Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Geoestatística na Análise de Atributos Químicos dos Solos na Reserva Indígena Araribá - SP

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/I-SGEA-a35

 

downloadpdf

Otavio B. Rossato1, Alessandra F. Silva2, Waylson Z. Quartezani3 & Célia R. L. Zimback4

 

Resumo: Este trabalho teve como objetivo avaliar e mapear a variabilidade espacial dos atributos químicos (P, V e MO) na camada de 0-0,20 m do solo, usando técnicas geoestatísticas. Para isso, foi construída uma malha irregular para amostragem de solo, totalizando 70 pontos amostrais georreferenciados. Os dados foram avaliados pela estatística descritiva e pela geoestatística. Os atributos químicos do solo apresentaram alta dependência espacial, com alcance de 790, 1329 e 887 m para o P, V% e M.O. Os mapas, de maneira geral, revelam que todos os atributos se encontram predominantemente nas classes de fertilidade muito baixa e baixa. A geoestatística foi uma ferramenta que proporcionou a confecção de mapas em zonas de manejo.

Palavras-chave: variabilidade espacial, degradação do solo e fertilidade.

 

Abstract: This work had as objectives evaluate and map spatial variability of the chemical attributes (P, V and MO) in the layer of 0-0,20 m in soil, using geostatistic techniques. For this, it was built for an irregular mesh sampling of soil, totaling 70 sampling points georeferenced. The data were evaluated by descriptive statistics and geostatistic. All chemical attributes in soil presented high spatial dependence with range of 790, 1,329 and 887 m for the P, V% and M.O. The maps of chemical attributes of the area, in general, reveal that all attributes are predominantly in the very low and low fertility classes. The geostatistics was a tool responsible for the making of maps in management areas.

Key words: spatial variability, soil degradation and fertility.

 

1 Engº agrônomo, Universidade Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP, Grupo de Estudos e Pesquisas Agrárias Georreferenciadas (GEPAG), bagiottorossato@yahoo.com.br
2 Engª agrônoma, Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP, Grupo de Estudos e Pesquisas Agrárias Georreferenciadas (GEPAG), alefagioli@hotmail.com
3 Engº agrônomo, Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP, Grupo de Estudos e Pesquisas Agrárias Georreferenciadas (GEPAG), waylson@yahoo.com.br
4 Engª agrônoma, Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP, Grupo de Estudos e Pesquisas Agrárias Georreferenciadas (GEPAG), czimback@gmail.com

 

Literatura Citada

BRASIL. Ministério da Agricultura. Centro Nacional de Pesquisas Agronômicas. Serviço Nacional de Pesquisas Agronômicas. Levantamento de reconhecimento dos solos do Estado de São Paulo. Rio de Janeiro, 1960. 634p. (Boletim, 12).

CAMBARDELLA, C. A., MOORMAN, T. B., NOVAK, J. M., PARKIN, T. B., KARLEN, D. L., TURCO, R. F., KONOPKA, A. E. Field-scale variability of soil properties in Central Iowa soils. Soil Sci. Soc. Am. J., v.58, p. 1501-1511, 1994.

CRESSIE, N. Statistics for spatial data. New York: John Wiley, 1991.

De BIE, C. A. et al. Em direção à operacionalização das informações dos solos para um manejo sustentável das terras. IN: ALVAREZ, V.V. H.; FONTES, L.E.F. & FONTES, M.P.F. (Eds) O solo nos grandes domínios morfo-climáticos do Brasil e o desenvolvimento sustentado. Viçosa, SBCS/UFV/DPS, 1996. p. 335-352.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Centro Nacional de Pesquisa de Solos.Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 2.ed. Rio de Janeiro, Embrapa, 2006. 374 p.

ISAAKS, E.H.; SRIVASTAVA, R.M. Applied geoestatistics: introduction to applied geostatistics. Oxford: University Press, 1989. 561p.

QUARTEZANI, W. Z. Geoestatística no estudo da variabilidade espacial de atributos químicos e físicos do solo e da produtividade da pimenta-do-reino. 2008. 96f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre, 2008.

RAIJ, B. VAN, ANDRADE, J.C.; CANTARELLA, H.; QUAGGIO, J.A. Análise química para a avaliação da fertilidade de solos tropicais. Campinas: IAC, 2001. 285 p.

RAIJ, B. VAN; CANTARELLA, H.; QUAGGIO, J.A.; FURLANI, A.M.C. Recomendações de adubação e calagem para o Estado de São Paulo. 2.ed. Campinas: Instituto Agronômico,1996. 255p. (Boletim Técnico, 100).

REICHERT, J. M.; REINERT, D. J.; BRAIDA, J.A. Qualidade dos solos e sustentabilidade de sistemas agrícolas. Ciência e Ambiente, Santa Maria, v. 27, n. 2, p. 29-48, jul./dez. 2003.

ROBERTSON, G. P. GS+: Geoestatistics for the environmental sciences – GS+ User´s Guide. Plainwell, Gamma Desing Software, 2004. 152 p.

SOUZA, L. S.; COGO, N. P.; VIEIRA, S. R. Variabilidade de propriedades físicas e químicas do solo em um pomar cítrico. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Campinas, v. 21, n. 3, p. 1-10, 1997.

SOUZA, W. J. O.; MELO, W. J. Matéria orgânica em um Latossolo submetido a diferentes sistemas de produção de milho. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 27, n. 6, p. 1113-1122, nov./dez. 2003.

VIEIRA, S. R. Variabilidade espacial de argila, silte e atributos químicos em uma parcela experimental de um Latossolo roxo de Campinas (SP). Bragantia, Campinas, v. 56, n.1, p. 1-13., 1997.

VIEIRA, S. R.; HATFIELD, T. L.; NIELSEN, D. R.; BIGGAR, J. W. Geostatistical theory and application to variability of some agronomical properties. Hilgardia, v. 51, n. 3, p. 1-75, 1983.

ZIMBACK, C. R. L. Análise espacial de atributos químicos de solos para fins de mapeamento da fertilidade. 2001. 114 f. Tese (Livre-Docência em Levantamento do solo e fotopedologia) - FCA-UNESP, Botucatu, 2001.