Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Crescimento inicial de Mimosa caesalpiniaefolia Benth. em função do manejo microbiano com fungos micorrízicos arbusculares

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.55-623-1

 

downloadpdf

Virginia C. de L. Menezes1, Sidney C. Praxedes1, José D. de P. Araújo1 & Lucas P. Oliveira1

 

Resumo:  O solo é o fator do meio que comanda mais diretamente o estabelecimento e a regeneração da vegetação. Para que áreas degradadas tornem-se produtivas, é necessária a recuperação de seus processos bióticos. Em áreas onde ocorra baixa disponibilidade de P, a simbiose entre as plantas e micorriza arbuscular pode tornar-se uma importante alternativa para proporcionar um bom desenvolvimento. O objetivo deste trabalho foi avaliar o crescimento inicial de Mimosa caesalpiniaefolia Benth. (sabiá), em um solo pobre em P, em resposta à inoculação com fungos micorrízicos arbusculares (FMA). O experimento foi instalado em casa de vegetação. O delineamento estatístico adotado foi o inteiramente casualizado composto de três tratamentos (solo estéril, esterco e FMA) e seis repetições. Os resultados indicam que a inoculação de fungos micorrízicos possui contribuições para o crescimento das plantas, o que sugere que sua aplicação seja benéfica no estabelecimento de plantas de sabiá em condições naturais, com solo pobre em P.

Palavras-chave: Leguminosa; Matéria orgânica; Micorriza; Sabiá

 

1 Universidade Federal do Rio Grande do Norte (virginia.menezes@gmail.com; sidneypraxedes@gmail.com; deni_eco@yahoo.com.br; lucaspin@live.com)

 

Literatura Citada

ALMEIDA, R.T.; FREIRE, V.F.; VASCONCELOS, I. Efeitos da interação Glomus macrocarpum, Rhizobium sp. e níveis crescentes de fosfatos de rocha sobre o desenvolvimento de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth.) e de leucena (Leucaena leucocephala Lam. De Witt.). Revista Ciência Agronômica, Fortaleza-CE, v.18, n.1, p.131-136, 1987.

ATIMANAV, G.; ADHOLEYA, A.. Arbuscular-mycorrhizal inoculation of five tropical fodder crops and inoculum production production in marginal soil amended with organic matter. Biology and Fertility of Soils, v.35, n.3, p.214-218, 2002. <http://dx.doi.org/10.1007/s00374-002-0457-5>.

BARRERA, B.; SILVIA, E. El uso de hongos micorrízicos arbusculares como una alternativa para la agricultura. Revista Biotecnología en el Sector Agropecuario y Agroindustrial, Popayán, v. 7, n. 1, p.123-132, 2009. Disponível em: <http://www.scielo.org.co/pdf/bsaa/v7n1/v7n1a14.pdf>. Acesso em: 21 jul. 2014.

DINIZ, J.S. Teores de glomalina e substancias húmicas em diferentes estágios sucessionais em floresta seca. 2011. 43f. Dissertação (Mestrado em Fitossanidade e Biotecnologia Aplicada) –Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, RJ. 2011. Disponível em: <http://www.ufrrj.br/posgrad/PPFBA/paginas/docs_dissertacoes/2011/2011JuremaSchinzDiniz.pdf >. Acesso em: 21 jul. 2014.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: a language and environment for statistical computing. Viena: R Foundation for R Development Core Team, 2014. Disponível em: <http://www.r-project.org/>. Acesso em: 21 jul. 2014.

FRIES, I., et al. A major isoform of the maize plasma membrane H+ -ATPase: characterization and induction by auxin in cloeptiles. Plant Cell, v.8, n.9, p.1533-1544, 1996. <http://dx.doi.org/10.2307/3870248>.

GAUR, A.; ADHOLEYA, A.. Arbuscular-mcorrhizal inoculation of five tropical fodder crops and inoculum production in marginal soil amended with organic matter. Biology and Fertility of Soils, v.35, n.3, p.214-218, 2002. <http://dx.doi.org/10.1007/s00374-002-0457-5>.

JENKINS, W. R.. A rapid centrifugal – flotation technique for separating nematodes from soil. Plant Diasease Report, v. 48, p.692, 1964.

LINDERMAN, R. G.; DAVIS, E. A. Vesicular-arbuscular mycorrhiza and plant growth response to soil amendment with composted grape pomace or its water extract. Hortechnology, v.11, n.3, p.446-450, 2001. Disponível em: <http://horttech.ashspublications.org/content/11/3/446.abstract>. Acesso em: 21 jul. 2014.

MENDES FILHO, P. F. et al.. Efeito da interação Rhizobium sp., fungos micorrízicos VA e fosfatos no desenvolvimento de mudas de sabiá, Mimosa caesalpiniaefolia Benth. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza-CE, v.17, n.2, p.49-56, 1986.

SILVA, J. R. C.. Sobrevivência e crescimento de mudas de sabiá em podzólico vermelho-amarelo sob erosão simulada. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v.35, n.5, p.1055-1061, 2000. Disponível em: <http://seer.sct.embrapa.br/index.php/pab/article/view/5858/2962>. Acesso em: 21 jul. 2014.

STAMFORD, N.P., et al. Effects of phosphorus fertilization and inoculation of Bradyrhizobium and mycorrhizal fungi on growth of Mimosa caesalpiniaefolia in an acid soil. Soil Biology and Biochemistry, Elmsford, v.29, n.5-6, p.959-964, 1997. <http://dx.doi.org/10.1016/S0038- 0717(96)00240-4>.

VASCONCELOS, I., et al. Comportamento de 13 estirpes de Rhizobium sp. em simbiose com sabiá, Mimosa caesalpiniaefolia Benth. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza-CE, v.15, n.1-2, p.133-138, 1984.