Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Resistência Elétrica e sua Correlação com a Granulometria do Solo Visando Aplicação na Agricultura de Precisão

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/I-SGEA-a43

 

downloadpdf

Victor G. Celinski1, Célia R. L. Zimback2 & Tatiana M. Celinski3

 

Resumo: A resistência elétrica do solo tem sido utilizada como uma das variáveis que se correlacionam com atributos do solo. O presente trabalho teve como objetivos: avaliar um sensor de resistência elétrica de contato e verificar a correlação entre as leituras da resistência elétrica com as propriedades físicas areia, silte e argila. Os dados foram submetidos às análises de correlação e geoestatística. Foram gerados os mapas de superfície de cada parâmetro do solo por meio da técnica de krigagem. A finalidade dos mapas foi a de auxiliar na análise das correlações entre as variáveis. O sensor de resistência elétrica foi capaz de medir as variações da resistência elétrica do solo. As medidas de resistência elétrica obtidas correlacionaram-se satisfatoriamente com os teores de argila e areia. Isto demonstrou a possibilidade de uso do sensor para verificar a textura do solo em áreas não homogêneas.

Palavras-chave: agricultura de precisão, resistência elétrica do solo, geoestatística

 

Abstract: The electrical resistance of the soil has been used as one of the variations that correlate with soil attributes. This study aimed the evaluation of an electrical resistance sensor of contact and the verification of correlation between the electrical resistance measurements with physical properties of sand, silt and clay. The data were submitted to the analysis of correlation and geostatistics. The surface maps were generated from each soil parameter though the kriging technique. The purpose of the maps was to assist in the analysis of correlations between variables. The electrical resistance sensor was capable to measure the variation of soil electrical resistance. The obtained measurements were satisfactorily correlated with clay and sand levels. This demonstrated the possibility to use the sensor to verify soil texture in not homogeneous areas.

Key words: precision agriculture, soil electrical resistance, geostatistics.

 

1 Engenheiro Eletrônico, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Departamento de Informática, Av: Carlos Cavalcante, 4748, Ponta Grossa, PR, vgcelinski@uepg.br
2 Engenheiro Agrônomo, FCA - Universidade Estadual Paulista, Departamento de Recursos Naturais, Botucatu/SP, czimback@fca.unesp.br
3 Licenciatura em Matemática, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Departamento de Informática, Ponta Grossa, PR, tmontesc@uepg.br

 

Literatura Citada

ANDRADE, A. R. S.; GUERRINI, I. A.; GARCIA, C. J. B.; KATEZ I.; GUERRA, H. O. C. Variabilidade espacial da densidade do solo sob manejo da irrigação. Ciência Agrotecnologia, Lavras, v. 29, n. 2, p. 322-329, 2005.

BATISTA I. F. Variabilidade espacial da umidade do solo em irrigação por gotejamento sob cultivo protegido. 2002. 113f. Dissertação (Mestrado em Agronomia/ Irrigação e Drenagem) – Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2002.

BECEGATO, V. A. Aplicação de técnicas geofísicas e geoquímicas em duas glebas agrícolas do noroeste do estado do Paraná e suas relações com fertilizantes fosfatados, 2005. Tese de doutorado. Universidade Federal do Paraná. Curitiba. 198p.

CASTRO, C. N. Definição de unidades de gerenciamento do solo por meio da sua condutividade elétrica e variáveis físico-químicas, 2004. Dissertação (Mestrado). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo. Piracicaba. 131p.

FAULIN, G. D. C. Variabilidade espacial do teor de água e sua influência na condutividade elétrica do solo, 2005. Dissertação (Mestrado). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo. Piracicaba. 52p.

FRANCESCHINI, M. H. D.; MOLIN, J. P.; SPEKKEN, M.; COLAÇO, A. F. Relação entre a condutividade elétrica, o conteúdo de água e a textura do solo. In: 6º. CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROINFORMÁTICA. Anais... Embrapa Informática Agropecuária, São Pedro, SP, 2007.

GOLDEN SOFTWARE. Surfer version 8.00 - Feb 11 2002. Surface mapping system. Colorado: Golden Software, Inc, 1993-2002. 1 CD-ROM.

LEZZI, P. B. T. Teste de aplicabilidade de sonda de eletrorresistividade na avaliação de salinização secundária de solos. 2008. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Geociências, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

MACHADO, P. L. O. de.; BERNARDI, A. C. C.; VALENCIA, L. I. O.; MOLIN, J. P.; GIMENEZ, L. M.; SILVA, C. A.; ANDRADE, A. G. de.; MADARI, B. E.; MEIRELLES, M. S. P. Mapeamento da condutividade elétrica e relação com a argila de Latossolo sob plantio direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 41, n. 6, p. 1023-1031, jun. 2006.

MICROSOFT CORPORATION. Microsoft Excel, versão 11.0: software de análise estatística (software). USA, 2003.

MOLIN, J. P.; GIMENEZ, L. M.; PAULETTI, V.; SCHMIDHALTER, U.; HAMMER J. Mensuração dacondutividade elétrica do solo por indução e sua correlação com fatores de produção. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 25, n. 2, p. 420-426, 2005.

RABAH, F. A. Dependência especial de atributos do solo obtidos por meio de variogramas e autocorrelogramas. 2002. Tese (Doutorado em Agronomia) – Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2002.

RABELLO, L. M.; VAZ, C. M. P.; NETO, A. T. Sensor Capacitivo para Sondagem da Umidade no Perfil de Solo. Comunicado Técnico, 71, Embrapa Instrumentação Agropecuária, São Carlos, SP, nov. 2005.

RAIJ, B.; ANDRADE, J.C.de.; CATARELLA, H.; QUAGGIO, J.A. Análise química para avaliação de fertilidade de solos tropicais. Campinas: Instituto Agronômico, 2001. 285 p.

ROBERTSON, G. P. GS+: Geoestatistics for the environmental sciences – GS+ User´s Guide. Plainwell, Gamma Desing Software, 2000. 152 p.