Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Relação da distribuição espacial e diamétrica da Zygia sanguinea (Benth.) L. Rico numa floresta ombrófila densa, Amapá, Brasil

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.92-590-1 

 

downloadpdf

Fábio L. Jucá1, Darlan S. de Souza1, Harliany de B. Matias1, Carla S. C. de Sousa1, Marcos A. Nicacio1, Marcelino C. Guedes2 & Perseu da S.Aparício1

 

Resumo: O conhecimento do padrão de distribuição espacial dos indivíduos na floresta fornece informações para melhorar técnicas de manejo e monitorar espécies vegetais em unidades de conservação e sob manejo. Uma das espécies que se enquadra nessa característica é a Zygia sanguínea (Benth.) L. Rico, conhecida como Ingá Vermelho. Este trabalho pretende avaliar o comportamento da distribuição espacial do Ingá Vermelho na Floresta Estadual do Amapá (FLOTA-AP), em diferentes classes diamétricas. O trabalho foi realizado nas florestas localizadas na zona sul da unidade de conservação de uso sustentável FLOTA-AP, município de Porto Grande-AP. Foi realizado inventário em parcelas permanentes de 100 x 100m. O nível de inclusão das árvores foi diâmetro a 1,30m do solo (DAP) > 2,5 cm. Os indivíduos foram divididos em classes de diâmetro de 10 cm para obtenção da distribuição da frequência e posterior análise da distribuição espacial por classe de DAP. A distribuição espacial da espécie foi obtida pelo Índice de Morisita (Id). Para verificar a significância do índice foi utilizado o teste χ² (5%). A avaliação do padrão de distribuição espacial dos indivíduos de Ingá Vermelho revelou que a espécie apresentou distribuição agregada, subsidiando o planejamento ordenado e garantindo a exploração das árvores com aptidão ao manejo florestal.

Palavras-chave: Classe de diâmetro, Inventário florestal, Manejo florestal.

 

1 Universidade do Estado do Amapá (lacerdafabio@r7.com; ssdarlan@hotmail.com; harliany@hotmail.com; carla_samara17@hotmail.com; sdnicacio@gmail.com; perseu_aparicio@yahoo.com.br)
2 Empresa de Pesquisa Agropecuária-Amapá (mcguedes@cpafap.embrapa.br)

 

Literatura Citada

BROWER, J. E.; ZAR, J. H. Field and laboratory methods for general ecology. 2.ed. Dubique: Win. C. Brown Publishers, 1977. 226p.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Manual Técnico da Vegetação Brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2012. 271p.323

NASCIMENTO, A. R. T.; LONGHI, S. J.; BRENA, D. A. Estrutura e padrões de distribuição espacial de espécies arbóreas em uma amostra de floresta mista em Nova Prata, RS. Ciência Florestal, Santa Maria-RS, v.11, n.1, p. 105 - 119, 2001. Disponível em: <http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/cienciaflorestal/article/view/499>. Acesso em: 21 jul. 2014.

SILVA, M. A. et al. Análise da distribuição espacial da candeia (Eremanthus erythropappus (DC.) Macleish) sujeita ao sistema de manejo porta-sementes. Cerne, Lavras-MG, v. 14, n. 4, p. 311-316, 2008. Disponível em: <http://www.dcf.ufla.br/cerne/administracao/publicacoes/m18v14n4o4.pdf>. Acesso em: 21 jul. 2014.

TARDIN, A. T. et al. Plano de recuperação do Projeto de Assentamento Nova Canaã. Porto Grande: Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA); Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (IEPA). 2009. np.

THE ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP - APG III. An up date of the angiosperm phylogeny group classification for order sand families of flowering plants: APG III. Botanical Journal of the Linnean Society, v.161, n.2, p.105-121, 2009. <http://dx.doi.org/10.1111/j.1095-8339.2009.00996.x>.