Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Distribuição Espacial de Atributos Químicos do Solo para Implantação de Um Povoamento de Eucalipto

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/II-SGEA-a26

 

downloadpdf

Daniel P. Pereira1, Nilton C. Fiedler2, Julião S. S. Lima3, Maristela O. Bauer3 & João B. P. Simão4

 

Resumo: Este trabalho teve como objetivo estudar a variabilidade espacial de atributos químicos do solo em uma área antes da implantação de povoamento de eucalipto. O estudo foi conduzido em uma área de 9,74 ha, ocupada com pastagem de braquiária, no sul do estado do Espírito Santo. Foram demarcados os pontos de amostragem de solo, com auxílio do GPS geodésico, distribuídos em grade regular de 33 m x 33 m, constituindo um total de 94 pontos. Os atributos químicos analisados foram: teores de fósforo (P), potássio (K), cálcio (Ca) e magnésio (Mg). O atributo P apresentou ausência de dependência espacial na área, indicando que a malha com a menor distância de 33 m entre as amostras de solo não foi suficiente para captar tal dependência, sendo, ajustado o modelo efeito pepita puro. Neste caso a média é a melhor estatística para representar a sua distribuição. Os atributos K e Mg ajustaram ao modelo esférico e o Ca ao exponencial, com o alcances de dependência espacial variando de 51,6 m a 86,1 m na área. A maior parte da área de estudo oferece condições de fertilidade apenas para suportar a demanda nutricional do eucalipto na fase da implantação florestal.

Palavras-chave: fertilidade do solo; nutrição florestal; reflorestamento

 

Abstract: This study aimed to study the spatial variability of soil chemical attributes in an area before the establishment of a stand of eucalyptus. The study was conducted in an area of 9.74 ha, used to be pasture in southern state of Espírito Santo, Brazil. Were highlighted points of soil sampling with the aid of GPS geodetic, distributed on a regular grid of 33 m x 33 m, resulting a total of 94 points. The chemical attributes analyzed were phosphorus (P), potassium (K), calcium (Ca) and magnesium (Mg). The attribute P presented no spatial dependence in the area, indicating that mesh with the smallest distance of 33 m between the soil samples was not sufficient to capture such dependence, and fitted the pure nugget effect model. In this case the average is the best statistical to represent the distribution. The attributes set spherical model to K and Mg and exponential to the Ca, with ranges of spatial dependence ranging from 51.6 m to 86.1 m in the area. Most of the study area offers fertility conditions just to support the nutritional demand of the eucalyptus forest during the phase of establishment.

Key words: soil fertility, forest nutrition, afforestation.

 

1 Doutorando em Produção Vegetal, Centro de Ciências Agrárias/UFES, Alto Universitário, s/nº - Cx Postal 16 - Alegre, ES - 29500-000. e-mail: daniel@geraes.org
2 Prof. Departamento de Engenharia Florestal, UFES. e-mail: fiedler@pq.cnpq.br
3 Prof. Departamento de Engenharia Rural, UFES. e-mail: limajss@yahoo.com.br; bauermo@terra.com.br
4 Engº Agrônomo, D.Sc. Coordenador de Pesquisa – Instituto Federal do Espírito Santo, Campus Alegre. e-mail: jbpavesi@ifes.edu.br

 

Literatura Citada

BARROS, N. F. de; NEVES, J. C. L.; NOVAIS, R. F de. Nutrição e adubação de eucalipto. In: A cultura do eucalipto II. Informe Agropecuário, Belo horizonte: EPAMIG, v. 18, n. 186, p. 70-75, 1997.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Centro Nacional de Pesquisa de Solos (Rio de Janeiro, RJ). Manual de métodos de análise de solo. 2.ed. Rio de Janeiro, 1997. 212 p. EMBRAPACNPS. Documentos, 1.

GAVA, J. L. Efeito da adubação potássica em plantios de E. grandis conduzidos em segunda rotação em solos com diferentes teores de potássio trocável. Série Técnica IPEF, Piracicaba, v. 30, cap. 8, p. 89-94, abr. 1997.

MOLIN, J. P.; SILVA JÚNIOR, R. L. da. Variabilidade espacial do índice de cone, correlacionada com textura e produtividade. Engenharia Rural, [S.I.], v. 14, único, p. 49-58, 2003.

NOVAIS, R. F. de; BARROS, N. F. de; NEVES, J. C. L. Interpretação de análise química do solo para o crescimento e desenvolvimento de Eucalyptus spp.: Níveis críticos de implantação e de manutenção. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 10, n. 1, p. 105-111, 1986.

ORTIZ, J. L. Emprego do geoprocessamento no estudo da relação entre potencial produtivo de um povoamento de eucalipto e atributos do solo e relevo. 2003. 205 f. Dissertação (Mestrado em Recursos Florestais) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba, 2003.

ROBERTSON, G. P. GS+: Geoestatistics for the environmental sciences – GS+ User´s guide. Plainwell, Gamma Design Software, 1998. 152 p.

VIEIRA, S. R. Variabilidade espacial de argila, silte e atributos químicos em uma parcela experimental de um latossolo roxo de Campinas (SP). Bragantia, Campinas, v. 56, n. 1, p. 1-13, 1997.

WARRICK A. W.; NIELSEN, D. R. Spatial variability of soil physical properties in the field. In: HILLEL, D. (Ed.). Application of soil physics. New York: Academic Press, 1980. p.319-344.

ZIMBACK, C. R. L. Análise espacial de atributos químicos de solos para fins de mapeamento da fertilidade. 2001. Tese (Livre docência em Levantamento do solo e fotopedologia) – Universidade Estadual de São Paulo, Botucatu, 2001.