Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Krigagem para Análise de Infestação do Tecoma stans

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/I-SGEA-a03

 

downloadpdf

Amanda S. Reis1, Teresinha E. S. Reis2, Luiz C. Reis2, Hatiro Tashima2, Regina M. Moreno2 & Camila M. Mayer3

 

Resumo: Plantas exóticas invasoras representam risco ambiental pela possibilidade de se tornarem dominantes. O amarelinho (Tecoma stans) representa para a região uma ameaça potencial, principalmente em áreas degradadas de pastagens e de regeneração natural. Este estudo teve por objetivo analisar a distribuição espacial e o índice de infestação do amarelinho nas microbacias hidrográficas do município de Bandeirantes, Paraná, Brasil. Utilizou-se o sistema de Processamento de Informações Geográficas-SPRING, versão 4.3 e o módulo de geoestatística nele inserido. Constatou-se que o município apresenta 72 focos importantes de amarelinho com intensidade de infestação variando de baixo a muito alto, distribuídos em 10 das 16 microbacias do município. Verificaram-se infestações importantes em áreas de pastagens, bordas de fragmentos florestais e matas ciliares. Os maiores índices de infestação e maior dependência espacial entre os eventos, revelados pela krigagem, ocorreu na região sul do município. Estratégias técnicas e políticas públicas são urgentes de serem implementadas na região.

Palavras-chave: espécies exóticas, krigagem ordinária, análise espacial.

 

Abstract: Exotic plants species represent environmental risk due the possibility of turning into dominant. The Tecoma stans, represents for the area a potential threat, especially in degraded areas of pastures and of natural regeneration. The aim of this study was to analyze the spatial distribution and the index of infestation of the Tecoma stans in the watersheds of the city of Bandeirantes, Paraná, Brazil. The tool adopted was the Georeferenced Information Processing System -SPRING, version 4.3 and the geoestatistical module in him inserted. It was verified that the town has 72 important focuses of T. stans, where the intensity varied from low to very high, distributed in 10 of the 16 watershed of the city. It was verified important infestations in areas of pastures, forest fragments borders and adjacent river forests. The largest infestation indexes and larger spatial dependence among the events, revealed by the kriging, was noticed by the south area of Bandeirantes. Technical strategies and political measurements are urgent to be implemented in the area.

Key words: exotic species, ordinary Kriging, spatial analysis.

 

1 Acadêmica da UENP, curso de Agronomia, campus “Luiz Meneghel” e bolsista da Fundação Araucária.
2 Profº da Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP, campus “Luiz Meneghel”, Rodovia 369 Km 54, (43)3542-8046, Grupo de Pesquisa (CNPq) - Geoprocessamento: Agricultura e Meio Ambiente, e_mail: te.reis@uol.com.br.
3 Acadêmica da UENP, curso de Agronomia, campus “Luiz Meneghel”.

 

Literatura Citada

CAMARGO E.C.G. Análise Espacial de Superfícies por Geoestatística. In: FUKS, S. D.; CARVALHO, M.S.; CÂMARA, G. MONTEIRO, A.M.V. (ed.) Análise Espacial de Dados Geográficos. cap. 3, p.1-28, 2001.

DALMOLIN, M. F. S. Dispersão e germinação de leucaena leucocephala (lam.) de wit no município de Santa Helena – Paraná. 2005. Dissertação (mestrado). UNIOESTE - Universidade Estadual do oeste do Paraná - Marechal Cândido Rondon.

DISLICH, R.; KISSER, N.; PIVELLO, V. R. A invasão de um fragmento florestal em São Paulo (SP) pela palmeira australiana Archontophoenix cunninghamiana H. Wendl. & Drude. Rev. Bras. de Botânica, v.25, n.1, p.55-64, 2002.

INSTITUTO AGRONÔMICO DO PARANÁ. Amarelinho: uma planta invasora de pastagem. Londrina-Pr, 2006. Disponível em: <http://www.iapar.br/zip_pdf/amarelinho.pdf >. Acesso: 01 março. 2008.

INSTITUTO HÓRUS DE DESENVOLVIMENTO E CONSERVAÇÃO AMBIENTAL. Tecoma stans. Brasil. Disponível em: <http://www.institutohorus.org.br/download/fichas/Tecoma_stans.htm>. Acesso: 24 abril 2006.

SALVIANO, A. A.C.; VIEIRA, S.R.; SPAROVEK, G.; Variabilidade espacial de atributos de solo e de crotalária juncea L. em área severamente erodida. Rev. Bras. Ciência do Solo, v.22, p.115-122,1998.

VITORINO, M.D.; ANDREAZZA, C. J.; AYRES, O. M. JR.; BREDOW, E. A.; MACEDO, J. H. P.; SIMÕES, H. C. Proposta de plano de manejo para a espécie Tecoma stans: Estudo de agentes para o controle biológico e Tecoma stans – amarelinho. Blumenau, FURB, 2005.

ZILLER, S. R. Os processos de degradação ambiental originados por plantas exóticas invasoras. Curitiba, 2006. Disponível em: <http://www.institutohorus.org.br/download/artigos/Ciencia%20Hoje.pdf>. Acesso: 15 mar. 2006.