Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Análise dos Teores de Nitrogênio no Solo da Mata Atlântica: Uma Abordagem Geoestatística

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/III-SGEA-a01

 

downloadpdf

Everton B. Rocha1, Ana J. Righetto2, Paulo J. Ribeiro Júnior3 & Susian C. Martins4

 

Resumo: A Mata Atlântica é um importante bioma situado na costa brasileira, de norte a sul. Ainda não se tem informações suficientes disponíveis sobre o funcionamento biogeoquímico da Floresta Atlântica na faixa litorânea ao longo do gradiente altitudinal, o que é importante em programas de preservação e restauração de sua fauna e flora. O objetivo deste trabalho foi estudar o comportamento do nitrogênio total do solo neste bioma na Floresta Ombrófila Densa de Terras Baixas a 100 m de altitude, na Floresta Ombrófila Densa Submontana a 400 m de altitude e na Floresta Ombrófila Densa Montana a 1000 m de altitude. Utilizando de métodos geoestatísticos de análise, um procedimento no programa R foi implementado a partir de recursos do pacote geoR. Observa-se que existe diferença no nitrogênio total entre as três fitofisionomias, confirmando a hipótese de que as florestas nas maiores altitudes possuem um maior teor de nitrogênio no solo.

Palavras-chave: bioma, floresta ombrófila densa, geoR

 

Abstract: The Atlantic Forest is an important biome located on the Brazilian coast, from north to south. It still does not have enough information available on the biogeochemical functioning of the Atlantic Forest in the coastal strip along the altitudinal gradient, which is important in conservation programs and restoration of its fauna and flora. The aim of this work was to study the behavior of the soil total nitrogen in the Lowland Forest at 100 m above sea level (asl), in the Submontane Forest at 400 m asl and in the Montane Forest at 1000 m asl. Using geostatistical analysis methods, a procedure in R program was implemented from features of geoR package. It is observed that exists difference in the total nitrogen among the three vegetation types, confirming the hypothesis that the forests at higher altitudes have a higher nitrogen content in the soil.

Key words: biome, forest, geoR

 

1 Doutorando em Estatística e Experimentação Agronômica, USP-ESALQ/LCE, Avenida Pádua Dias, 11, Bairro Agronomia, Piracicaba-SP, CEP: 13400070, e.batista.rocha@usp.br
2 Mestre em Estatística e Experimentação Agronômica,USP-ESALQ/LCE, ajrighetto@gmail.com
3 Doutor em Estatística, UFPR/LEG, paulojus@leg.ufpr.br
4 Doutora em Ciências, EMBRAPA/Cnptia, susiancmartins@gmail.com

 

Literatura Citada

DIGGLE, P. J.; RIBEIRO Jr, P. J. R. Model-based Geostatistic – Springer Series in Statistics. New York: Springer, 2007. 229p.

FEGER, K. H.;RASPE, S. Ökosystemforschung im Schwarzwald. Auswirkungen von atmogenen Einträgen und Restabilisierungsmassnahmen auf den Wasser- und Stoffhaushalt von Fichtenwäldern. In: RASPE, S.; FEGER, K.H.; ZÖTTL, H.W. (Ed) Verbundprojekt ARINUS. Landsberg: Umweltforschung in Baden-Württemberg, 1998. p. 1-18.

MARTINS, S. C. Caracterização dos solos de serapilheira ao longo do gradiente altitudinal da Mata Atlântica, estado de São Paulo. 2010. 155 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Setor de Química na Agricultura e no Ambiente, Universidade de São Paulo – Centro de Energia Nuclear na Agricultura, Piracicaba.

VOGEL, H. L. M.; SCHUMACHER, M. V.; TRÜBY,P. Avaliação da devolução de serapilheira em uma floresta estacional decidual, em Itaara, RS, Brasil. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 17, n. 3, p. 187-196, 2007.