Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Análise das características morfométricas de sementes de Moringa oleífera Lam.

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.177-616-1

 

downloadpdf

Gabriela L. Xavier1, André L. M. Guedes1 & Márcio D. Pereira1

 

Resumo: A Moringa oleifera Lam. é uma espécie perene, da família Moringaceae, originária do noroeste indiano, de rápido crescimento, resistente a secas e com folhas extremamente nutritivas. O presente trabalho objetivou determinar as características biométricas das sementes de M. oleifera. Utilizaram-se sementes colhidas na região de Macaíba-RN para avaliação do comprimento, do diâmetro e do peso. Em 200 sementes, o comprimento e o diâmetro na posição lateral foram medidos com o auxílio de um paquímetro de precisão de 0,1 mm e o peso em balança de precisão com três casas decimais. O comprimento das sementes variou de 1,0 a 2,4 centímetros (cm), sendo o comprimento médio de 1,78 cm. O diâmetro das sementes variou de 0,75 a 1,2 cm, sendo o diâmetro médio de 0,93 cm. O peso das sementes variou de 0,15 a 0,29 gramas (g), sendo o peso médio de 0,222 g. Observou-se que a maior parte das sementes apresenta comprimento entre 1,6 e 1,8 cm, diâmetro entre 0,90 e 0,95 cm e peso entre 0,23 e 0,25 g. A análise das características biométricas das sementes da moringa apresentou grande variabilidade.

Palavras-chave: Moringa; Moringa oleífera Lam.; Biometria

 

1 Universidade Federal do Rio Grande do Norte (gabiliraxavier@hotmail.com; andre.guedes@hotmail.com; marcioagron@yahoo.com.br)

 

Literatura Citada

BEZERRA, A.M.E.; MOMENTÉ, V.G.; MEDEIROS FILHO, S. Germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de moringa (Moringa oleífera Lam.) em função do peso da semente e do tipo de substrato. Horticultura Brasileira, Brasília-DF, v.22, n.2, p. 295-299, 2004. <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362004000200026>.

CARVALHO, J. E. U.; NAZARÉ, R. F. R.; NASCIMENTO, W. M.O. Características físicas e físico-quimicas de um tipo de bacuri (Platonia insignis Mart.) com rendimento industrial superior. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal-SP, v. 25, n. 1, p. 326-328, 2003. <http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452003000200036>.

GUSMÃO, E.; VIEIRA, F. A.; FONSECA JÚNIOR, E. M. Biometria de frutos e endocarpos de murici (Byrsonimaver bascifolia Rich. Ex. A. Juss.). Cerne, Lavras-MG, v. 12, n. 1, p. 84-91, 2006. Disponível em: <http://www.dcf.ufla.br/cerne/artigos/10-02-20092938v12_n1_nt%2002.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2014.

MATHEUS, M. T.; LOPES, J. C. Morfologia de frutos, sementes e plântulas e germinação de sementes de Etryhrina variegata L. Revista Brasileira de Sementes, Londrina-PR, v. 29, n. 3, p. 8-15. 2007. <http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222007000300002>.

RODRIGUES, A. C. et al. Biometria de frutos e sementes e grau de umidade de sementes de angico (Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan Var. cebil (Griseb.) Altschul) procedentes de duas áreas distintas. Revista Científica Eletrônica de Engenharia Florestal, Garça-SP, v.4, n.8, p. 1-15, 2006. Disponível em: <http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/kSbm7OyS25h0OGk_2013-4-26-10-50-41.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2014.