradas em fragmentos próximos e esse, constatando a conservação de espécies remanescentes da Mata Atlântica e assegurando a manutenção da floresta nessa área.

Palavras-chave: Floresta Estacional Semidecidual, Florística, Mata Atlântica.

 

1 Universidade Federal do Espírito Santo (lucianaloren27@gmail.com; lorena.c.campos@hotmail.com)
2 Instituto Federal do Espírito Santo (kmpaarchanjo@ifes.edu.br; renata-dedeus@hotmail.com; taismassucato@hotmail.com; marciofilho17@hotmail.com; yfqv@hotmail.com)

 

Literatura Citada

ABREU, K. M. P.; SILVA, G. F.; SILVA, A. G. Análise fitossociológico da Floresta Nacional de Pacotuba, Cachoeiro de Itapemirim, ES – Brasil. Cerne, Lavras-MG, v. 19, n. 1, p. 157-168. 2013. <http://www.scielo.br/pdf/cerne/v19n1/19.pdf>.

ARCHANJO, K.M.P. A. et al. Estrutura do componente arbóreo da Reserva Particular do Patrimônio Natural Cafundó, Cachoeiro de Itapemirim, Espírito Santo, Brasil. Floresta, CuritibaPR, PR, v. 42, n. 1, p. 155. 2012. Disponível em: <http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs/index.php/floresta/article/viewArticle/26311>. Acesso em: 21 jul. 2014.

GALINDO-LEAL, C.; CÂMARA, I.G. Status do hotspot Mata Atlântica: uma síntese. Belo Horizonte. Fundação SOS Mata Atlântica/ Conservação Internacional do Brasil, 2005. 18p. Disponível em: <http://www.conservation.org.br/publicacoes/files/CapituloIStatusdoHotspotMataAtlantica.pdf>. Acesso em: 21 jul. 2014.

MORENO, M. R.; NASCIMENTO, M. T.; KURTZ, B. C. Estrutura e composição florística do estrato arbóreo em duas zonas altitudinais na Mata Atlântica de encosta da região do Imbé, RJ. Acta Botânica Brasileira, v.17, n.3, p.371-386, 2003. <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062003000300005>.

THE ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP. An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG III. Journal of the Linnean Society, v.161, n.2, p.105-121, 2009. <http://dx.doi.org/10.1111/j.1095-8339.2009.00996.x>.

XAVIER, K. R. F. Análise Florística e Fitossociológica em dois Fragmentos de Floresta Serrana no Município de Dona Inês, Paraíba. 2009. 60f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba, 2009. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=134966>. Acesso em: 21 jul. 2014.