Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Estimativa de risco de apodrecimento da madeira sem contato com solo para Pelotas-RS-Brasil

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/VIII.SimposFloresta.2014.11-14-1

 

downloadpdf

Márcio da F. Martins1, Leonardo da S. Oliveira1 & Merielen de C. Lopes1

 

Resumo: Uma forma de estimar o risco de incidência de fungos apodrecedores em madeiras sem contato com o solo é através de um índice climático denominado Potencial de Ataque Fúngico (PAF). O presente estudo teve por objetivo determinar o PAF para o município de Pelotas, visando identificar os períodos do ano de maior risco de apodrecimento de madeira sem contato com o solo. As variáveis climáticas foram obtidas na base de dados da Estação Agroclimatológica da Embrapa Clima Temperado, para o período de 1998 a 2013. De acordo com os dados, no período de tempo estudado, concluiu-se que o PAF para Pelotas foi de 79,0. O mês de outubro e o período de dezembro a maio foram os que apresentaram maior propensão à incidência de fungos apodrecedores para a madeira em Pelotas.

Palavras-chave: biodegradação da madeira, fungos apodrecedores, potencial de ataque fúngico

 

1 Universidade Federal de Pelotas (marciofm88@gmail.com; leonardo76rs@yahoo.com.br; merielen-lopes@hotmail.com)

 

Literatura Citada

EMBRAPA CLIMA TEMPERADO. Boletim Agroclimatológico. Estação agroclimatológica de Pelotas (Capão Bonito). Disponível em <http://www.cpact.embrapa.br/agromet/estacao/boletim.html>. Acesso em: 14 mai. 2014.

KÖSE, G. et al. Effect of climate factors on wood veneers exposed to outdoor conditions in black sea region. In: INTERNATIONAL CAUCASIAN FORESTRY SYMPOSIUM, 2013, Artvin, Turkey. Proceedings... Artvin: Artvin Coruh University, 2013. p.870-877. Disponível em: <https://ekonferans.artvin.edu.tr/index.php/ICFS/ICFS/paper/viewFile/80/8>. Acesso em: 21 jul. 2014.

MARTINS, V.A. et al. Umidade de equilíbrio e risco de apodrecimento da madeira em condições de serviço no Brasil. Brasil Florestal, v.22, n.76, p. 29-34, 2003.

MORESCHI, J.C. Biodegradação da madeira. Curitiba: UFPR, 1980. 38p.

ROSA, M. Geografia de Pelotas. Porto Alegre: Grafosul, 1985. 333p.

SCHEFFER, T.C. A climate index for estimating potential for decay in wood structures above ground. Forest Products Journal, v.21, n.10, p.25-31, 1971.