Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Avaliação da técnica de impressão da epiderme em folhas de Goupia glabra Aubl. para determinação da densidade estomática

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.141-621-1

 

downloadpdf

Marilia A. Grugiki1, Keila R. Mendes, José N. B. Santos1 & Marcelo F. Pompelli

 

Resumo: O objetivo deste trabalho foi testar a técnica de impressão da epiderme em folhas de Cupiúba (Goupia glabra Aubl.), utilizando esmalte incolor e adesivo instantâneo e determinar a densidade estomática. As lâminas foram montadas, obtendo-se a impressão da epiderme foliar através de dois materiais: adesivo instantâneo (Super Bonder®) e esmalte incolor, sendo em seguida, observadas em fotomicroscópio para obtenção das fotos. A impressão obtida através da utilização do Esmalte Incolor não proporcionou imagens bem definidas, enquanto na impressão obtida através do adesivo instantâneo, puderam-se observar, claramente, as diferentes estruturas da epiderme dos folíolos, como estômatos, tricomas e células epidérmicas. Quanto à densidade estomática (1480 estômatos por mm²), verificou-se, através da impressão obtida com o adesivo instantâneo, a presença de estômatos distribuídos de forma uniforme na superfície do folíolo apenas na face abaxial das folhas de Cupiúba, sendo classificados como hipoestomático. Conclui-se que a técnica de impressão da epiderme foliar de Cupiúba utilizando adesivo universal permitiu melhor visualização da epiderme foliar, quando comparada com esmalte incolor, sendo indicada para a confecção de lâminas para a determinação da densidade estomática.

Palavras-chave: Cupiúba; Estômatos; Adesivo instantâneo; Lâminas anatômicas

 

1 Universidade Federal Rural de Pernambuco (mariliagrugiki@yahoo.com.br;nailson.gba@hotmail.com); Universidade Federal de Pernambuco (keilastm@hotmail.com; mfpompelli@gmail.com)

 

Literatura Citada

ARANDA, I. et al. Effects of relative irradiance on the leaf structure of Fagus sylvatica L. seedlings planted in the understory of a Pinus sylvestris L. stand after thinning. Annals Forestry Sciences, v.58, n.6, p. 673-680, 2001. <http://dx.doi.org/10.1051/forest:2001154>.

CAMARGO, M. A. B.; MARENCO, R. A. Growth, leaf and stomatal traits of crabwood (Carapa guianensis aubl.) in central Amazonia. Revista Árvore, Viçosa-MG, v.36, n.1, p.7-16, 2012. <http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622012000100002>.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil. 2.ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2002. v. 2, p. 85.

PEARCE, D. W. et al. Stomatal characteristics of riparian poplar species in a semi-arid environment. Tree Physiology, v.26, n.2, p.211-218, 2006. <http://dx.doi.org/10.1093/treephys/26.2.211>.

PEREIRA, K. C. et al. Utilização de três técnicas para classificação dos estômatos de Maytenus ilicifolia Mart. ex Reiss. (Espinheira-santa). In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 56., 2005, Curitiba. Resumos... Curitiba: SBB, 2005. CD ROM.

SEGATTO, F. B. et al. Técnica para o estudo da anatomia da epiderme foliar de batata. Ciência Rural, v. 34, n. 5, p. 1597-1601, 2004. <http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782004000500042>.