Análise Espacial de Óxidos de Ferro em Latossolo Vermelho sob Irrigação em Minas Gerais

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/III-SGEA-a02

 

downloadpdf

Vanessa Quagliarello1, Daniela P. Miqueloni2 & Célia R. P. Bueno3

 

Resumo: O conhecimento da distribuição das diferentes formas de ferro é de grande interesse para a pedogênese e análise das condições e intensidade do intemperismo do solo. Assim, com o objetivo de caracterizar espacialmente a distribuição dos óxidos de ferro cristalino, de baixa cristalinidade e amorfos, a geoestatística foi utilizada como ferramenta de análise. A área estudada, com cultivo convencional de feijão irrigado em Latossolo Vermelho eutrófico, teve seu solo amostrado em malha irregular de 50 m e georreferenciado. Foram determinados os teores de argila, matéria orgânica, ferro, ferro pedogenético e de baixa cristalinidade. Os dados foram avaliados por meio da estatística descritiva e análise da dependência espacial pelo ajuste dos semivariogramas com interpolação por krigagem e geração de mapas de isolinhas. Os resultados mostraram que os óxidos de ferro pedogenéticos aparecem concentrados nas áreas com altos teores de argila em áreas mais côncavas com acúmulo de material proveniente do escoamento superficial da irrigação. Já a concentração de óxidos de ferro amorfos e de baixa cristalinidade aparecem nas micro zonas de menor teor de argila, onde há transporte de sedimentos, o que sugere que apenas os óxidos de ferro cristalinos estão associados aos maiores teores de argila na área.

Palavras-chave: Geoestatística; ferro pedogenético; ferro amorfo e de baixa cristalinidade

 

Abstract: The knowledge of iron different forms distribution has great interest to pedogenesis and soil weathering intensity analysis. Thus, with aim to characterize the spatial distribution of crystalline, low crystallinity and amorphous iron oxides, geostatistics was used as an analysis tool. The study area has a conventional cultivation of irrigated beans in Oxisol and had your soil sampled at irregular grid of 50 m and georeferenced. The contents of clay, organic matter, iron, and pedogenetic and low crystallinity iron were determined. The data were analyzed by descriptive statistics and spatial dependence analysis by fitting the semivariograms with kriging interpolation and generation of maps. The results showed that pedogenetic iron oxides appear concentrated in areas with high levels of clay in concave areas with accumulation of material from irrigation runoff. The concentration of amorphous and low crystallinity iron oxides appears in micro areas of lower clay content, where there is sediment transport, suggesting that only the crystalline iron oxides are associated with greater levels of clay in the area.

Key words: Geostatistic; pedogenétic iron; amorphous and low crystallinity iron.

 

1 Eng. Agrônoma, FCAV/UNESP, Depto Solos e Adubos, vquagli@hotmail.com
2 Eng. Florestal, FCAV/UNESP, Depto Solos e Adubos, danimique@yahoo.com.br
3 Geóloga, FCAV/UNESP, Depto Solos e Adubos, crbueno@fcav.unesp.br

 

Literatura Citada

CAMARGO, O. A. de; MONIZ, A. C.; JORGE, J. A.; VALADARES, J. M. A. S. Métodos de Análise Química, Mineralógica e Física de Solos do Instituto Agronômico de Campinas. Campinas: Instituto Agronômico, 2009. 77 p. (Boletim técnico, 106, Edição revista e atualizada).

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. EMBRAPA Manual de métodos de análises de solo 2 ed., Rio de Janeiro: CNPS, 1997, 212p.

FERREIRA, C. A. Gênese de “Latossolos Acinzentados” em topossequência de Latossolos das Chapadas do Alto Vale do Jequitinhonha, MG. 2008. 84f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Departamento de Produção Vegetal, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Diamantina.

GOLDEN SOFTWARE. Surfer for windows: Release 6.01. Surface mapping system. Golden, CO, 1995.

HERNÁNDEZ, J.; MEURER, E. J. Adsorção de fósforo e sua relação com formas de ferro em dez solos do Uruguai. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 22, p. 223, 230, 1998.

INDA JUNIOR, A. V.; KÄMPF, N. Avaliação de procedimentos de extração dos óxidos de ferro pedogênicos com ditionito-citrato-bicarbonato de sódio. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 27, p. 1139-1147, 2003.

KÄMPF, N.; CURI, N. Óxidos de ferro: indicadores de ambientes pedogênicos e geoquímicos. In: NOVAIS, R. F.; ALVAREZ, V. H.; SCHAEFER, C. E. G. R., (eds.). Tópicos em ciência do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, v. 1, 2000. p. 107-138.

KÄMPF, N.; SCHWERTMANN, U. The 5 M-NaOH concentration treatment for iron oxides in soil. Clays Clay Minerals, Washington, v. 30, p.401-408, 1982.

LANDIM, P. M. B. Análise estatística de dados geológicos. São Paulo: Ed. UNESP. 1998. 226 p.

LINDSAY, N. L.; NORVELL, W.A. Development of a DTPA soil test for zinc, iron, manganese and copper. Soil Science Society of America Journal, Madison, v.42, p.2321-2319, 1978.

MEHRA, O. P.; JACKSON, M. L. Iron oxide removal from soils and clays by a dithionite-citrate system buffered with sodium bicarbonate. Clays Clay Minerals, Washington, v. 5, p. 317-327, 1960.

RAIJ, B. van; QUAGGIO, J. A.; CANTARELLA, H.; FERREIRA, M.E.; LOPES, A.S.; BATAGLIA, O.C. Análise química do solo para fins de fertilidade. Campinas: Fundação Cargil, 1997. 285 p.

ROBERTSON, G. P. GS+: Geoestatistics for the environmental sciences. Plainwell: Gamma Design Software. 1998. 152 p.

SCHWERTMANN, U. Differenzierung der eisenoxide des bodens durch extraktion mit ammoniumoxalat-lösung. Z. Pflanzenernähr. Düng. Bodenkd, v. 105, p. 194-202, 1964.

SILVA NETO, L. de F. da; INDA, A. V.; BAYER, C.; DICK, D. P.; TONIN, A. T. Óxidos de ferro em Latossolos tropicias e subtropicais brasileiros em plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 32, p. 1873-1881, 2008.

STATSOFT, INC. Statistica for Windows – computer program manual. Tulsa (UK): StatSoft, 1995. 322 p.

VIEIRA, S. R. Geoestatistica em estudos de variabilidade espacial do solo. In: NOVAIS, R. F.; ALVAREZ, V. H.; SCHAEFER, C. E. G. R., (eds.). Tópicos em ciência do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, v. 1, 2000. p. 01-54.

WARRICK, A. W.; NIELSEN, D. R. Spatial variability of physical properties in the field. In: HILLEL, D. (ed.), Applications of soil physics. Academic Press, New York. 1980. p.319-344.

ZIMBACK, C. R. L. Análise espacial de atributos químicos de solos para fins de mapeamento da fertilidade do solo. 2001. 114 f. Tese (Livre-Docência) – Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista, Botucatu.