Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Análise Temporal da Temperatura do Ar em Botucatu - SP

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/I-SGEA-a10

 

downloadpdf

Clóvis M. C. Ramos1, Célia R. L. Zimback2, Alessandra F. Silva3, Anderson A. C. Sartori4 & Luís H. Bassoi5

 

Resumo: Este trabalho teve como objetivo estudar a distribuição temporal da variação da temperatura do ar na cidade de Botucatu-SP, utilizando técnicas geoestatísticas. Entre os dados horários de temperatura do ar de 2001 foram selecionados três conjuntos de dados: T0-8-16, com observações de temperatura as 0, 8 e 16 horas; T2-10-18, com observações de temperatura as 2, 10 e 18 horas; e T4-12-20 com observações de temperatura as 4, 12 e 20 horas, respectivamente. Todos os dados de temperatura do ar apresentaram dependência temporal. A temperatura estimada do modelo T4-12-20 foi o que se aproximou da temperatura do ar real observada.

Palavras-chave: geoestatística, krigagem

 

Abstract: This work aimed to study the temporal distribution of the air temperature variation of Botucatu, São Paulo State, Brazil, using geostatistic techniques. Data of air temperature in 2001, hourly measured, were arranged in three groups: T0-8-16, the temperature measured at 0, 8 and 16 hours, T2-10-18, the temperature measured at 2, 10 and 18 hours and T4-12-20 the temperature measured at 4, 12 and 20 hours. All data of air temperature evidence temporal dependence. The air temperature estimated by the model T4-12-20 was the closest to the actual air temperature measured.

Key words: geostatistics, kriging

 

1 Doutorando em Agronomia /Irrigação e Drenagem, Faculdade de Ciências Agronômicas / Universidade Estadual Paulista / GEPAG – clovisramos@fca.unesp.br.
2 Professora, Faculdade de Ciência Agronômica, Universidade Estadual Paulista / GEPAG czimback@gmail.com.br.
3 Mestranda em Agronomia/Energia na Agricultura, Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista / GEPAG, alefagioli@fca.unesp.br.
4 Mestrando em Agronomia/Energia na Agricultura, Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista / GEPAG, sartori80@gmail.com.
5 Pesquisador, Embrapa Semi-Árido, lhbassoi@cpatsa.embrapa.br

 

Literatura Citada

CARDIM, M. Mapeamento do comportamento multivariado das principais variáveis climáticas de interesse agrícola do estado de São Paulo. 2001. 124 f. Tese (Doutorado em Agronomia) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatu. 2001.

CARGNELUTTI FILHO, A.; MATZENAUER, R.; MALUF, J.R.T. Variabilidade temporal e espacial do tamanho de amostra da temperatura mínima do ar no Rio Grande do Sul, Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, v.36, n.4, p.1156- 1163, 2006.

CARGNELUTTI FILHO, A.; MATZENAUER, R.; MALUF, J.R.T. Variabilidade temporal e espacial do tamanho de amostra para estimativa das médias mensais de temperatura máxima do ar no Estado do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Piracicaba, v.14, n.1, p.76-84, 2006.

CARGNELUTTI FILHO, A.; MATZENAUER, R.; MALUF, J.R.T.; RIBEIRO, N.D.; TRINDADE, J.K. DA; SAWASATO, J.T.; STOLZ, A.P. Temperaturas máximas prejudiciais ao feijoeiro no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, v.35, n.5, p.1019-1026, 2005.

CUNHA, A. R.; KLOSOWSKI, E. S.; GALVANI, E.; ESCOBEDO, J. F.; MARTINS, D. Classificação climática para o município de Botucatu, SP, segundo Köppen. In: Simpósio em Energia na Agricultura, 1. 1999. Botucatu – SP: Anais. Botucatu: FCA/UNESP, 1999, v.1, p. 487-490.

DINIZ, G.B.; BERLATO, M.A.; CLARKE, R.T.; FONTANNA, D.C. Identificação de regiões homogêneas de temperaturas máxima e mínima do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v.11, n.2, p.303-312, 2003.

ESTEFANEL, V.; SCHNEIDER, F.M.; BURIOL, G.A. Probabilidade de ocorrência de temperaturas máximas do ar prejudiciais aos cultivos agrícolas em Santa Maria, RS. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v.2, n.1, p.57-63, 1994.

ESTEFANEL, V.; BURIOL, G.A.; SCHNEIDER, F.M. Estimativa da duração da temperatura do ar acima de determinados níveis térmicos em Santa Maria, RS. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v.3, n.1, p.121-127, 1995.

GURGEL, H. C. Variabilidade espacial e temporal do NDVI sobre o Brasil e suas conexões com o clima. 2003. 120 f. Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto)–Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), São José dos Campos, 2003.

MELO JUNIOR, J. C. F. et al. Distribuição espacial da freqüência de chuvas na região hidrográfica do Atlântico, Leste de Minas Gerais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.10, n.02, 2006.

MOTA, F.S. da; ROSSKOFF, J.L.C.; SILVA, J.B. da. Probabilidade de ocorrência de dias com temperaturas iguais ou superiores a 35°C no florescimento do arroz no Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v.7, n.1, p.147-149, 1999.

ROBERTSON, G. P. GS+: Geoestatistics for the environmental sciences – GS+ User´s Guide. Plainwell, Gamma Desing Software,152 p, 2004.

VIEIRA, S. R.; HATFIELD, T. L.; NIELSEN, D. R.; BIGGAR, J. W. Geostatistical theory and application to variability of some agronomical properties. Hilgardia, v. 51, n. 3, p. 1-75, 1983.

WARRICK, A.W., NIELSEN, D.R. Spatial variability of soil physical properties in the field. In: HILLEL, D. (Ed.). Application of soil physics. New York: Academic Press, 1980. 385 p.

ZIMBACK, C.R.L. Análise espacial de atributos químicos de solos para fins de mapeamento da fertilidade. 2001. 114 p. Tese de Livre-Docência (Livre-Docência em Levantamento do solo e fotopedologia), FCA/UNESP, 2001.